Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Outros Portos - Outros Olhares


Margarida Gouveia, Mina Ao, Peng Yun, Xing Danwen, O Zhang
Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural, Porto

Exposição colectiva


Gonçalo Barreiros + John Wood and Paul Harrison
Galeria Vera Cortês (Alvalade), Lisboa

O Mergulho


Pedro Gomes
Casa das Artes de Tavira, Tavira

19_20


Sandra Baía
Travessa da Ermida, Lisboa

ARQUIVO DE DESTRUIÇÃO


PEDRO LAGOA
Culturgest, Lisboa

Neste corpo não há poesia


Bárbara Fonte
CAAA - Centro para os Assuntos de Arte e Arquitectura, Guimarães

Público/Privado - Doce Calma ou Violência Doméstica?


COLECTIVA
Centro de Artes de Sines, Sines

The Soft and Weak Are Companions of Life


Zheng Bo
Kunsthalle Lissabon, Lisboa

Pequenas Notas sobre Figuração


Eugénia Mussa, Daniel V. Melim e Thomas Braida
Monitor, Lisboa

Inhale, Exhale (self-breathing kit)


Paulo Arraiano
Travessa da Ermida, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


COLETIVA

CONTEMPORARY INTERVENTIONS IN MEMORY: DIALOGUES AND SILENCE




FBAUL - FACULDADE DE BELAS ARTES DA UNIVERSIDADE DE LISBOA
Largo da Academia Nacional de Belas-Artes
1249-058 LISBOA

25 SET - 03 OUT 2019


Inauguração: 25 de Setembro, nos Espaços Novos (antigos espaços da polícia) da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa.

Composta trabalhos em diferentes linguagens artísticas, a exposição Contemporary Interventions in Memory: Dialogues and Silence abre ao público no dia 25 de Setembro na Faculdade de Belas- Artes da Universidade de Lisboa.
Com curadoria de Catarina Marques da Silva e Tatiana Engelbrecht, a mostra acontece no âmbito do colóquio internacional Intervir na Memória. Restauros de época moderna em monumentos funerários medievais (séc. XV-XX), organizado pelo Instituto de Estudos Medievais e o Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, juntamente com o Centro de Investigação e Estudos em Belas-Artes da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, que se realiza entre 25 e 26 de Setembro.

Contemporary Interventions in Memory: Dialogues and Silence é resultado de um Call for Works lançado aos alunos da Faculdade de Belas Artes (pintura, escultura, arte multimédia e fotografia) pela Comissão Científica e Organizadora do colóquio, decorrendo de uma proposta até hoje inédita, que pretende estabelecer uma ponte ideal entre o Ensino e a Investigação, entre especialistas e artistas em formação, entre a Academia e a Arte. A exposição reúne instalações, pinturas e fotografias de Ana Galvão, nia Pais, Bárbara Jasmins, Joana Sequeira, Liliana Ferreira, Manuel Ferreira, Ruben Lança e Salomé Lopes que dialogam entre si e propõem uma abordagem contemporânea para o tema do colóqio, buscando estimular a reflexão sobre a arte tumular de época medieval e seu legado enquanto patrimônio artístico.

“O objetivo da exposição é prolongar o debate em torno da relevância do património tumular medieval e do impacto das intervenções a que este vem sendo submetido ao longo do tempo", explica Catarina Marques da Silva. "São obras provocativas, que instigam à reflexão sobre temas como finitude, eternidade, memória, abstração e materialidade.