Experiment, 2010, b/w photograph, 90 x 120 cm


#01 from the series Not Yet, 2007, b/w photograph, 67 x 100 cm


Fountain, 2000, video installation


Vista da exposição


#04 from the series Transmitter, 2006, b/w photograph, 40 x 60 cm


Vista da exposição


DDMMYY, 2005/2012, slideshow, loop


DDMMYY, 2005/2012, slideshow, loop

Exposições anteriores:

2015-11-11


PIERRE LARAUZA, CAZENGA VS LUANDA




2015-09-01


ACADEMIAS




2015-05-18


ARTFUTURA 2014 - A PROMESSA DIGITAL




2014-09-03


MI CASA ES TU CASA




2014-05-05


POR TEU LIVRE PENSAMENTO (Parte I)




2014-02-20


MORPHOGENESIS - Placebo Effect and Binary Oppositions




2013-11-05


ADVÉRBIOS DE LUGAR




2013-09-06


METAFORMOSAS




2013-06-01


BURNOUT




2013-05-30


ENQUANTO FALO, AS HORAS PASSAM




2013-05-30


DDMMYY




2013-03-07


DIFÍCIL É CONTINUAR. BONITO BONITO É SER ARTISTA




2013-03-07


ROSA DE PAU




2013-03-07


THE NON ZERO-SUM ART GAMES




2012-11-05


A CABEÇA DEBAIXO DE ÁGUA, OS PÉS NAS ESTRELAS




2012-09-19


COLECÇÃO DE NOMES E DE COISAS




2012-06-05


UN JOUR SI BLANC




2012-04-12


BEYOND EMOTIONS




2011-11-24


RÁDIO EUROPA LIVRE




  
share |

DDMMYY


Alena Kotzmannova

 

“Alena Kotzmannova fotografa cenas banais, extraídas subtilmente daquilo que a rodeia. Mesmo que muitas retratem situações e objetos que nos deixam uma impressão de estar perante algo irreal, sentimos um contacto imediato com o mundo presente através delas. Objetos comuns e ambientes tornam-se metáforas de sentimentos e estados de espírito, tornam-se linguagem de prosa subjetiva. As imagens de Kotzmannova diferem do fotojornalismo tradicional, mas também da fotografia conceptual dos anos de 1970 que suprimem intencionalmente qualquer resíduo estético da imagem. O seu trabalho é mais próximo do conceito de fotografia que derivou – qualquer destas disciplinas pode parecer longínqua uma da outra - da escultura contemporânea. Um representante deste conceito é, por exemplo, Gabriel Orozco. Apesar de Kotzmannova não encenar as situações fotografadas, ela aproxima-se do sujeito como se de uma instalação escultórica se tratasse. Esta, devido à sua natureza, tem de ser documentada. Também presente no seu trabalho está a narrativa: o objeto ou situação são resultantes de uma ação, que pode ser literalmente captada e trabalhada. Traduzir esta questão em palavras quebraria a tensão que a imagem contém. Um sonho descrito e analisado perde o seu poder.” Tomas Pospiszyl, in: Kotzmann, Fra and Kant, Praga 2012, págs. 273-274.

O título DDMMYY refere datação, captação de um certo momento no tempo, que pode ser uma data de nascimento ou um prazo de validade da era consume – um processo mecânico para marcar a passagem do tempo na civilização ocidental. A exposição DDMMYY apresenta uma série de trabalhos de Alena Kotzmannova, artista contemporânea checa, que trabalha fotografia, instalação de vídeo e instalações no espaço público. A exposição pode ser explanada pelas palavras que a artista escreveu sobre uma das suas séries: “A série Transmitter não é uma história verdadeira, ainda que a montagem das imagens e o seu carácter crie um ritmo que pode sugerir uma narrativa. Estático e dinâmico, perto e remoto, olhando para algo e para algures, dois lados da mesma moeda. Lembramo-nos das imagens que vemos ou olhamos para um tempo e local desconhecidos? Em qualquer dos casos, a série transmite estranhas vibrações.“

 

Alena Kotzmannova (1974), vive e trabalha em Praga. 

Formação:
desde 2009 PhD programme, Charles University in Prague, Faculty of Education (Visual Arts)
1992–98 Academy of Arts, Architecture and Design, Prague, Studio of Conceptual and Intermedial Arts (prof. Adéla Matasová) and Photography Studio (doc. Pavel Štecha)
1988–92 Václav Hollar School of Fine Arts, Prague

Bolsas e residências:
2012 Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Portugal
2009 Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, Lisbon, Portugal
2007 Centro de la Imagen, Mexico City
2005 Egon Schiele Art Center, Český Krumlov
2004 International Studio and Curatorial Program, New York City, USA
2000 Heart Project, Helsinki, Finland
1998 Germinations X, Delphi, Greece
1997 Norwich School of Art and Design, Great Britain

Exposições individuais (seleção):
2012 Shore Patrol, Fotograf festival: Off Limits / Photography in a Public Space, Verdikt, Prague
2012 Chiliagon (with Jan Šerých), Mem, Brno
2011 Whale Has Heart Big as Size of a Car (with David Böhm), Fotograf Gallery, Prague
2010 Fish People, Josef Sudek Studio, Prague

Exposições coletivas (seleção):
2013
The Earth Turns And All Things Slip Away, hunt kastner, Prague
Their Photographs, Gallery 5th floor, Prague
2012
Ř/ Czech National Identity in Contemporary Art, Gallery AAAD, Prague
Film. Directed by Artists / Film in Contemporary Art, Gallery Nitra, Slovakia
My Place/the Space of Intertext, Gallery Trafačka, Prague
The Beginning of the Century, West Bohemian Gallery, Masné krámy, Pilsen
Between the First and Second Modernity (1985-2012),NG, Veletržní Palace, Prague
Hidden Publics, Emil Filla Gallery, Ústí nad Labem; Motorenhalle, Dresden, Germany
2011
Scenario Strategies, MeetFactory Gallery, Prague
Just so Stories, Revolutionary Art Project, Europe House, Tbilisi, Georgia
Turned Down, Wannieck Gallery, Brno
The Sea Through Which We All Sail, Gallery Chodovská tvrz, Prague; Circulo de Bellas Artes de Tenerife, Canary Island
Mutating Medium, Photography in Czech Art 1990–2010, Gallery Rudolfinum, Prague
NY / PRAGUE 6, Czech Center, New York City, USA
2010
Collected Reflections, Entrance, Karlín Studios, Prague
… and Don’t Forget the Flowers, Moravian Gallery in Brno, Pražák Palace, Brno
The Lost Highway, (with Tomáš Vaněk), hunt kastner at Villa Reykjavik, Iceland
Collectors: The Czech–Slovak Pavilion, Hilger Brot Kunst Halle, Vienna, Austria
 

Para mais informações visite: http://kotzmannova.cz

 

________________________________________________________________________
 
 
Para mais informações: plataformarevolver@gmail.com | M 961106590 T 213433259
www.artecapital.net/plataforma.php | transboavista-vpf.net
 
 
 
Fundada em 2006, a Plataforma Revólver é uma inovadora estrutura de arte contemporânea localizada em Lisboa. Promove um programa de exposições e de residências artísticas internacionais, participando ativamente na promoção e no diálogo internacional da arte.
A Plataforma Revólver funciona genuinamente para benefício público, operando um espaço independente e não lucrativo, de entrada livre. Visitas por marcação.
Aberta de quarta a sábado das 14:00 às 19:00.

 

 


Registe-se para receber os convites das nossas exposições:

Nome:

Email:

Telefone:

Morada:

Localidade:

Código Postal:


Insira os caracteres: