Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

WIND DREAMS


Joana Escoval
Galeria Vera Cortês, Lisboa

CAIU


Corpo Atelier, Fala Atelier e Nuno M. Sousa
GAMA RAMA Gallery, Faro

O Nu e a Madeira


Daniel Dewar & Grégory Gicquel
Culturgest, Lisboa

Lisboa Clichê


Daniel Blaufuks
Museu de Lisboa - Palácio Pimenta, Lisboa

Estar em P


Sara Chang Yan
Madragoa, Lisboa

Um Mês Acordado


Alexandre Estrela
ZDB - Galeria Zé dos Bois, Lisboa

LUVAS BRANCAS


Pedro Valdez Cardoso
Galeria Fernando Santos (Porto), Porto

O único espectáculo é o da espera


Tiago Baptista
3 + 1 Arte Contemporânea, Lisboa

PEQUENOS FOGOS


José Leonilson / Tomás Cunha Ferreira
Brotéria, Lisboa

A GUERRA GUARDADA


Maria José Lobo Antunes / Inês Ponte
Museu do Aljube, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


MUSA PARADISÍACA

NOVA GENTE




GALERIA QUADRADO AZUL (NOVO ESPAÇO EM LISBOA)
Rua Reinaldo Ferreira, nº 20-A, em Alvalade.
1700-323 LISBOA

25 NOV - 26 FEV 2022


Inauguração: 25 de novembro 2021, 16h-20h

Uma exposição que resulta da linguagem interpretativa não-verbal criada a partir de um conjunto de aspirações, traumas e desejos de pessoas que conhecemos.

Musa paradisiaca é um projecto artístico de Eduardo Guerra (Lisboa, 1986) e Miguel Ferrão (Lisboa, 1986), iniciado em 2010. Entre as suas exposições individuais mais recentes destacam-se “An animal with a backpack” na Galeria Quadrado Azul, Lisboa (2021), “The I of the Beeholder” na Fundação Carmona e Costa, Lisboa (2020), “Cavazaque Piu Piu” na Galeria Quadrado Azul, Porto (2019), "Curveball Memory" na Galeria Municipal do Porto, Porto (2018), "Man with really soft hands" na Galeria Múrias Centeno, Lisboa, e Frieze, Londres (2017), "Masters of Velocity" na Dan Gunn Gallery, Berlim (2016), "Alma-bluco" no CRAC Alsace, Altkirch (2015), “Come back Sir” na Dan Gun Gallery, Berlim (2014), "Audição das máquinas" na Kunsthalle Lissabon, Lisboa (2014) e "Audição das flores" na Galeria 3+1 Arte Contemporânea, Lisboa (2014). O seu trabalho foi apresentado em exposições coletivas e performances em diferentes contextos, entre os quais Whitechapel Gallery, Londres (2019); MAAT – Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia, Lisboa (2018); Haus der Kulturen der Welt, Berlim (2017), BoCA – Bienal das Artes Contemporâneas, Lisboa (2017) e Faro (2021), Museu Calouste Gulbenkian, Lisboa (2017 e 2013), Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Guimarães (2016), Museu de Arte Contemporânea de Serralves, Porto (2016 e 2015), Fundação Eugénio de Almeida, Évora (2015), Malmö Art Academy - Moderna Museet, Malmö (2015), Fondation d’Entreprise Ricard, Paris (2015), Palais de Tokyo, Paris (2013), Cinemateca Portuguesa, Lisboa (2013), entre outros. Os seus filmes foram exibidos no Vdrome, online (2017), ISELP, Bruxelas (2017) e no Videoex Film Festival, Zurique (2015). Musa paradisiaca foi finalista do Prémio FLAD de Desenho (2021), Prémio SONAE Media Art (2015) e do Prémio EDP Novos Artistas (2013).