VPF Cream art




"54 Centrais Nucleares", 2012-2014 (Vandells, Espanha)


Inauguração "O Colapso da Civilização" - 15.05.2014 | Imagem: Fabio Salvo ©


Vista da exposição "O Colapso da Civilização" | Imagem: Fabio Salvo


"3ª aparição da Virgem a Friedrich von Hayek nas ruínas do Centro para a Investigação do Desconhecido", 2013/14


Pormenor "54 Centrais Nucleares", 2012-14


"O Colapso da Civilização", 2014


Vista da exposição "O Colapso da Civilização" | Imagem: Fabio Salvo


Inauguração "O Colapso da Civilização" - 15.05.2014 | Imagem: Fabio Salvo ©


Capa do livro "54 Centrais Nucleares" de João fonte Santa Ed. Stolen Books

Exposições anteriores:

2014-09-03


::: NEW PLACES, OLD BONES ::: SÃO TRINDADE




2014-05-06


João Fonte Santa - O Colapso da Civilização




2014-02-25


:::.PASCAL FERREIRA (sala 1) :::.JOÃO JACINTO (sala 2)




2013-11-05


Coletiva ::: New Wave




2013-09-10


André Banha ::: (re)visito(me)




2013-05-30


Luís Alegre ::: [NO AUDIO]




2013-03-08


Fabrizio Matos ::: Vita Brevis




2012-09-28


Joana Rosa ::: ROGER UTTAMA




2012-06-06


Rodrigo Bettencourt da Câmara ::: A Última Parede




2012-04-13


José Maçãs de Carvalho ::: Arquivo e Alteridade




2011-09-29


EXPOSIÇÃO COLECTIVA




2011-06-30


Gustavo Sumpta ::: Um Sopro da Valeta




2011-05-12


João Fonte Santa ::: O Crepúsculo dos Deuses




2011-03-24


INEZ TEIXEIRA ::: TIME IS ON MY SIDE




2011-02-04


Pascal Ferreira ::: Atalho




2010-11-26


André Banha ::: Desenho, Escultura




2010-09-30


São Trindade ::: the tailor




share |

João Fonte Santa - O Colapso da Civilização




O COLAPSO DA CIVILIZAÇÃO
João Fonte Santa


"What will these hands ne're be cleane? No more o'that my Lord, no more o'that: you marre all with this starting (...) Heere's the smell of the blood still: all the perfumes of Arabia will not sweeten this little hand. Oh, oh, oh"

The Tragedy of Macbeth - William Shakespeare


O Colapso da Civilização é o título da mais recente apresentação de trabalho de João Fonte Santa. Trata-se de uma exposição de arqueologia futurista, onde temos acesso aos vestígios calcificados da civilização, embalados e catalogados, momentos antes do seu eminente colapso. Uma Pompeia radioativa, cibernética, neoliberal, sob um céu 3D.
O Colapso da Civilização é um pot-pourri visual de uma sociedade que se pensava invulnerável e que acreditava que a eternidade se resumia àquele breve instante de gravidade zero em que o Mundo é perfeito!

Como em todas as histórias esta exposição começa com uma frase: "Há muito, muito tempo atrás numa terra muito distante..."

 

João Fonte Santa, "3ª aparição da virgem a Friedrich von Hayek nas ruínas do Centro para a Investigação do Desconhecido", 2013-14

 

Na senda das mais recentes propostas expositivas onde, como curador e artista, João Fonte Santa questionou e trouxe a debate o atual contexto sociopolítico internacional com um olhar interventivo e crítico, esta exposição traz nova produção, em formatos inéditos, sobre papel e sobre tela, onde política, humor, ironia e visões apocalípticas se abraçam.

 

Está em pré-venda o livro "54 Centrais Nucleares". O lançamento será realizado na galeria, no próximo dia 26 de junho. Clique no título para mais informação. 

 


BIOGRAFIA

João Fonte Santa ( Évora, 1965) Vive e trabalha em Lisboa.
Estudou Pintura na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa.
Começou por dedicar-se à produção de banda-desenhada underground. Lentamente, contudo, o seu trabalho afirmar-se-ia no campo da pintura, tendo começado a expor desde meados dos anos de 1990.
Trabalhando a partir de um extenso banco de imagens e referências provindas sobretudo da cultura pop, a obra de Fonte Santa é o resultado de uma visão acutilante e particularmente crítica do mundo.
Das suas exposições coletivas, destacam-se: Rádio Europa Livre (2011, Plataforma Revólver); O Declínio do Mundo pela Magia Negra (Casa das Artes, Tavira); Dive in (2013, Plataforma Revólver); O Fim da Violência (2013, Casa Bernardo, Caldas da Rainha); Nós (2014, Plataforma Revólver). Das suas exposições individuais, destacam-se: O Crepúsculo Dos Deuses (Galeria VPF Cream Art, Lisboa); Pintura Para Uma Nova Sociedade (Museu do Neo-Realismo, Vila Franca de Xira); O Aprendiz Preguiçoso, Festival Sonda (Atelier-Museu António Duarte, Caldas da Rainha); Frozen Yougurt Potlash (Galeria VPF Cream Art, Lisboa).

 


 

 

 

 

 

 

Direção | Director
Victor Pinto da Fonseca

 

Mais informação | For more information
vpfcreamart@artecapital.net
(+351) 213 433 259
(+351) 961 106 590

Horário | Opening Hours
Ter/Sáb: 14:00 - 19:00 | Tue/Sat: 2pm -7pm
Encerrado nos feriados | Closed on holidays

VPF Cream Art Gallery
Rua da Boavista 84 1º
1200-068 Lisboa Portugal

Como chegar | How to get here
Autocarro | Bus 774, 714

Elétrico | Tram 25E

Metro | Subway Cais do Sodré

 

 

 

 

Para outras informações e para receber os convites das exposições, por favor registe-se:

Nome:

Email:



Insira os caracteres:




« voltar à Artecapital.netmotion.