Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Downtime / Tempo de Respiração


MANON DE BOER
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

Red Lines with Landscapes: Portugal


Evan Roth
Espaço Fidelidade Mundial Chiado 8 - Arte Contemporânea, Lisboa

Aurora | Desenhos e outros materiais


Pedro A.H. Paixão
Galeria 111 (Lisboa), Lisboa

O Coração e os Pulmões


Francisco Tropa
Galeria Quadrado Azul (Novo espaço em Lisboa), Lisboa

Electric - A Virtual Reality Exhibition


Coletiva
Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

The I of the Beeholder


Musa paradisiaca
Fundação Carmona e Costa, Lisboa

Nuovo Cinema Galleria


Coletiva
Galeria Vera Cortês, Lisboa

Hangover + Be Part of Chaos (2016-2019)


Carla Filipe
Galeria Francisco Fino, Lisboa

Lendo resolve-se: Álvaro Lapa e a Literatura


ÁLVARO LAPA
Culturgest, Lisboa

2012 2020 Obras da Coleção António Cachola


COLETIVA
Museu de Arte Contemporânea de Elvas , Elvas

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


CARLA FILIPE

Hangover + Be Part of Chaos (2016-2019)




GALERIA FRANCISCO FINO
Rua Capitão Leitão, 76 Marvila, Lisboa


17 JAN - 18 MAR 2020


Inauguração: 17 de Janeiro, às 22h00, na Galeria Francisco Fino

Carla Filipe nasceu em 1973 na Póvoa do Valado. Vive e trabalha no Porto. Foi cofundadora dos espaços Salão Olímpico (2003-2005) e O Projecto Apêndice (2006), ambos no Porto.
Em 2009, recebeu uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian para uma residência nos Acme Studios, em Londres. Realizou também residências na AIR Antwerpen (Antuérpia, 2014), na Robert Rauschenberg Foundation (Captiva, Florida, 2015) e na Krinzinger Projekte (Viena, 2017).
A lista de exposições individuais inclui Amanhã não há Arte, curated by João Mourão and Luís Silva, MAAT (Lisbon, 2019); É um espaço estranho e maravilhoso, o ar é seco, quente e insípido / Precarious, escape, fascination (curadoria de João Mourão e Luís Silva, Kunsthalle Lissabon, Lisboa, 2010), Arquivo Surdo-Mudo (curadoria de Zbyněk Baladrán, tranzitdisplay, Praga, 2011), entre muitas outras.

:::

Carla Filipe was born in 1973 in Póvoa do Valado and lives and works in Porto. She was the cofounder of Salão Olímpico (2003-2005) and O Projecto Apêndice (2006), two artist-run spaces in Porto.
In 2009, Filipe received a grant from the Calouste Gulbenkian Foundation to attend an artistic residency in Acme Studios in London. She has also attended artistic residencies in AIR Antwerpen (Antwerp, 2014), Robert Rauschenberg Foundation (Captiva, Florida, 2015) and Krinzinger Projekte (Vienna, 2017).
Her solo exhibitions include Amanhã não há Arte, curated by João Mourão and Luís Silva, MAAT (Lisbon, 2019); É um espaço estranho e maravilhoso, o ar é seco, quente e insípido / Precarious, escape, fascination, curated by João Mourão and Luís Silva, Kunsthalle Lissabon (Lisbon, 2010); Deaf and Dumb Archive, curated by Zbyněk Baladrán, tranzitdisplay (Prague, 2011) and many others.