Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

The Skull of the Haunted Snail


Andreia Santana
Hangar - Centro de Investigação Artistica, Lisboa

O Que Não Temos Podemos Criar


COLECTIVA
PADA Studios, Barreiro

Air Through Soft Solids (Part II)


Diogo Tudela
Galeria Presença (Porto), Porto

Speculative Intimacy


ALICIA KOPF
Fidelidade Arte, Lisboa

da serra e da terra


COLECTIVA
Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural, Porto

WAVES AND WHIRLPOOLS


LUÍS LÁZARO MATOS
Galeria Municipal do Porto, Porto

Corpo radial


Mariana Caló & Francisco Queimadela
Galeria Boavista, Lisboa

Dear Image, Part II


COLECTIVA
3 + 1 Arte Contemporânea, Lisboa

LISTAS


SARA & ANDRÉ
ZARATAN - Arte Contemporânea , Lisboa

Earthkeeping/Earthshaking - arte, feminismos e ecologia


COLECTIVA
Galeria Quadrum, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


COLECTIVA

Fazer de casa labirinto




BALCONY
RUA CORONEL BENTO ROMA 12 A


25 JUL - 16 SET 2020


Inauguração: 25 de julho, sábado, 14h – 19h30



Fazer de casa labirinto

Curadoria de Ana Cristina Cachola e Sérgio Fazenda Rodrigues


Artistas:
Carla Cabanas, Fernão Cruz, Gisela Casimiro, Henrique Pavão, Horácio Frutuoso, Mané Pacheco, Nuno Nunes-Ferreira, Sara Mealha, Susana Mendes Silva




Fazer de casa labirinto é um projeto transdisciplinar com curadoria de Ana Cristina Cachola e Sérgio Fazenda Rodrigues, envolve nove artistas e 13 agentes culturais e, além da exposição, concretiza-se na publicação de um livro que será lançado em setembro. O projeto é promovido pela galeria Balcony e conta com o financiamento do Fundo de Emergência Social (FES) da Câmara Municipal de Lisboa.

Partindo da criação de objetos artísticos, textos e ilustrações autorais, o projeto analisa o modo como se pode contribuir para a produção de sentido cultural de pertença, problematizando a relação entre espaços público e privado na complexidade do urbano, procurando, paralelamente, auxiliar a subsistência e a visibilidade de artistas e agentes culturais envolvidos.

A exposição apresenta trabalhos inéditos, na sua maioria novas produções, desenvolvidas por artistas com diferentes percursos, formas de expressão e faixas etárias, em torno da visualidade e da experiência da pandemia Covid-19. Como enquadrado pela equipa de curadoria, a exposição “articula o modo como a arte contemporânea aborda um conjunto de modificações, pensando o espaço, do psicológico ao urbano, em tempos de pandemia e (des)confinamento, para refletir sobre a alteração de padrões de relacionamento, como o distanciamento social, as restrições de mobilidade, e as experiências individuais e coletivas”.

Trabalhos de pintura, fotografia, instalação e performance vão ocupar e expandir a exposição além do espaço da galeria, traçando um “labirinto” que sobrepõe experiências e abordagens sobre o corpo, a proximidade, as relações e questões associadas à memória e às esferas doméstica e laboral.

O livro homónimo vai documentar os processos de criação artística e curatorial, o projeto expositivo, editar reflexões sobre o impacto da pandemia no imaginário presente e na experiência da cidade, da autoria dos curadores do projeto e dos investigadores Eliana Sousa Santos e Rodrigo Ribeiro Saturnino, e ilustrações originais de Carolina Elis.



A exposição Fazer de casa labirinto poderá ser visitada até 16 de setembro, de terça-feira a sábado, entre as 14h e as 19h30. O programa contempla visitas guiadas pela equipa de curadoria nos dias 29 de julho, 22 e 29 de agosto, 5 e 12 de setembro, sempre com início às 15h e admissão livre, mediante marcação prévia através do e-mail: info@balcony.pt. Para visitar a galeria Balcony é obrigatório o uso de máscara e a ocupação do espaço encontra-se limitada a 10 pessoas.