Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 

share |

"HAPPY WINTER", DE GIOVANNI TOTARO VENCE 11ª FESTA DO CINEMA ITALIANO

2018-04-13




Happy Winter, primeira obra de Giovanni Totaro, é o grande vencedor do Prémio do Júri da 11ª Festa do Cinema Italiano e o filme vencedor do Prémio do Público Canais TVCine & Séries é Cuori puri, primeira obra de Roberto de Paolis, na edição que teve mais espectadores da história do festival.

Premiado de forma unânime pelo júri – constituído por Francisco Valente, Paula Brito Medori e Pedro Cabeleira – o documentário Happy Winter foi o escolhido com a seguinte justificação por parte do júri: “pela originalidade da sua proposta e pela liberdade do seu gesto, este filme constrói, a partir de um mosaico de vidas verdadeiras, um retrato lúdico, social e político complexo no qual reconhecemos não apenas um país mas, também, um microcosmo da realidade em que vivemos, tanto o seu lado eufórico como incerto”.

Com estreia mundial no Festival de Veneza, Happy Winter, foi exibido em festivais como IDFA - Documentary Film Festival Amsterdam, Visions du Réel, Istanbul Film Festival e Hot Docs. Um documentário que nos leva até à praia de Mondello, em Palermo - Sicília, onde todos os anos, no verão, são reconstruídas mais de mil cabanas, prontas para receber inúmeros banhistas que ali passam toda a temporada. Em completa devoção pela praia, a maioria não deixará a sua espreguiçadeira durante todo o verão, até setembro. De facto, para estas pessoas, as cabanas de praia são o melhor abrigo para se esconderem da memória de um status social que a crise económica dos últimos anos fomentou. Exorcizar as dificuldades diárias, parecer feliz e sem problemas é o objetivo compartilhado pela comunidade que todos os anos cria este microcosmos na praia, entre horas ao sol, danças em grupo, refeições, karaoke e festas na praia.

Cuori puri, de Roberto de Paolis venceu o Prémio do Público Canais TVCine & Séries. O filme preferido do público desta edição da Festa do Cinema Italiano foi uma das revelações do Festival de Cannes, nomeado na secção Caméra d'Or, dedicada a primeiras obras. Vencedor, entre outros, do prémio One-Future-Prize para Melhor Realizador no Munich Film Festival e de Melhor Atriz Principal (Selene Caramazza) no Sevilla Festival de Cine Europeo, o filme conta-nos a história de Agnese, de 17 anos, que vive sozinha com uma mãe impiedosa que lhe pede um voto de castidade até o casamento e de Stefano, de 25 anos, de um meio marginalizado, é segurança num parque de estacionamento de uma empresa. O encontro e a paixão entre os dois levam a um confronto entre os ideais de Agnese e os de Stefano.


A 11ª Festa do Cinema Italiano aconteceu, em simultêneo em cinco cidades – Lisboa, Porto, Almada, Cascais e Setúbal – com excelente adesão de público, com salas cheias e mais de 10 sessões esgotadas em Lisboa (onde o festival decorreu no Cinema São Jorge, no UCI El Corte Inglés e na Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema). No Porto, realizou-se no Cinema Trindade e Teatro Rivoli, verificando-se um expressivo crescimento em relação ao ano passado, com salas cheias e uma sessão esgotada.
Em Lisboa, o festival contou com perto de 12 mil espectadores em sala e mais de 1700 em atividades paralelas, o que significa, até ao momento, um total de cerca de 15.500, incluindo as outras quatro cidades.


Convidados
Este ano, a Festa do Cinema Italiano recebeu diversos convidados, nomeadamente, Marco Tullio Giordana, Angelo Milano, Valeria Solarino, Fabrizio Gifuni, Giorgio Ferrero, Federico Biasin, Emiliano Morreale, Gianna Gissi, Lorenzo Baraldi, Clara Rametta, Patricia Gangi e Daniela Virgoni.
Também Madonna marcou presença no festival, tendo assistido a uma sessão do filme Nico, 1988, de Susanna Nicchiarelli, que tem estreia nacional prevista para junho.


A Festa continua
A Festa continua agora em várias cidades: Coimbra (12 e 13 de abril, no Teatro Académico de Gil Vicente), Aveiro (16 e 17 de abril, no Teatro Aveirense), Évora (12 e 13 de abril, no Auditório Soror Mariana), Viseu (de 17 a 19 de abril, no Cineclube de Viseu - Auditório IPDJ), Beja (de 2 a 4 de maio, no Pax Júlia – Teatro Municipal), na Moita (11, 18 e 25 de maio, no Fórum Cultural José Manuel Figueiredo), Tomar (15, 16, 17 e 19 de maio, no Cine-Teatro Paraíso), Abrantes (9, 10 e 16 de maio, no Centro Cultural Gil Vicente), Loulé (de 18 a 20 de maio, no Cine-Teatro Louletano) Viana do Castelo (22 e 23 de maio, no Teatro Municipal Sá de Miranda), Caldas da Rainha (22 a 24 de maio, no CCC – Centro Cultural de Congressos), entre outras, seguindo depois para Angola, Moçambique e Brasil.



Fonte: Festa do Cinema Italiano