Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 

share |

CONHECIDA A EQUIPA CURATORIAL DA 5ª EDIÇÃO DA TRIENAL DE LISBOA

2017-04-21




Uma equipa liderada por Éric Lapierre, arquitecto e teórico de arquitectura baseado em Paris, foi nomeada para a curadoria da quinta edição da Trienal de Arquitectura de Lisboa, a realizar de Outubro a Dezembro de 2019. A equipa, que lecciona o curso Architecture & Experience na escola de arquitectura de Marne-la-Vallée (Paris), é composta pelo filósofo Sébastien Marot e por um grupo de profissionais da prática e da teoria altamente qualificados: Ambra Fabi, Giovanni Piovene, Mariabruna Fabrizi, Fosco Lucarelli, assistidos por Laurent Esmilaire, Tristan Chadney e Vasco Pinelo de Melo como consultor.

Do processo de avaliação, apresentamos as principais razões desta escolha por parte do júri: “O conjunto das propostas apresentadas demonstrou a enorme vitalidade do debate e do pensamento arquitectónico contemporâneo. O prestígio internacional da Trienal de Arquitectura de Lisboa reflectiu-se no número e na qualidade das respostas, o que levou a um mais alargado período de avaliação. Por respeito à dedicação das dezenas de pessoas que, de vários continentes, enviaram as suas ideias, o júri achou necessária uma reflexão mais profunda e demorada de um significativo número de propostas.

A decisão final foi unânime, assim como a evidência de que esta proposta aborda a arquitectura a partir de uma sólida base teórica e encontra uma forma de tornar público um dos sentidos mais nobres da disciplina: o uso da razão. Foi determinante, no complexo processo de escolha, a estrutura da equipa. Conjugando uma forte actividade profissional individual, todos os elementos trabalham juntos, nomeadamente na condução de projectos de investigação, os quais irão prosseguir alimentando a reflexão nesta edição da Trienal. Foi igualmente decisivo o facto de o arquitecto Éric Lapierre, entre outros elementos da equipa, possuir uma experiência ampla em várias vertentes, do projecto à escrita de livros, ensaios, concepção de exposições e apresentações em conferências. Verificou-se ainda um claro entendimento do funcionamento da estrutura da Trienal e da escala e alcance do programa desenhado para cada edição. Num contexto de grande dispersão física e intelectual, esta proposta revela que a arquitectura pode e deve contribuir para construir uma sociedade melhor e mais bem informada.”

O júri foi composto pelos membros da direcção da organização bem como por André Tavares, curador geral de The Form of Form, em conjunto com Diogo Seixas Lopes.


::

Sobre a equipa curatorial

Éric Lapierre (FR) - Curador-Geral
Éric Lapierre é arquitecto e teórico de arquitectura. Fundador e director da Éric Lapierre Experience (ELEx) sedeada em Paris, Lapierre divide a sua actividade entre a área de projecto e o ensaio crítico. Reconhecidas a nível nacional e internacional, as obras da ELEx têm sido amplamente premiadas e referidas em publicações. Estes edifícios visam manter a arquitectura como um meio cultural sofisticado na condição comum da contemporaneidade.

Éric Lapierre lecciona na École Nationale Supérieure d´Architecture de Marne-la-Vallée (Paris), na École Polytechnique Fédérale de Lausanne (EPFL), tendo sido professor convidado na Accademia di Architettura di Mendrisio, Université de Montréal (UdM), Université du Québec à Montréal (UQAM) e KU Leuven em Gante. Entre outros livros, é autor de Identification d´une ville – Architectures de Paris, 2002; Guide d´architecture de Paris 1900-2008, 2008; Le Point du Jour A Concrete Architecture, 2011; Architecture of The Real, 2004, e Se la forma scompare, la sua radice è eterna, 2017.

