Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

A Arte como Experiência do Real / Fernando Lanhas - Fragmentos: algumas obras na coleção de Serralves


Coleção Ivo Martins / Coleção de Serralves
Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Guimarães

britishbar#3


Armanda Duarte, Ana Vieira, Edgar Massul
British Bar, Lisboa

INCERTEZA VIVA: UMA EXPOSIÇÃO A PARTIR DA 32ª BIENAL DE SÃO PAULO


COLECTIVA
Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

Missão Fria


PEDRO CASQUEIRO
Fundação Carmona e Costa, Lisboa

Deus Verme


Mattia Denisse com João Maria Gusmão & Pedro Paiva
Caroline Pagès Gallery, Lisboa

Voltar de vez em quando


Cristina Ataíde
Ermida de Nossa Senhora da Conceição, Lisboa

FOTO-estruturalismo: a composição da página enquanto conceito na Coleção de Livros e Edições de Artista da Fundação de Serralves”


Coletiva
Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

Matryoshka


Ana Santos
Galeria Quadrado Azul (Porto), Porto

Cleaning up the vacuum


António Olaio
Galeria Fernando Santos (Porto), Porto

OBJECTO


JOÃO CRUZ ROSA
Giefarte - Galeria de Arte, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 

share |

COLETIVA

FOTO-estruturalismo: a composição da página enquanto conceito na Coleção de Livros e Edições de Artista da Fundação de Serralves”




MUSEU DE SERRALVES - MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA
Rua D. João de Castro, 210
4150-417 PORTO

15 JUN - 17 SET 2017


Inauguração: 14 de junho, quarta-feira, 19h00


A exposição “FOTO-estruturalismo: a composição da página enquanto conceito na Coleção de Livros e Edições de Artista da Fundação de Serralves” vai dar a conhecer ao público uma ampla diversidade de abordagens conceptuais à utilização de fotografias enquanto elementos formais em livros e publicações de artista.

A seleção de obras na exposição destaca, pela primeira vez, um aspeto muito específico destas publicações: a fotografia enquanto elemento constituinte de uma estrutura global. Ao contrário da fotomontagem tradicional, em que uma disposição de elementos fotográficos constitui uma imagem única, ela trata de elementos independentes, combinados ou não, enquanto parte de um espaço estruturado, seja ele a página individual de um livro, uma folha de papel autónoma ou um desenvolvimento página a página ao longo de várias páginas de um livro.

O conjunto de obras em exposição será agrupado em torno de "Das Tafelwerk" (1992), uma obra marcante de Georg Herold, pertencente à Coleção de Livros e Edições de Artista da Fundação de Serralves.

Esta exposição é organizada pelo Museu de Arte Contemporânea de Serralves e tem comissariado de Guy Schraenen, consultor independente na área de livros e edições de artista.