Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


TRIENAL DE ARQUITECTURA DE LISBOA INAUGUROU HOJE ‘CUIDAR: CONTOS DO INVISÍVEL’

2020-10-16




A Trienal de Arquitectura de Lisboa abre hoje ao público a nova exposição do Palácio Sinel de Cordes, em Lisboa, intitulada “Cuidar: Contos do Invisível” e que tem como foco a arquitectura como arte de cuidar que busca constantemente a melhoria da qualidade de vida.

Desenvolvida em três capítulos, a exposição reúne uma diversidade de conteúdos recolhidos nos extensos acervos de arquitectura de três instituições europeias que são membros da Future Architecture Platform: o Museu de Arquitectura e Design de Liubliana (Eslovénia), MAXXI Museu Nacional de Artes do Século XXI de Roma (Itália), e o Museu de Arquitectura da Estónia, sediado em Talin.

Com curadoria da arquitecta e investigadora Sonja Lakić (Bósnia e Herzegovina) e cenografia do arquitecto espanhol Diego Sologuren, reúne uma diversidade de conteúdos desde estudos, axonometrias, fotografias, ilustrações, plantas e entrevistas que permitem contextualizar abordagens e práticas expostas e realizadas em territórios europeus descentralizados. Um olhar sobre exercícios de arquitectura do passado que constituem ensinamentos e reflexões humanistas sobre diferentes formas de cuidar, tão necessários no contexto actual. Um conteúdo e dispositivo expositivo acessíveis ao grande público e não só ao público especializado. Um olhar para exercícios experimentais em Roma nos anos 1970 e projectos e pensamentos vindos de territórios muito diferentes como a Estónia, a Eslovénia e Itália.

Apresentada no piso nobre do Palácio Sinel de Cordes, “Cuidar: Contos do Invisível” está patente de 15 de Outubro e prolonga-se até 15 de Novembro de 2020. Com entrada gratuita, pode ser visitada de Terça a Sábado, das 11h00 às 19h00.

O Palácio pode receber até 10 visitantes em simultâneo com uso de máscara obrigatória, tendo sido o desenho expositivo pensado de modo a que a experiência dos visitantes vá ao encontro de todas as recomendações da Direcção-Geral de Saúde.



Abordagem curatorial

Isto não é apenas mais uma exposição sobre arquitectura.
É uma viagem ao interior de qualquer arquitectura que (não) o seja e qualquer forma que (não) assuma, uma conversa sobre quem cuidam e quem são cuidados; um retrato do não-evidente e uma homenagem às peculiaridades da mente humana.
É o tributo ao molde humano: aquele que liga e, no entanto, separa. Aqui, celebramos a imaginação e a paixão, os esforços individual e colectivo, os sonhos e as esperanças, bem como a coragem de agir em nome do amor por toda a humanidade.
É uma ode a ideias e modelos que nunca o chegaram a ser. Uma invocação a repensarmos a nossa posição. Um apelo a recuarmos e, assim, desaprendermos aquilo que acreditamos já saber.
É um lembrete amigável de que a vida vem antes dos edifícios. É um apelo para manter a mente e o coração bem abertos para, assim, se fazer o bem.



Future Architecture Platform

A Future Architecture Platform é a primeira plataforma pan-europeia que traz ao debate público ideias sobre o futuro das cidades e da arquitectura, para uma audiência vasta. Esta rede agrega 26 agentes culturais europeus de arquitectura que desempenham papéis específicos no âmbito de um programa de arquitectura europeu complexo, ligando talentos emergentes multidisciplinares a instituições como museus, galerias, editoras, bienais, e festivais. A Future Architecture Platform dá oportunidade a todos os pensadores e profissionais da arquitectura, de se exprimirem, serem vistos e ouvidos. Desde a sua criação, em 2015, a Trienal de Arquitectura de Lisboa tem feito parte desta vasta rede arquitectónica.



Mais informação: https://www.trienaldelisboa.com/programa/eventos/contos-do-invisivel






FONTE: Trienal de Arquitectura de Lisboa