Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

MELANCOLIA PROGRAMADA | UNHARIAS RATÓRICAS


Gabriel Abrantes | Von Calhau
MAAT, Lisboa

Mutações. The Last Poet.


Joana Escoval
Museu Coleção Berardo, Lisboa

A mão que segura e que se eleva no ar


Isabel Baraona, Mafalda Santos e Susana Gaudêncio
Rampa, Porto

The eyes are not here


Orlando Franco
Galeria TREM, Faro

Meia década de resistência tipográfica e editorial - oficinal / projectual / autoral


COLECTIVA
Ar.Co Centro de Arte e Comunicação Visual (Xabregas), Lisboa

Desterrado


António Olaio
Galeria Ala da Frente, Vila Nova de Famalicão

Downtime / Tempo de Respiração


MANON DE BOER
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

Red Lines with Landscapes: Portugal


Evan Roth
Espaço Fidelidade Mundial Chiado 8 - Arte Contemporânea, Lisboa

Aurora | Desenhos e outros materiais


Pedro A.H. Paixão
Galeria 111 (Lisboa), Lisboa

O Coração e os Pulmões


Francisco Tropa
Galeria Quadrado Azul (Novo espaço em Lisboa), Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


ÁLVARO LAPA

Lendo resolve-se: Álvaro Lapa e a Literatura




CULTURGEST
Edifício Sede da Caixa Geral de Depósitos, Rua Arco do Cego
1000-300 LISBOA

18 JAN - 19 ABR 2020


Inauguração: 17 de Janeiro, às 22h, na Culturgest

Curadoria: Óscar Faria

Os Cadernos de Escritores são uma série de pinturas de Álvaro Lapa realizadas entre 1975 e 2005, um ano antes da sua morte. Lendo Resolve-se parte dessa série e sublinha os constantes reenvios que o artista promovia entre pintura e literatura, numa tentativa de descodificar a sua obra enigmática, marcada pela constante ideia de atrito. Trata-se também de salientar a idiossincrasia de um dos projetos mais relevantes da arte portuguesa do século XX através das homenagens a autores maiores – Homero, Pessoa, Kafka, William Burroughs, Beckett – realizadas por Lapa ao longo de 30 anos.

A mostra faz remissões para trabalhos anteriores ou para criações relacionadas com os 21 nomes homenageados pelo artista nos seus “cadernos” – as pinturas que evocam os hipotéticos cadernos de escritores –, na primeira apresentação exaustiva desse conjunto. O catálogo incluirá informação e iconografia inéditas e será um instrumento fundamental para o estudo da obra de Álvaro Lapa.