Links


MÚSICA


COUCOU CHLOÉ

RICARDO ESCARDUÇA

2018-01-28



 

As sensações de fascínio e terror características do imaginário científico andam estimuladas por estes dias.

Em 22 de Setembro passado, Coucou Chloé, cantora e produtora francesa que adoptou Londres e a sua cena musical underground e experimental como residência, lança a faixa “Stamina” e apresenta o seu segundo EP Erika Jane, sucessor de Halo, o EP de estreia do ano anterior.

Coucou Chloé desloca-nos no tempo para um futuro indeterminado. A sugestão é a de uma realidade futurista, sinistra e distópica. Chloé compõe e sobrepõe camadas assimétricas e assíncronas de sonoridades da club music que atravessam o techno, trance, experimental e industrial em que tudo é mecanizado e robotizado, e em que a presença humana é um vestígio longínquo. Estes traços fazem-se sentir acima de tudo nas harmonias dos sintetizadores e nos inúmeros efeitos sonoros que formam a base da sua produção, já que os beats de drum ou de snares são em larga medida abrandados e suavizados – a excepção é a faixa “Sylph” –, contudo criando um esvaziamento abstracto e incandescente que não só não aligeira os ambientes criados como agrava e enegrece a sombra do seu peso. A estética sonora é tortuosa e corrosiva, inspirando sensações asfixiantes de inquietação e tensão. Para esta atmosfera sombria e arrepiante que retém uma memória distante da essência humana contribui largamente a ampla distorção e deformação dos assustadores murmúrios vocalizados que pairam disformes e intimadores sobre a composição musical, ora em rap ora em canto. Porém, é precisamente a irresistível tentação pelo mistério e a atracção pelo adivinhar do desconhecido amarradas à música de Chloé que a tornam simultaneamente tão hipnotizante e absorvente. É a intrigante unicidade de todas as ambivalências e idiossincrasias que fazem destacar a produção de Coucou Chloé.

 

 

A sonoridade personalizada de Erika Jane assume-se como uma janela para esses tempo e espaços indeterminados da ficção científica. Não se percebe, no entanto, se esta futurista ascendência da máquina e dissolução do humano sugeridas por Erika Jane correspondem a uma denúncia ou a uma exortação.

A propósito. Passou há dias por Lisboa o Prof. Hiroshi Ishiguro, ilustre académico em Osaka e investigador em Robótica e Inteligência Artificial, dedicado ao estudo da interacção entre homem e máquina e convicto de que os robots hão-de, no futuro, ocupar postos e desempenhar tarefas tais como servir a bica no café da esquina ou fazer companhia aos idosos – os social robots. No documentário Mechanical Love, Ishiguro comenta “If we’re short on people, why not make some?”. Etapa indispensável: os robots têm que ser o mais humanos possível. De sua lavra na construção de robots, refere-se Erica, um android. Tem 23 anos, é bonita, usa maquilhagem e roupa da moda. Interage e dialoga até um certo grau de autonomia. Pestaneja. O destaque vai para um outro modelo, Geminoid: uma cópia exacta do seu criador, o seu “gémeo”. A limitação da autonomia é ultrapassada por uma alteração estratégica: Geminoid é operado à distância por Ishiguro ele-próprio através de uma ligação de internet. De entre outros atributos, tais como dezenas de motores comandados por um software de controlo de movimento que simula alguma da motricidade fina e lábios sincronizados com o operador remoto, tem pele macia de silicone e implantes de cabelo extraído de Ishiguro. É muito útil e conveniente: Ishiguro pode tomar um copo com amigos ou apresentar-se numa conferência no outro lado do mundo sem sair do laboratório; basta enfiar Geminoid nas três malas de transporte e despachar no porão do avião por correio aéreo. Com o título “The future of mankind”, da conferência de Ishiguro exalavam questões ontológicas de fundo sobre o que é um humano e o que é a presença humana, e sobre o que ambas serão no futuro que o próprio humano constrói para si mesmo.

 

 

Fascinante e aterrorizante. Dá que pensar, tal como a música futurista de Coucou Chloé.

