Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

O céu recuou dez metros


João Jacinto
Giefarte - Galeria de Arte, Lisboa

Meeting With a Double Agent


Beatriz Olabarrieta
Syntax, Lisboa

(podemos sempre fugir de carro)


Luísa Jacinto
Fundação Portuguesa das Comunicações,

What We Feel Like


Rita Matos
FOCO, Lisboa

wanderings


Coletiva
Cristina Guerra Contemporary Art, Lisboa

Saga


Pedro Barateiro
Galeria Filomena Soares, Lisboa

Fifty-Fifty (50|50)


Noé Sendas Rui Calçada Bastos
Galeria Miguel Nabinho, Lisboa

O Gosto solitário de Gravar


Ana Galvão
Galeria Quadrum, Lisboa

História da Vida Privada


Pedro Valdez Cardoso
Galeria 111, Lisboa

A New perspective on Alexander M collection


Rui Macedo
Galeria Municipal Vieira da Silva, Loures

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 

share |

MATTIA DENISSE

'Histórias Assímptotas do Homem Sem Cabeça da Mulher Geométrica do Macaco e da Morte'




GALERIA BESSA PEREIRA
Rua de S. Bento, 426
1200-718 LISBOA

03 JUN - 02 AGO 2014


INAUGURAÇÃO: 3 de Julho, 19h


A Galeria Bessa Pereira vai inaugurar a 3 de Julho a sua primeira exposição de Arte Contemporânea. Como transmitimos já a todos os nossos amigos e clientes a inclusão de duas exposições anuais de Arte na programação normal de Design da Galeria acontece como resultado natural das interligações existentes entre uma e outra disciplina. Procurando evidenciar de forma mais refletida esta ligação, realizaremos em breve uma exposição dedicada á abordagem feita por artistas plásticos ao Design e das práticas artísticas realizadas por Designers.

O artista escolhido para este novo projeto da Galeria é Mattia Denisse (1967). De nacionalidade francesa mas como afirma “não sendo de nenhum lugar em particular”, tem desenvolvido ao longo dos últimos anos, utilizando meios como a escrita, a escultura, o filme, a instalação e o desenho um percurso artístico coerente e singular. Com uma obra inexplicavelmente ainda desconhecida da maior parte do público espectador de Arte Contemporânea, esperamos com esta exposição que percorre os últimos 2 anos do seu trabalho, poder proporcionar a visibilidade que julgamos merecida.

Carlos Bessa Pereira