Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA

Outras recomendações:

In defense of Abstract Expressionism


II Ciclo Conversas na Biblioteca
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

1000 Pieces Puzzle


Bootcamp
Performact, Torres Vedras

Stephanie Hare


Human Entities 2019
TRIENAL DE ARQUITECTURA DE LISBOA, Lisboa

Ana Borralho e João Galante


Romance Familiar
Culturgest, Lisboa

Conversa


António Guerreiro, Emília Tavares, Joaquim Caetano e Maria de Fátima Lambert
Atelier-Museu Júlio Pomar, Lisboa

Aulas Gratuitas


Contacto-Improvisação
Culturgest, Lisboa

Zama


Lucrecia Martel
Ar.Co Centro de Arte e Comunicação Visual (Xabregas), Lisboa

Se Fores Preso, Camarada…


Documentário
Cine-Granadeiro Auditório Municipal,

Concerto de Primavera



Museu do Oriente, Lisboa

SubLinhar


Marta Cerqueira
LU.CA - Teatro Luís de Camões, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


COLÓQUIO “OBRAS PÚBLICAS NO ESTADO NOVO”

Obras Públicas no Estado Novo




FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA
Largo da Porta Férrea
3004-530 COIMBRA

06 NOV - 07 NOV 2018


Nos dias 6 e 7 de novembro, decorrerá, no Anfiteatro II da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (4.º Piso), o colóquio “Obras públicas no Estado Novo”.
Esta iniciativa é organizada pelo Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e pelo Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX da Universidade de Coimbra.

A conferência de abertura estará a cargo do historiador Roger Griffin (Oxford Brookes University), que permitirá situar internacionalmente a problemática das campanhas de obras públicas no quadro dos regimes fascistas e do modernismo.