 

Erika Jane tracklist

• Underdog
• Flip U (prod. by Sega Bodega)
• Stamina
• Sylph (prod. by Kablam & Coucou Cloé)
• GS
• The Letter


Halo tracklist
• Halo
• Skin like skin
• Touched feat. lala &ce

 




Outros artigos:

2018-10-29


SRSQ – “UNREALITY”
 

2018-09-25


LIARS – “1/1”
 

2018-07-25


LEBANON HANOVER - “LET THEM BE ALIEN”
 

2018-06-24


LOMA – “LOMA”
 

2018-05-23


SUUNS – “FELT”
 

2018-04-22


LOLINA – THE SMOKE
 

2018-03-17


ANNA VON HAUSSWOLFF - DEAD MAGIC
 

2018-01-28


COUCOU CHLOÉ
 

2017-12-22


JOHN MAUS – “SCREEN MEMORIES”
 

2017-11-12


HAARVÖL | ENTREVISTA
 

2017-10-07


GHOSTPOET – “DARK DAYS + CANAPÉS”
 

2017-09-02


TATRAN – “EYES, “NO SIDES” E O RESTO
 

2017-07-20


SUGESTÕES ADICIONAIS A MEIO DE 2017
 

2017-06-20


TIMBER TIMBRE – A HIBRIDIZAÇÃO MUSICAL
 

2017-05-17


KARRIEM RIGGINS: EXPERIÊNCIAS E IDEIAS SOBRE RITMO E HARMONIAS
 

2017-04-17


PONTIAK – UM PASSO EM FRENTE
 

2017-03-13


TRISTESSE CONTEMPORAINE – SEM ILUSÕES NEM DESILUSÕES
 

2017-02-10


A PROJECTION – OBJECTOS DE HOJE, SÍMBOLOS DE ONTEM
 

2017-01-13


AGORA QUE 2016 TERMINOU
 

2016-12-13


THE PARKINSONS – QUINZE ANOS PUNK
 

2016-11-02


patten – A EXPERIÊNCIA DOS SENTIDOS, A ALTERAÇÃO DA PERCEPÇÃO
 

2016-10-03


GONJASUFI – DESCIDA À CAVE REAL E PSICOLÓGICA
 

2016-08-29


AGORA QUE 2016 VAI A MEIO
 

2016-07-27


ODONIS ODONIS – A QUESTÃO TECNOLÓGICA
 

2016-06-27


GAIKA – ENTRE POLÍTICA E MÚSICA
 

2016-05-25


PUBLIC MEMORY – A TRANSFORMAÇÃO PASSO A PASSO
 

2016-04-23


JOHN CALE – O REECONTRO COM O PASSADO EM MAIS UMA FACE DO POLIMORFISMO
 

2016-03-22


SAUL WILLIAMS – A FORÇA E A ARTE DA PALAVRA ALIADA À MÚSICA
 

2016-02-11


BIANCA CASADY & THE C.I.A – SINGULARES EXPERIMENTALISMO E IMAGINÁRIO
 

2015-12-29


AGORA QUE 2015 TERMINOU
 

2015-12-15


LANTERNS ON THE LAKE – SOBRE FORÇA E FRAGILIDADE
 

2015-11-11


BLUE DAISY – UM VÓRTEX DE OBSCURA REALIDADE E HONESTA REVOLTA
 

2015-10-06


MORLY – EM REDOR DE REVOLUÇÕES, REFORMULAÇÕES E REINVENÇÕES
 

2015-09-04


ABRA – PONTO DE EXCLAMAÇÃO, PONTO DE EXCLAMAÇÃO!! PONTO DE INTERROGAÇÃO?...
 

2015-08-05


BILAL – A BANDEIRA EMPUNHADA POR QUEM SABE QUEM É
 

2015-07-05


ANNABEL (LEE) – NA PRESENÇA SUPERIOR DA PROFUNDIDADE E DA EXCELÊNCIA
 

2015-06-03


ZIMOWA – A SURPREENDENTE ORIGEM DO FUTURO
 

2015-05-04


FRANCESCA BELMONTE – A EMERGÊNCIA DE UMA ALMA VELHA JOVEM
 

2015-04-06


CHOCOLAT – A RELEVANTE EXTRAVAGÂNCIA DO VERDADEIRO ROCK
 

2015-03-03


DELHIA DE FRANCE, PENTATONES E O LIRISMO NA ERA ELECTRÓNICA
 

2015-02-02


TĀLĀ – VOLTA AO MUNDO EM DOIS EP’S
 

2014-12-30


SILK RHODES - Viagem no Tempo
 

2014-12-02


ARCA – O SURREALISMO FUTURISTA
 

2014-10-30


MONEY – É TEMPO DE PARAR
 

2014-09-30


MOTHXR – O PRAZER DA SIMPLICIDADE
 

2014-08-21


CARLA BOZULICH E NÓS, SOZINHOS NUMA SALA SOTURNA
 

2014-07-14


SHAMIR: MULTI-CAMADA AOS 19
 

2014-06-18


COURTNEY BARNETT
 

2014-05-19


KENDRA MORRIS
 

2014-04-15


!VON CALHAU!
 

