Links

PERSPETIVA ATUAL


Cartaz "Fórum do Futuro" 2017.
















Outros artigos:

2017-12-18


CONSTANÇA BABO


2017-11-12


HELENA OSÓRIO


2017-10-09


PAULA PINTO


2017-09-05


PAULA PINTO


2017-07-26


NATÁLIA VILARINHO


2017-07-17


ANA RITO


2017-07-11


PEDRO POUSADA


2017-06-30


PEDRO POUSADA


2017-05-31


CONSTANÇA BABO


2017-04-26


MARC LENOT


2017-03-28


ALEXANDRA BALONA


2017-02-10


CONSTANÇA BABO


2017-01-06


CONSTANÇA BABO


2016-12-13


CONSTANÇA BABO


2016-11-08


ADRIANO MIXINGE


2016-10-20


ALBERTO MORENO


2016-10-07


ALBERTO MORENO


2016-08-29


NATÁLIA VILARINHO


2016-06-28


VICTOR PINTO DA FONSECA


2016-05-25


DIOGO DA CRUZ


2016-04-16


NAMALIMBA COELHO


2016-03-17


FILIPE AFONSO


2016-02-15


ANA BARROSO


2016-01-08


TAL R EM CONVERSA COM FABRICE HERGOTT


2015-11-28


MARTA RODRIGUES


2015-10-17


ANA BARROSO


2015-09-17


ALBERTO MORENO


2015-07-21


JOANA BRAGA, JOANA PESTANA E INÊS VEIGA


2015-06-20


PATRÍCIA PRIOR


2015-05-19


JOÃO CARLOS DE ALMEIDA E SILVA


2015-04-13


Natália Vilarinho


2015-03-17


Liz Vahia


2015-02-09


Lara Torres


2015-01-07


JOSÉ RAPOSO


2014-12-09


Sara Castelo Branco


2014-11-11


Natália Vilarinho


2014-10-07


Clara Gomes


2014-08-21


Paula Pinto


2014-07-15


Juliana de Moraes Monteiro


2014-06-13


Catarina Cabral


2014-05-14


Alexandra Balona


2014-04-17


Ana Barroso


2014-03-18


Filipa Coimbra


2014-01-30


JOSÉ MANUEL BÁRTOLO


2013-12-09


SOFIA NUNES


2013-10-18


ISADORA H. PITELLA


2013-09-24


SANDRA VIEIRA JÜRGENS


2013-08-12


ISADORA H. PITELLA


2013-06-27


SOFIA NUNES


2013-06-04


MARIA JOÃO GUERREIRO


2013-05-13


ROSANA SANCIN


2013-04-02


MILENA FÉRNANDEZ


2013-03-12


FERNANDO BRUNO


2013-02-09


ARTECAPITAL


2013-01-02


ZARA SOARES


2012-12-10


ISABEL NOGUEIRA


2012-11-05


ANA SENA


2012-10-08


ZARA SOARES


2012-09-21


ZARA SOARES


2012-09-10


JOÃO LAIA


2012-08-31


ARTECAPITAL


2012-08-24


ARTECAPITAL


2012-08-06


JOÃO LAIA


2012-07-16


ROSANA SANCIN


2012-06-25


VIRGINIA TORRENTE


2012-06-14


A ART BASEL


2012-06-05


dOCUMENTA (13)


2012-04-26


PATRÍCIA ROSAS


2012-03-18


SABRINA MOURA


2012-02-02


ROSANA SANCIN


2012-01-02


PATRÍCIA TRINDADE


2011-11-02


PATRÍCIA ROSAS


2011-10-18


MARIA BEATRIZ MARQUILHAS


2011-09-23


MARIA BEATRIZ MARQUILHAS


2011-07-28


PATRÍCIA ROSAS


2011-06-21


SÍLVIA GUERRA


2011-05-02


CARLOS ALCOBIA


2011-04-13


SÓNIA BORGES


2011-03-21


ARTECAPITAL


2011-03-16


ARTECAPITAL


2011-02-18


MANUEL BORJA-VILLEL


2011-02-01


ARTECAPITAL


2011-01-12


ATLAS - COMO LEVAR O MUNDO ÀS COSTAS?


