Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA

Outras recomendações:

Botticelli – Inferno



Cinemas UCI, Lisboa

Michael Biberstein: X, uma retrospetiva


Julião Sarmento
Culturgest, Lisboa

ROBLES DUELO AL SOL


Sonia Tercero Ramiro
Cinemateca, Lisboa

MB#6 2008-2018 - Miguel Bonneville (integrado no FITEI)


Miguel Bonneville
Palácio do Bolhão, Porto

Rússia - Esse Enigma Uma Cinematografia de Génio(s)


Vários realizadores
Cinema Monumental, Lisboa

Belzebu


Telect
Teatro Maria Matos, Lisboa

Herdeiros ou Heréticos?


João Luís Carrilho da Graça, Pedro Domingos e João Maria Trindade
Casa da Arquitetura, Matosinhos

Novas Perspetivas


Geanine Escobar, Kiluanji Kia Henda e Nástio Mosquito
Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

Ciclo Colecionar Arte


Armando Cabral e João Mourão + Luís Silva
MNAC - Museu do Chiado , Lisboa

As Práticas Propiciatórias dos Acontecimentos Futuros


Vera Mantero
Culturgest, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


MIGUEL GONÇALVES MENDES

Autografia




MUSEU DO DINHEIRO
Antiga Igreja de S. Julião, Largo de S. Julião
1100-150 LISBOA

15 JUL - 15 JUL 2017


Sessão no dia 15 de Julho, às 16h, no Museu do Dinheiro

Autografia (104 min.), Miguel Gonçalves Mendes - Portugal, 2004
Entre ficções e realidade, propõem-se quatro filmes que nos levam por um périplo de sons e imagens até ao âmago da vida e da obra de criadores portugueses, artistas e escritores excecionais vistos por câmaras sentimentais, quase indiscretas, diretas no olhar, intrusas até. Estes documentários são outras formas de fazer o retrato. Amalgamam o corpo, o modo de viver e o processo criativo num todo comum, sem filtro, por vezes a nu. Tão frágil e sublime na cumplicidade, que nos deixa a questionar sobre a relação do realizador com o criador.

Autografia (104 min.)
Miguel Gonçalves Mendes - Portugal, 2004

Com este documentário pretende-se retratar não o poeta e pintor Mário Cesariny mas sim a sua vida, o seu percurso e a sua individualidade. Como espaço de ação privilegiou-se o seu quarto, por ser este a base da sua criação e da sua intimidade. Aqui resiste tudo o que não se perdeu. Sendo este um trabalho que vive sobretudo das questões colocadas (ausentes) e das respetivas respostas, optou-se por assumir como fio condutor um dos seus poemas – “autografia” – que serve de mote, através da sua análise para as questões intencionadas, de modo a que o filme assuma um carácter intimista, estabelecendo-se um diálogo entre quem o vê e quem é retratado.