Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


JAMES MURDOCH VAI COMPRAR PARTE DA EMPRESA, EM DIFICULDADE FINANCEIRA, QUE É A PRINCIPAL PARCEIRA DA ART BASEL

2020-07-19




A MCH Group, proprietária suíça da Art Basel, está a projetar vender até quarenta e quatro por cento das suas ações a James Murdoch, filho do magnata da comunicação social, o bilionário Rupert Murdoch. A notícia surge após um relatório sombrio de 2019 que prevê perdas até $190 milhões USD após o cancelamento associado às pandemias das iterações de 2020 e 2021 dos eventos com vendas de bilheteria mais significativas, a Baselworld Watch and Jewelry Fair. Em março e junho, as principais feiras de arte da empresa em Hong Kong e Suíça, respectivamente, foram forçadas a ser lançadas online após adiamentos temporários em abril. A empresa demitiu ainda 150 funcionários.

A nova estratégia corporativa, anunciada na sexta-feira passada, priorizará uma reestruturação da dívida fundada numa injeção de cerca de $111 milhões USD da empresa de investimentos privados Lupa Systems, de Murdoch. O investimento também visa desviar a atenção dos negócios dos eventos tradicionais para as "plataformas e comunidades orientadas para o futuro", relata o New York Times.

Se a decisão for finalizada a 3 de agosto, o cantão da cidade de Basileia e outros investidores do setor público na Suíça, que juntos possuem cerca de um terço da MCH Group, e que vão recuar para permitir que a Lupa Systems se torne o maior proprietário da empresa no país; sob a condição de Murdoch estabelecer um relacionamento de quinze anos com a empresa da feira. A organização será obrigada a dar continuidade aos eventos em Basileia e Zurique, e a sede terá que permanecer na Suíça.

A Lupa Systems foi fundada em 2019 após a saída de James Murdoch de um cargo de diretor executivo na 21st Century Fox, empresa multinacional de comunicação social fundada pelo seu pai e adquirida pela Disney em março passado. Em 2016, o jovem Murdoch foi nomeado para o conselho da Dia Art Foundation de Nova York e anteriormente fazia parte do conselho da Sotheby's.

Fonte: Artforum