Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


ABDUL HAY MOSALLAM ZARARA, PINTOR DE PODEROSOS RELEVOS COM TEMÁTICAS SOBRE A HISTÓRIA DA PALESTINA, MORRE AOS 87 ANOS

2020-08-04




Abdul Hay Mosallam Zarara, um artista palestino cujo trabalho frequentemente se focava na história e no povo de seu país, morreu aos 87 anos. As notícias foram relatadas por agências palestinianas.

Na sua prática artística, Zarara usou aparas de madeira, cola e acrílico para criar cenas figurativas de cores vibrantes com relevo em formato de painéis. Algumas das obras do artista retratam a violência na Palestina, enquanto outras peças de Zarara mostram eventos cerimoniais ou acontecimentos quotidianos. O seu trabalho foi exibido no New Museum, em Nova York (Exposição de 2014 "Here and Elsewhere", que refletia sobre a arte contemporânea do mundo árabe), na Galeria Nacional de Belas Artes da Jordânia, em Amã, na Sharjah Art Foundation, nos Emirados Árabes Unidos, na Nottingham Contemporary no Reino Unido, entre outros.

Nascido na vila de Al-Dawayima em 1933, Zarara e a sua família foram deslocados da Palestina na Nakba de 1948, durante a qual cerca de 750.000 palestinos foram expulsos do país. Segundo o Collectif Palestine Vaincra, o artista autodidata alistou-se na Organização de Libertação da Palestina na década de 1960 e exibiu obras em Beirute quando a cidade foi ocupada pelo exército israelito em 1982. Nos últimos anos, Zarara vivia e trabalhava em Amã.

Algumas das vendas em leilão do artista incluem The Fort of Steadfastness, que foi vendido por US $ 32.500 na Christie's em 2016, e AKWA MIN AL MAGZARA (mais poderoso que o massacre), vendido por $ 22.500 UK Pounds (cerca de US $ 29.4000) leilão on-line realizado pela Sotheby's em março de 2020.

Omar Kholeif, diretor de coleções e curador da Sharjah Art Foundation, publicou uma foto do artista no Instagram com a legenda: “Que vida extraordinária, obra e carreira artística que deixou como legado”.

Fonte: ARTnews