Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Convidados de Verão: Joalharia Contemporânea em Portugal


Coletiva
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

10 / 40


Coletiva
,

Marginália P.21


Cristina Lamas
Travessa da Ermida, Lisboa

Union Jacking. Voice of the Voice£ess


YONAMINE
Cristina Guerra Contemporary Art, Lisboa

Fuga


Christine Henry
Associação 289, Faro

Bela e Má


Ana Vidigal
Museu Leopoldo de Almeida, Caldas da Rainha

RED AS SCARLET WHITE AS SNOW


MANUEL CALDEIRA
Giefarte - Galeria de Arte, Lisboa

estoutro


Coletiva
Espaço Cultural das Mercês, Lisboa

Brincar diante de Deus. Arte e liturgia: Matisse, Vieira da Silva e Lourdes Castro


Matisse, Vieira da Silva e Lourdes Castro
Museu Arpad Szenes - Vieira da Silva, Lisboa

Waiting room


Coletiva
Galeria Cisterna, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


CHRISTINE HENRY

Fuga




ASSOCIAÇÃO 289
Sítio das Pontes de Marchil


13 JUL - 08 SET 2019


Inauguração: 13 de Julho, às 18h30, na Associação 289


"Num mundo violentado pelo excesso do aparente, o homem é levado numa engrenagem e a brusca lembrança da sua mortalidade faz rebentar a vaidade dos seus actos. Guerras, religiões, problemas ecológicos provocam deslocações de povos, forçados a deixarem o lugar onde viviam. O homem encontra-se face a ele próprio num mundo em constante desajuste."

Mirian Tavares


:::


Christine Henry (Porto, 1958), de origem francesa instala-se em Loulé em 1981, onde actualmente reside e trabalha.
Tendo crescido num ambiente familiar onde a arte sempre fez parte do quotidiano, faz uma pós-graduação em Artes e Programação Cultural em 2006, no Instituto Superior D.Afonso III em Loulé, em 2009 participa no Mobilehome – Curso experimental de Arte Contemporânea, coordenado pelo curador Nuno Faria. Desde o ano 2000 expõe o seu trabalho em Portugal, Espanha e França, em exposições individuais e colectivas.