Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


O MUSEU DE ARTE DE BIRMINGHAM NOMEIA DIRECTOR DA DIVERSIDADE

2020-06-26




O Museu de Arte de Birmingham criou uma nova posição para director da diversidade, equidade e inclusão. Emily G. Hanna, curadora sénior e curadora das artes da África e das Américas, foi nomeada para o papel.

“No Museu de Arte de Birmingham, agora entendemos a urgência com a qual devemos lidar com o racismo sistêmico do ponto de vista institucional, mesmo em meio aos desafios apresentados por uma pandemia global. A criação desta importante posição em nossa equipe de liderança é o primeiro passo acionável que tomamos desde que a BMA se comprometeu publicamente a apoiar o trabalho de justiça social e equidade racial no início de junho ”, diz o Dr. Graham C. Boettcher, The R. Hugh Daniel Diretor do Museu de Arte de Birmingham. “Tenho orgulho de ter a Dra. Emily Hanna a trabalhar nessa função. Por quase duas décadas, Emily defendeu a inclusão em todas as facetas da instituição, desde o pessoal até as coleções do museu. Ela elevou as histórias, experiências e realizações artísticas de diversos povos e grupos através de seu trabalho curatorial e engajamento cívico, e esse novo papel permitirá que ela lidere o esforço para criar mudanças reais e sustentadas em nossa organização e em nosso relacionamento com a comunidade. nós servimos."

O Diretor de Diversidade, Equidade e Inclusão serve para liderar, facilitar e coordenar os esforços internos e externos necessários para criar um ambiente institucional acolhedor, acessível, diversificado, hospitaleiro e respeitoso para todos. A posição se esforçará para criar uma cultura inclusiva e impulsionar o progresso organizacional. Isso inclui a integração da diversidade, equidade e inclusão nas coleções, galerias, exposições e programas do Museu; Desenvolvimento da força de trabalho; diversidade de fornecedores e desenvolvimento de fornecedor / fornecedor; comunicação interna e externa; grupos de recursos internos; e o desenvolvimento de métricas de responsabilidade.




FONTE: Birmingham Museum of Art