2010-12-21


BRUNO LEITÃO


2010-11-29


SÍLVIA GUERRA


2010-10-26


SÍLVIA GUERRA


2010-09-30


ANDRÉ NOGUEIRA


2010-09-22


EL CULTURAL


2010-07-28


ROSANA SANCIN


2010-06-20


ART 41 BASEL


2010-05-11


ROSANA SANCIN


2010-04-15


FABIO CYPRIANO - Folha de S.Paulo


2010-03-19


ALEXANDRA BELEZA MOREIRA


2010-03-01


ANTÓNIO PINTO RIBEIRO


2010-02-17


ANTÓNIO PINTO RIBEIRO


2010-01-26


SUSANA MOUZINHO


2009-12-16


ROSANA SANCIN


2009-11-10


PEDRO NEVES MARQUES


2009-10-20


SÍLVIA GUERRA


2009-10-05


PEDRO NEVES MARQUES


2009-09-21


MARTA MESTRE


2009-09-13


LUÍSA SANTOS


2009-08-22


TERESA CASTRO


2009-07-24


PEDRO DOS REIS


2009-06-15


SÍLVIA GUERRA


2009-06-11


SANDRA LOURENÇO


2009-06-10


SÍLVIA GUERRA


2009-05-28


LUÍSA SANTOS


2009-05-04


SÍLVIA GUERRA


2009-04-13


JOSÉ MANUEL BÁRTOLO


2009-03-23


PEDRO DOS REIS


2009-03-03


EMANUEL CAMEIRA


2009-02-13


SÍLVIA GUERRA


2009-01-26


ANA CARDOSO


2009-01-13


ISABEL NOGUEIRA


2008-12-16


MARTA LANÇA


2008-11-25


SÍLVIA GUERRA


2008-11-08


PEDRO DOS REIS


2008-11-01


ANA CARDOSO


2008-10-27


SÍLVIA GUERRA


2008-10-18


SÍLVIA GUERRA


2008-09-30


ARTECAPITAL


2008-09-15


ARTECAPITAL


2008-08-31


ARTECAPITAL


2008-08-11


INÊS MOREIRA


2008-07-25


ANA CARDOSO


2008-07-07


SANDRA LOURENÇO


2008-06-25


IVO MESQUITA


2008-06-09


SÍLVIA GUERRA


2008-06-05


SÍLVIA GUERRA


2008-05-14


FILIPA RAMOS


2008-05-04


PEDRO DOS REIS


2008-04-09


ANA CARDOSO


2008-04-03


ANA CARDOSO


2008-03-12


NUNO LOURENÇO


2008-02-25


ANA CARDOSO


2008-02-12


MIGUEL CAISSOTTI


2008-02-04


DANIELA LABRA


2008-01-07


SÍLVIA GUERRA


2007-12-17


ANA CARDOSO


2007-12-02


NUNO LOURENÇO


2007-11-18


ANA CARDOSO


2007-11-17


SÍLVIA GUERRA


2007-11-14


LÍGIA AFONSO


2007-11-08


SÍLVIA GUERRA


2007-11-02


AIDA CASTRO


2007-10-25


SÍLVIA GUERRA


2007-10-20


SÍLVIA GUERRA


2007-10-01


TERESA CASTRO


2007-09-20


LÍGIA AFONSO


2007-08-30


JOANA BÉRTHOLO


2007-08-21


LÍGIA AFONSO


2007-08-06


CRISTINA CAMPOS


2007-07-15


JOANA LUCAS


2007-07-02


ANTÓNIO PRETO


2007-06-21


ANA CARDOSO


2007-06-12


TERESA CASTRO


2007-06-06


ALICE GEIRINHAS / ISABEL RIBEIRO


2007-05-22


ANA CARDOSO


2007-05-12


AIDA CASTRO


2007-04-24


SÍLVIA GUERRA


2007-04-13


ANA CARDOSO


2007-03-26


INÊS MOREIRA


2007-03-07


ANA CARDOSO


2007-03-01


FILIPA RAMOS


2007-02-21


SANDRA VIEIRA JURGENS


2007-01-28


TERESA CASTRO


2007-01-16


SÍLVIA GUERRA


2006-12-15


CRISTINA CAMPOS


2006-12-07


ANA CARDOSO


2006-12-04


SÍLVIA GUERRA


2006-11-28


SÍLVIA GUERRA


2006-11-13


ARTECAPITAL


2006-11-07


ANA CARDOSO


2006-10-30


SÍLVIA GUERRA


2006-10-29


SÍLVIA GUERRA


2006-10-27


SÍLVIA GUERRA


2006-10-11


ANA CARDOSO


2006-09-25


TERESA CASTRO


2006-09-03


ANTÓNIO PRETO


2006-08-17


JOSÉ BÁRTOLO


2006-07-24


ANTÓNIO PRETO


2006-07-06


MIGUEL CAISSOTTI


2006-06-14


ALICE GEIRINHAS


2006-06-07


JOSÉ ROSEIRA


2006-05-24


INÊS MOREIRA


2006-05-10


AIDA E. DE CASTRO


2006-04-20


JORGE DIAS


2006-04-05


SANDRA VIEIRA JURGENS


share |

FÓRUM DO FUTURO 2017: HITO STEYERL E TREVOR PAGLEN



CONSTANÇA BABO

2017-12-18




O Fórum do Futuro, iniciativa da Câmara Municipal do Porto, destacou-se novamente, este ano, com uma programação tão surpreendente quanto pertinente. Foram propostos e desenrolaram-se vários debates que, abrangendo um vasto campo de interesses, disciplinas e áreas de conhecimento, cruzaram-se entre si e interligaram-se numa reflexão global sobre o impacto do homem no mundo.


