Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


ALEMANHA CRIA “CULTURE PASS” PARA INCENTIVAR JOVENS A CONSUMIREM PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA

2022-11-18




Como parte do novo programa Culture Pass do país, os adolescentes que completam 18 anos em 2023 podem solicitar um crédito de € 200, para ser usado ​​em museus, cinemas, apresentações teatrais e outros eventos. Os elegíveis podem resgatar o seu crédito por meio de uma plataforma digital e aplicativo, que serão revelados até o segundo trimestre do próximo ano.

O estado também está a incentivar as instituições culturais locais a registrarem-se na plataforma, disponibilizando as suas ofertas – bilhetes para exposições, ou exibições de filmes – disponíveis para jovens creditados. O anúncio do estado não mencionou se haveria incentivos adicionais disponíveis para os locais participantes.

O projeto foi apresentado numa conferência de imprensa conjunta entre a ministra da Cultura do país, Claudia Roth, e o ministro das Finanças, Christian Lindner. “Queremos animar os jovens com a diversidade da cultura no nosso país”, disse Roth no evento.

Outro catalisador do programa, explicou a ministra da Cultura, é impulsionar a economia cultural do país, que ainda está a recuperar dos efeitos paralisantes da pandemia do COVID-19.

Para financiar a nova iniciativa, o comité de orçamento destinou € 100 milhões, que serão retirados do orçamento do ministério da cultura e mídia. Se o programa piloto for bem-sucedido, os legisladores procurarão estender o projeto além de 2023, possivelmente abrindo-o também para pessoas de 15 a 17 anos. (Estima-se que 750.000 residentes alemães farão 18 anos em 2023, de acordo com o anúncio.)

O esforço do Culture Pass da Alemanha não é o primeiro desse tipo. Iniciativas que incentivam as crianças a consumirem programação artística foram instituídas recentemente noutros lugares da Europa, incluindo França e Itália. No início deste ano, a Espanha estabeleceu o seu próprio projeto de Bónus Cultural para Jovens, concedendo € 400 a jovens de 18 anos para gastar em cultura.


Fonte: Artnet News