Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Que horas são que horas, uma galeria de histórias


COLECTIVA
Galeria Municipal do Porto, Porto

ABOUT TODAY


João Louro
Zet Gallery, Braga

Cortelho


Daniel Moreira e Rita Castro Neves
Sput&Nik the window, Porto

Um esqueleto entra no bar...


Paulo Lisboa
Fundação Leal Rios, Lisboa

Surender, Surender


NIKOLAI NEKH
Balcony, Lisboa

Cuir PopCreto


Lyz Parayzo
Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural, Porto

Luto


Gustavo Sumpta
Galeria da Casa A. Molder, Lisboa

Falso Sol Falsos Olhos


Elisa Pône
Galeria Quadrum, Lisboa

Welcome to Paradise!


Luís Ribeiro
Espaço MIRA, Porto

¿De qué casa eres? Episodios de un cotidiano. Del bando republicano en la Guerra Civil Española


Ana Pérez-Quiroga
No.No, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


MARGARIDA GOUVEIA, MINA AO, PENG YUN, XING DANWEN, O ZHANG

Outros Portos - Outros Olhares




MAUS HÁBITOS - ESPAÇO DE INTERVENÇÃO CULTURAL
Rua Passos Manuel, 178, 4º
4200-382 PORTO

09 JUL - 30 AGO 2020


inauguração: 9 de Julho, das 15h às 23h



Outros Portos - Outros Olhares

Curadoria de: Clara Brito & Gu Zhenqing

Artistas: OMargarida Gouveia, Mina Ao, Peng Yun, Xing Danwen, O Zhang



Outros Portos – Outros Olhares é uma exposição dedicada ao tema do feminino, e que resulta da seleção de obras fotográficas de cinco artistas, mulheres, que trabalham o tema da consciência feminina nos seus trabalhos.

A presente mostra encena uma narrativa visual que se organiza em dois eixos significativos no atual quadro do debate sobre o lugar da mulher como sujeito político e, num âmbito mais geral, na gramática dos feminismos contemporâneos.

O primeiro eixo desenvolve-se no questionamento dos essencialismos fixistas em volta do sujeito mulher e das visões, política e culturalmente, hegemónicas nas sociedades onde estas artistas se enquadram. Trata-se de territórios de violência, simbólica ou material, dos quais emergem os trabalho das artistas Danwen Xing, Margarida Gouveia e Mina Ao - ao invés de se renderem ao medo e ao constrangimento reativo, ensaiam aqui um olhar sincero sobre o modo como estas artistas sentem e refletem estas situações. Já Peng Yun explora a curiosidade feminina face ao género e ao corpo feminino num exercício de prazer e descoberta.

Num segundo eixo desta exposição, subsidiário em certa medida do anterior, propõe-se uma reflexão sobre o poder da cultura e das lideranças femininas em contextos políticos de fraca densidade de direitos e em que o sujeito feminino assume particular centralidade nas micropolíticas e nas dinâmicas de recorrente negociação cultural.

Aqui se situa o trabalho de Zhang O – que reflete o questionamento da emergência de poder de uma cultura quando liderada pela integração feminina. As obras expostas documentam o reflexo do alargamento, desde 1991, da lei de adopção chinesa que levou famílias americanas a adoptarem mais de 55.000 crianças chinesas, na sua maioria raparigas. Procura-se assim reflectir sobre as relações de troca cultural entre estas jovens raparigas, futuras mulheres, as suas famílias ocidentais e o seu país de acolhimento.

Outros Portos – Outros Olhares narra um percurso de sinceridade e questionamento liberto dos constrangimentos e das amarras do medo, evitando uma linguagem reativa e optando por um olhar positivo e de aceitação sobre como essas artistas sentem e veem o género feminino.