Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Revista Convocarte


Lançamento de vários números da revista
FBAUL - Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, Lisboa

Cine Voyage


Vítor Rua & Daltonic Brothers
Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas, Ribeira Grande - Açores

Dulce d´Agro - uma história da Galeria Quadrum


Adelaide Duarte
Galeria Quadrum, Lisboa

CASA - TRABALHO - CASA


Catarina Real e Ângelo Cid Neto
L A P O, Lisboa

Apresentação da Revista Colóquio/Letras


Número 203
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

Desenho e pintura sobre papel


Jorge Feijão
Giefarte - Galeria de Arte, Lisboa

A Gruta | Theodora or The Progress: Becoming Dog


Elise Lammer, Lucien Monot, Julie Monot
Galeria Quadrado Azul (Novo espaço em Lisboa), Lisboa

Let us devise an appropriate image!


Roger M. Buergel
Maumaus (Avenida António Augusto de Aguiar), Lisboa

Orinonauta


Tânia Carvalho
Culturgest, Lisboa

Conversas foto-fílmicas


Manual para enganar o cérebro: o cinema visto a partir da neurologia
Arquivo Municipal de Lisboa/Núcleo Fotográfico, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


O AUTO DA FLORIPES

Cinema




CINEMATECA
Rua Barata Salgueiro, 39 LISBOA
1269-059 LISBOA

17 JAN - 17 JAN 2020


Cinema: 17 de Janeiro, às 18h30, na Cinemateca

Abrimos o novo ano desta rubrica regular com a exibição de uma versão recentemente restaurada pelo arquivo da Cinemateca, em colaboração com o Cineclube do Porto, do filme O AUTO DA FLORIPES. Dentro da produção nacional, é um exemplo muito estimável de um filme amador de cariz etnográfico. Produzido pela Secção Experimental do Cineclube do Porto, à altura dirigido por Henrique Alves Costa, O AUTO DA FLORIPES contou com um subsídio do Fundo do Cinema Nacional e regista a representação de um auto popular pela população da aldeia das Neves, distrito de Viana do Castelo. Entusiasmado pelo visionamento do filme à época da estreia, Manoel de Oliveira, que por essa altura rodaria o seu ACTO DA PRIMAVERA, escreveu numa carta dirigida a Alves Costa que “a frescura, a simplicidade, a naturalidade — sem nenhum pretensiosismo balofo — da visão documental da aldeia e seus hábitos vulgares, criam um estilo próprio, inédito no cinema português, muito português, muito minhoto, cheio de real bucolismo e candura próprios. Por aqui se vê quanto pode ser frutuoso um trabalho honesto.”

Sobre a sessão

17/01/2020, 18h30 | Sala Luís de Pina
HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA PORTUGUÊS

O AUTO DA FLORIPES
de Secção de Cinema Experimental do Cineclube do Porto
Portugal, 1963 - 57 min | M/12

sessão com apresentação

O AUTO DA FLORIPES é um filme muito pouco visto onde se cruzam muitas histórias. É o primeiro filme em que participa António Reis, enquanto parte do coletivo do Cineclube do Porto que o realizou, e foi depois de ver O AUTO DA FLORIPES que Oliveira o convidou para seu assistente no ACTO DA PRIMAVERA. Mas este é antes de mais um belíssimo filme que confirma o vigor e a criatividade do cineclubismo da época e um dos mais belos exemplos de um cinema que procura registar a cultura popular. A exibir em versão digital restaurada.