Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

O dia em que perdi o pé


Anabela Soares
Museu Bordalo Pinheiro, Lisboa

Obras Inéditas


Julian Opie
Museu Coleção Berardo, Lisboa

Dry


Pedro Valdez Cardoso
A Montanha, Lisboa

Suppose it is true after all, what then?


Vasco Araújo
Galeria Presença (Porto), Porto

Ar.Co - Exposição Bolseiros & Finalistas ’19


COLECTIVA
Museu da Cidade - Pavilhão Preto, Lisboa

Dordio Zinco


Gonçalo Pena
Centro Interpretativo do Tapete de Arraiolos (CITA), Arraiolos

O estranho substituto


Jorge Molder
Galeria Pedro Oliveira, Porto

Mare Aethiopicum


PAULO QUINTAS
Giefarte - Galeria de Arte, Lisboa

Desvio


Sofia Arez
Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Lisboa

A Tempestade


Francisco Vidal
Central Gerador, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


LAURE PROUVOST

Melting into one another ho hot chaud it heating dip




KUNSTHALLE LISSABON
Rua José Sobral Cid 9E
1900-289 LISBOA

20 FEV - 16 MAI 2020


Inauguração 20 de fevereiro de 2020, 18h30


Melting into one another ho hot chaud it heating dip
Laure Prouvost



A Kunsthalle Lissabon apresenta "Melting into one another ho hot chaud it heating dip", a primeira exposição individual de Laure Prouvost (Lille, França, 1978) em Portugal. A exposição marca o regresso da Kunsthalle Lissabon após um ano de hiato em 2019, que marcou o décimo aniversário da instituição. Melting into one another ho hot chaud it heating dip inaugura a 20 de fevereiro às 18:30 e está patente ao público de 21 de fevereiro a 16 de maio de 2020.

Em Melting into one another ho hot chaud it heating dip, o espaço expositivo subterrâneo da Kunsthalle Lissabon é completamente transformado. Gradualmente, e a partir das escadas de acesso, o espaço é preenchido por cortinas, elementos tentaculares e tinta de choco que, em conjunto dão vida a uma instalação imersiva que se situa no cruzamento entre ficção e realidade.

Dando seguimento ao imaginário surrealista característico da sua prática, Laure Prouvost continua na Kunsthalle Lissabon a viagem ao subconsciente coletivo iniciada no Pavilhão Francês da última edição da Bienal de Veneza. Acompanhado pelo fluxo constante da água e pela interioridade despoletada pelos têxteis e pelo desenho do espaço, o visitante mergulha, passo a passo, numa realidade líquida como forma de investigar a origem do nosso planeta e de nós próprios. Um filme, projetado diretamente no piso aquático do espaço expositivo, é o elemento central em torno do qual a complexa instalação se estrutura. Tal como a cabeça de um polvo, o filme dá vida a todos os tentáculos espalhados pelo espaço, tornando-se estes extensões sensoriais do animal metafórico.

O trabalho de Laure Prouvost tem vindo a criar ambientes surreais através do uso de vídeo, som, instalação e performance, nos quais sonhos e realidade se fundem graças ao uso de elementos naturais, bem como de humor e ironia. Falhas de comunicação, elementos do dia-a-dia, imaginação e sensações não verbais são alguns dos ingredientes que a artista combina para criar as suas narrativas e ambientes, jogando constantemente com as memórias ancestrais e experiências multissensoriais dos visitantes.


:::


Laure Prouvost nasceu em Lille, França (1978) e atualmente vive e trabalha em Antuérpia. Estudou no Central St Martins, em Londres e obteve o mestrado do Goldsmiths College, também em Londres Participou também no LUX Associate Programme. Exposições individuais recentes incluem: 'AM-BIG-YOU-US LEGSICON’, M HKA - Museum of Contemporary Art Antwerp, Bélgica (2019); Palais de Tokyo, Paris, França (2018); BASS Museum, Miami, FL, EUA (2018); ‘They Are Waiting for You’, Performance for stage at the McGuire Theatre, Minneapolis, MN, EUA (2018); SALT Galata, Istambul, Turquia (2017); Kunstmuseum Luzern, Suíça (2016); Pirelli HangarBicocca, Milão, Itália (2016); Museum Für Moderne Kunst Frankfurt Am Main, Alemanha (2016); Red Brick Art Museum, Pequim, China (2016); Haus Der Kunst, Munique, Alemanha (2015); New Museum, Nova Iorque, EUA (2014); Laboratorio Arte Alameda, Cidade do México, México (2014); Max Mara Art Prize for Women, Whitechapel Gallery, Londres, Reino Unido e Collezione Maramotti, Reggio Emilia, Itália (2013); ‘Laure Prouvost / Adam Chodzko’ como parte de ‘Schwitters in Britain’, Tate Britain, Londres, Reino Unido (2013); The Hepworth Wakefield, Wakefield, Reino Unido (2012); e Flat Time House, Londres, Reino Unido. Em 2011, Prouvost ganhou o MaxMara Art Prize for Women e foi a vencedora do Turner Prize em 2013. Prouvost representou a França na 58ª. edição da Bienal de Veneza em 2019.