2014-03-18


VANCE JOY
 

2014-02-17


FKA Twigs
 

2014-01-15


SKY FERREIRA – MORE THAN MY IMAGE
 

2013-09-24


ENTRE O MAL E A INOCÊNCIA: RUTH WHITE E AS SUAS FLOWERS OF EVIL
 

2013-07-05


GENESIS P-ORRIDGE: ALMA PANDRÓGINA (PARTE 2)
 

2013-06-03


GENESIS P-ORRIDGE: ALMA PANDRÓGINA (PARTE 1)
 

2013-04-03


BERNARDO DEVLIN: SEGREDO EXÓTICO
 

2013-02-05


TOD DOCKSTADER: O HOMEM QUE VIA O SOM
 

2012-11-27


TROPA MACACA: O SOM DO MISTÉRIO
 

2012-10-19


RECOLLECTION GRM: DAS MÁQUINAS E DOS HOMENS
 

2012-09-10


BRANCHES: DOS AFECTOS E DAS MEMÓRIAS
 

2012-07-19


DEVON FOLKLORE TAPES (II): SEGUNDA PARTE DA ENTREVISTA COM DAVID CHATTON BARKER
 

2012-06-11


DEVON FOLKLORE TAPES - PESQUISAS DE CAMPO, FANTASMAS FOLCLÓRICOS E LANÇAMENTOS EM CASSETE
 

2012-04-11


FC JUDD: AMADOR DA ELETRÓNICA
 

2012-02-06


SPETTRO FAMILY: OCULTISMO PSICADÉLICO ITALIANO
 

2011-11-25


ONEOHTRIX POINT NEVER: DA IMPLOSÃO DOS FANTASMAS
 

2011-10-06


O SOM E O SENTIDO – PÁGINAS DA MEMÓRIA DO RADIOPHONIC WORKSHOP
 

2011-09-01


ZOMBY. PARA LÁ DO DUBSTEP
 

2011-07-08


ASTROBOY: SONHOS ANALÓGICOS MADE IN PORTUGAL
 

2011-06-02


DELIA DERBYSHIRE: O SOM E A MATEMÁTICA
 

2011-05-06


DAPHNE ORAM: PIONEIRA ELECTRÓNICA E INVENTORA DO FUTURO
 

2011-03-29


TERREIRO DAS BRUXAS: ELECTRÓNICA FANTASMAGÓRICA, WITCH HOUSE E MATER SUSPIRIA VISION
 

2010-09-04


ARTE E INOVAÇÃO: A ELECTRODIVA PAMELA Z
 

2010-06-28


YOKO PLASTIC ONO BAND – BETWEEN MY HEAD AND THE SKY: MÚLTIPLA FANTASIA EM MÚLTIPLOS ESTILOS
 
India cheap generic viagra shipping levitra buy overnight which vs better viagra cialis http://www.socgeografialisboa.pt/propecia-price-australia/ propecia 1mg online, dosage cialis effects side viagra risks.
10mg generic cialis buy doctor without a viagra prescription cialis vs viagra prices viagra vs viagra super active of free viagra sample best meds for ed buy ed meds, cialis over the canada in is counter at walmart viagra.
Genuine prescription no levitra for womens viagra buy http://www.saludos.com/healthcare/hchome.htm cialis vs viagra pricing buy pharmacy canada propecia http://www.saludos.com/award.htm purchase ed pills, cialis buy cheap purchase india viagra online.
Prescription viagra buy viagra can you india buy in http://www.saludos.com/healthcare/hchome.htm cialis vs viagra vs levitra which is better levitra mg 40 http://www.saludos.com/award.htm ed meds, super buy cialis online uk buy cialis cheap.
Levitra 100mg 50 price india mg viagra cialis vs viagra vs levitra cost cialis vs viagra cost comparison cialis mexican purchase ed drugs popular ed pills otc, citrate buy india sildenafil online kaufen cialis original.
In india viagra cheap uk prescription cialis cialis vs viagra in cost cialis vs viagra i where can purchase propecia cheap ed meds purchase ed drugs, generic cialis vs viagra cialis canada in generic buy.
Buy brand levitra uk vardenafil buy online cialis vs viagra italiano cialis vs viagra over the counter viagra india tablet in price 50mg order ed pills ed pills, sample viagra free ebay viagra.