Como o realizador Gareth Evans (1980, Reino Unido) referiu numa das sessões no Rivoli, Teatro Municipal do Porto, o presente é um tempo incerto e alarmante devido às mais recentes ocorrências nos quadros políticos e sociais e às rápidas e sucessivas alterações no planeta Terra, principalmente no clima e nos ecossistemas. Com tal ponto de partida, e como é já próprio do ciclo, os diálogos efetuaram-se no domínio do pensamento contemporâneo e de acordo com as múltiplas formas através das quais este se revela nos distintos territórios científicos, artísticos e culturais. 


No âmbito das artes, encontram-se tanto reflexos como manifestações em relação e em reação às inúmeras problemáticas e contextos atuais. Assim, e reforçando a qualidade da programação deste ano, a terceira sessão noturna foi marcada por duas notáveis personalidades do cenário artístico contemporâneo, Hito Steyerl (1966, Alemanha) e Trevor Paglen (1974, EUA). Muito pertinentemente introduzidos pelo curador e crítico Shumon Basar (1974, Bangladesh) como indivíduos altamente inspiradores, os dois artistas esclareceram o que os move e influencia profissionalmente, revelando, ao mesmo tempo, as suas considerações e preocupações perante o atual panorama mundial.


A arte contemporânea é híbrida, constituída por uma imensa heterogeneidade criativa e produtiva, tão plural e variada como o tempo em que habita. É essa qualidade que permite o surgimento de novas e independentes perspetivas conceptuais, formais, visuais, perceptivas e estéticas que compõem um universo artístico cada vez mais dinâmico e complexo. Porém, a singularidade, quando é uma caraterística predominante na esfera social, pode ser negativa, podendo conduzir, por um lado, a uma fragmentação da personalidade do indivíduo e, por outro, à sociedade líquida de Zigmunt Bauman, menos coletiva e mais diluída.


Esse panorama é representativo de um mundo que, cada vez mais, deixa de ser global e torna-se dividido em diversos compartimentos que crescem e funcionam de modos próprios. Para Hito Steyerl, este cenário torna-se visível através de uma igualmente desfragmentada bubble vision.


O homem atual é centrado em si mesmo e move-se numa individualidade quase absoluta, ressurgindo a sua conceção como centro do universo, capaz de moldar tudo a partir de si mesmo. O Antropoceno foi, com efeito, o conceito que definiu o Fórum do Futuro, sugerindo ao público uma reflexão sobre as consequências da hegemónica utilização do planeta Terra como plataforma para a produção humana. Esse é, precisamente, o objeto de estudo de Trevor Paglen que expõe intervenções tecnológicas nas superfícies terrestres, tais como a massiva instalação de cabos e correntes de armazenamento de dados virtuais no fundo do oceano. A pesquisa é concretizada através de registos fotográficos muito particulares e surpreendentes, que revelam o que se encontra escondido à vista de todos. Nestes, os contrastes entre o natural e o artificial e entre o equilíbrio imagético e o desequilíbrio dos objetos apresentados, cativam o olhar do espectador e colocam em causa a realidade de hoje.


Também instalados de forma discreta, encontram-se inúmeros sistemas de vigilância que geram um constante fenómeno big brother. Estes e outros programas, como um de reconhecimento facial que Trevor Paglen e Hito Steyerl exploraram conjuntamente a nível artístico, constituem uma das várias ferramentas que derivam da inteligência artificial. Porém, os resultados destas são, por vezes, tão errados que, como a artista afirmou, tem surgido algo que se pode chamar de artificial stupidity.


Esta panóplia de criações contemporâneas tem ocupado postos de trabalho e tem substituído o homem a vários níveis, numa invasão tecnológica que relativiza o cenário anunciado pelo cientista Carl Sagan (1934-1996) no livro Outros mundos. Esse título, que se refere à ocupação da Terra por extraterrestres, foi atribuído a esta sessão do Fórum do Futuro, denunciando como as ações do homem no mundo estão a modificar este último profundamente, tornando-o desconhecido, novo, outro.


Como Trevor Paglen considera, é crucial "perceber o momento histórico em que vivemos de forma a imaginar futuros alternativos". Há-que refletir mediante diferentes perspectivas e conhecimentos sobre as problemáticas atuais, desde a tecnologia à extinção das espécies e das coisas, ao clima, à violência ou à sexualidade, tendo estes sido, precisamente, os conteúdos que marcaram o ciclo. Para a grande qualidade deste contribuíram também outras importantes personalidades como Sou Fujimoto e Timothy Morton, resultando numa ocasião anual significativa, como Shumon Basar declarou. Abre-se, agora, tempo para refletir e aguardar pelo próximo e cada vez mais promissor Fórum do Futuro de 2018.




Constança Babo