Sébastien Marot (FR)
Sébastien Marot tem um mestrado em Filosofia e um doutoramento em História. Tem escrito amplamente sobre a genealogia das teorias contemporâneas em arquitectura, desenho urbano e paisagismo. Actualmente, é professor na École d´Architecture de Paris-Est, professor convidado na EPFL (Enac), e na Graduate School of Design de Harvard (num programa sobre o Countryside liderado por Rem Koolhaas e AMO). Editou o Le Visiteur (de 1995 a 2002) e o Marnes (desde 2010), sendo autor de diversos livros como Sub-Urbanism and the Art of Memory (AA Publications 2003), a re-edição crítica The City in the City: Berlin, A Green Archipelago de Ungers e Koolhaas (Lars Müller 2013).

Ambra Fabi (IT)
Diplomada em Mendrisio, Ambra trabalhou como directora de arte no atelier de Peter Zumthor e como arquitecta freelancer em Milão. Em 2012, juntamente com Giovanni Piovene, fundou a PIOVENEFABI. Professora assistente na Accademia di Architettura di Mendrisio, integra actualmente o corpo docente da KU Leuven em Bruxelas e na École Nationale Supérieure d´Architecture em Marne-la-Vallée em Paris.

Giovanni Piovene (IT)
Formou-se em Arquitectura em Veneza. Em 2007, foi co-fundador do escritório Salottobuono, em que se manteve até 2012. Em 2010, Giovanni co-fundou a revista San Rocco e comissariou o livro e a exposição " Book of Copies" (2014). Em 2012, funda a PIOVENEFABI juntamente com Ambra Fabi. Leccionou na Accademia di Architettura di Mendrisio e integra o núcelo de ensino FORM da École Polytechnique Fédérale de Lausanne (EPFL). Atualmente lecciona na École Nationale Supérieure d´Architecture em Marne-la-Vallée em Paris.

Fosco Lucarelli & Mariabruna Fabrizi (IT)
Os italianos Mariabruna Fabrizi (1982) e Fosco Lucarelli (1981) licenciaram-se com distinção na Universidade de Roma Tre, depois de estudarem também em Munique e Madrid. Fundaram o atelier Microcities em Paris, cidade onde vivem actualmente. Em 2006, lançaram a revista online Socks, funcionando como repositório de uma investigação independente contínua que se tornou um espaço de especulação. Ambos têm colaborado extensivamente em publicações e revistas sobre arquitectura e cidades. Leccionam na ÉAV&t, em Marne-la-Vallée, Paris e na EPFL, em Lausanne (Suíça).

Laurent Esmilaire (FR) - Curador Assistente
Nascido em 1986, formou-se em arquitectura em 2009. Laurent Esmilaire trabalhou nos ateliers Bernard Tschumi e Fres, em Paris. Desde 2011, trabalha na Éric Lapierre Experience sendo professor assistente na École d´Architecture de la Ville et des Territoires de Marne-la-Vallée desde 2014. Coordenador de vários projectos, o seu trabalho vai da concepção à construção.

Tristan Chadney (FR/UK) - Curador Assistente
Nascido em 1988 em Cambridge, formou-se em 2013 ano em que Tristan Chadney integrou a equipa do estúdio Éric Lapierre Experiência. Desde 2016 é professor assistente na École d´Architecture de la Ville et des Territoires de Marne-la-Vallée. Como coordenador de projecto, o seu trabalho vai da concepção à construção, passando estudos de pormenor.

Vasco Pinelo de Melo (PT) - Consultor
Formado na FAUP, colaborou com o Atelier Victor Figueiredo (2001-03). Em 2004, inicia a sua colaboração com o atelier Carlos Castanheira & Chiara Bastai Arquitectos e desenvolve um trabalho de investigação sobre "Máquinas de Paisagem" sob a orientação do Professor Jacques Gubler, Mendrisio. Entre 2006 e 2012 trabalha no escritório Carrilho da Graça. Em 2012, co-fundou o escritório Sumstudio, estando actualmente a desenvolver projectos para uma intervenção urbana estratégica em Lisboa.



Fonte: Trienal de Arquitectura de Lisboa