Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


JOÃO DOS SANTOS MARTINS, MARCELA LEVÍ E LUCÍA RUSSO EM DESTAQUE NOS ÚLTIMOS DIAS DO CIRCULAR FESTIVAL DE ARTES PERFORMATIVAS

2018-09-28




Em destaque nos últimos dias da 14ª edição do Circular Festival de Artes Performatvas está a estreia absoluta do espectáculo “Onde está o casaco?" de Ana Jotta, Cyriaque Villemaux e João dos Santos Martins, os concertos/instalações "Auto-retrato" (para tempo, multipercussão, luz, electrónica e performer) de João Tiago Dias/José Alberto Gomes com a duração de quatro horas consecutivas (o público poderá entrar e sair durante a apresentação) e "MEDUSA SPECTRUM" para violoncelo, electrónica, rádios e objecto ressonante de Ricardo Jacinto + Nuno Torres. O encerramento do Circular acontece com a estreia absoluta de "Deixa Arder" da brasileira Marcela Levi e da argentina Lucía Russo.

Até 29 de Setembro ainda é possível participar na performance "Do you remember that time we were together and danced this or that dance?" da jovem coreógrafa portuguesa Clara Amaral (Sessão individual de aproximadamente 30 minutos, performance em inglês) e ate 3 de Novembro fica patente na Solar Galeria de Arte Cinemática a exposição “Cinco Filmes e uma Máscara” de Ricardo Jacinto.

Mantendo o compromisso com a criação artística contemporânea e com o intuito de a conhecer novos autores cujo trabalho tem vindo a destacar-se, o programa do Festival inclui a apresentação da performance "Do you remember that time we were together and danced this or that dance?" da jovem coreógrafa portuguesa Clara Amaral, que reside actualmente em Amsterdão. Esta performance apresenta uma publicação imaterial que, em vez da forma impressa, foi decorada pela artista e é dita oralmente, em sessões individuais, com a duração de 30 minutos cada. Ao todo estão previstas 20 sessões distribuídas por quatro dias. Trata-se de uma oportunidade para conhecer uma jovem criadora que apresenta o seu trabalho pela primeira vez em Portugal. As sessões vão decorrer em vários horários de 26 a 29 de Setembro de 2018, no Teatro Municipal de Vila do Conde.

Em estreia absoluta, o Circular Festival apresenta "Onde está o casaco?" de Ana Jotta, Cyriaque Villemaux e João dos Santos Martins, Artista Residente da Circular desde 2015. O espectáculo de dança vai decorrer no Auditório da Santa casa da Misericórdia de Vila do Conde, no dia 28 de Setembro, Sexta-feira, às 21:30. A entrada é livre.

No Sábado, dia 29 de Setembro, o Auditório Municipal de Vila do Conde recebe o concerto-instalação "Auto-retrato" (para tempo, multipercussão, luz, electrónica e performer) de João Tiago Dias/José Alberto Gomes com a duração de quatro horas consecutivas (o público poderá entrar e sair durante a apresentação). Neste trabalho, apoiado pelo programa Criatório da Câmara Municipal do Porto, o percussionista João Tiago Dias vai interpretar uma obra do compositor José Alberto Gomes. A antecipar o concerto-instalação de Sábado e numa parceria com o Conservatório de Música de Vila do Conde, José Alberto Gomes e João Tiago Dias apresentam uma aula aberta que abordará o processo de mediação/proximidade entre compositor e intérprete na criação da obra artística. A Aula decorre no dia 27 de setembro, Quinta-feira, às 18:30, e é dirigida aos alunos do Conservatório e ao público em geral (entrada livre).

Também no Sábado, às 19:30, na Solar, Ricardo Jacinto junta-se a Nuno Torres para o concerto-instalação "MEDUSA SPECTRUM" para violoncelo, electrónica, rádios e objecto ressonante. Ricardo Jacinto e Nuno Torres têm mantido uma colaboração contínua nos últimos anos, partilhando vários projectos em duo, em diversos espaços, e em articulação com um conjunto vasto de músicos. A entrada é livre. Esta sessão acontece no âmbito da exposição "Cinco Filmes e Uma Máquina" de Ricardo Jacinto na Solar Galeria de Arte Cinemática que poderá ser visitada até 3 de Novembro.

É com a estreia nacional de "Deixa Arder" da brasileira Marcela Levi e da argentina Lucía Russo que o Festival assinala o seu encerramento. Com interpretação da performer Tamires Costa, "Deixa Arder" estabelece uma relação muito próxima e intimista com os espectadores, num tom provocatório e quase burlesco, ao som do funk, do jazz e do pop.

Todos os espectáculos são de entrada livre com excepção de "Do you remember that time we were together and danced this or that dance?" de Clara Amaral e "Deixa Arder" de Marcela Levi e Lucía Russo. Os bilhetes têm o preço único de 5 €.

Os bilhetes poderão ser antecipadamente adquiridos em BOL.

Os espectáculos vão ter lugar no Teatro Municipal de Vila do Conde, no Auditório Municipal de Vila do Conde, na Solar Galeria de Arte Cinemática, no Auditório da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Conde e no Conservatório da cidade.

O Circular conta com o Alto Patrocínio da Câmara Municipal de Vila do Conde e é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal/ Ministério da Cultura/ Direção-Geral das Artes.

O Programa completo do Festival, que decorre até 29 de Setembro em diversos espaços da cidade de Vila do Conde, encontra-se disponível em circularfestival.com/circular/programa/pt.