Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA






Outras recomendações:

Ciclo de Exposições e Conversas "O Desenho como Pensamento”


Ana Vidigal, Luís Paulo Costa e Exposição Documental
Vários locais / Águeda, Águeda

Ventriloquismo


VERA MOTA
Galeria Bruno Múrias, Lisboa

OBJETO INFINITO OU UM BEM MAIOR. Primeiro conjunto de dúvidas.


Alexandre A. R. Costa
ARTLAB24 Contemporary Art, Espinho

Que horas são que horas, uma galeria de histórias


COLECTIVA
Galeria Municipal do Porto, Porto

ABOUT TODAY


João Louro
Zet Gallery, Braga

Cortelho


Daniel Moreira e Rita Castro Neves
Sput&Nik the window, Porto

Um esqueleto entra no bar...


Paulo Lisboa
Fundação Leal Rios, Lisboa

Surender, Surender


NIKOLAI NEKH
Balcony, Lisboa

Cuir PopCreto


Lyz Parayzo
Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural, Porto

Luto


Gustavo Sumpta
Galeria da Casa A. Molder, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


O DESENHO COMO PENSAMENTO

3º Ciclo de Exposições




VÁRIOS LOCAIS / ÁGUEDA



14 NOV - 30 DEZ 2020


INAUGURAÇÕES: 14 de Novembro, a partir das 16h



Ciclo de Exposições e Conversas "O Desenho como Pensamento"


Águeda continua a acolher o Ciclo de Exposições e Conversas "O Desenho como Pensamento”, patente em vários locais da cidade até 18 de maio de 2021.

Este Ciclo inclui uma selecção de exposições de alguns dos mais conceituados artistas nacionais que privilegiam o desenho na sua obra e integra 18 exposições individuais, 1 exposição coletiva, 1 exposição da coleção Norlinda e José Lima e 6 conversas temáticas. O acesso ao público é gratuito.

No próximo dia 14 de Novembro irão inaugurar a Exposição Colectiva, com curadoria de Sara Antónia Matos e as Exposições Individuais dos artistas João Louro, AnaMary Bilbao e Tiago Baptista, com curadoria de Alexandre Baptista. Nesse dia será também lançado o livro do Ciclo "O Desenho como Pensamento”.


LOCAIS e HORÁRIOS das INAUGURAÇÕES de 14 de Novembro

> Exposição “Desenho Sumido” do artista Tiago Baptista
16h00 no Espaço Santos e 16h30 na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda

> Exposição “From the Ground Up” da artista AnaMary Bilbao
17h00 no Salão de Chá da Alta Vila

> Exposição “Linha de Água” do artista João Louro
17h30 na Sala Estúdio do Centro de Artes de Águeda

> Exposição "Mais nada se move em cima do papel"
com curadoria de Sara Antónia Matos
18h00 no Espaço Expositivo do Centro de Artes de Águeda



Programa completo em: www.centroartesagueda.pt



:::


EXPOSIÇÕES


>> Exposição colectiva

Mais Nada se Move em Cima do Papel
Centro de Artes de Águeda - Espaço Expositivo
14 de Novembro de 2020 a 18 de Abril de 2021

Curadoria: Sara Antónia Matos

A exposição colectiva “Mais nada se move em cima do papel” adopta para título o primeiro verso de um poema de Al Berto e reúne obras de artistas que ao longo dos anos, nos seus percursos e linguagens próprias, têm trabalhado o desenho como um registo indisciplinado, em alguns casos transversal às suas práticas.

As obras em exposição dão a ver que o desenho traduz uma condição anterior, pouco tangível, equiparável ao pensamento, como se o gesto ou a intuição que precede a inscrição do traço se movesse ou pairasse acima do papel, para depois se plasmar em suportes bidimensionais e tridimensionais, ganhar corpo e adquirir formulações escultóricas, sonoras, atmosféricas, espaciais.

Estarão patentes obras de: Alberto Carneiro, Ângela Ferreira, António Bolota, Fernanda Fragateiro, Joana Escoval, Jorge Feijão, Julião Sarmento, Júlio Pomar, Luisa Cunha, Luís Paulo Costa, Nuno Sousa Vieira, Pedro Tropa, Rita Ferreira, Rita Gaspar Vieira, Rui Chafes, Rui Sanches, Sara Bichão, Sara Chang Yan, Teresa Segurado Pavão



>> Exposições individuais

Grupo 3 : 14 de Novembro a 30 de Dezembro

Curadoria: Alexandre Baptista

> TIAGO BAPTISTA
"DESENHO SUMIDO"

> ANAMARY BILBAO­
"FROM THE GROUND UP"

> JOÃO LOURO
"LINHA DE ÁGUA"



:::


O Desenho como Pensamento

O ciclo "O Desenho como Pensamento" pretende reflectir sobre o desenho como parte de um pensamento visual que move o trabalho do artista. A obra de arte nasce como uma interação entre visão e pensamento, sendo corporizada grande parte das vezes através do recurso a este meio de registo.

As imagens desencadeiam processos no nosso cérebro que as palavras não reconhecem. Desenhar não é apenas um processo artístico, é também pensamento. É apropriar-se da realidade, dar-lhe forma. O desenho é uma das formas mais antigas e perfeitas de interpretação e criação do mundo.

“O Desenho como Pensamento” contempla no seu programa um conjunto de exposições em que diversos artistas, distintos na sua linguagem conceptual, privilegiam o desenho na sua obra, não só com o registo gráfico bidimensional inscrito num suporte físico tradicional – o papel – como ainda numa representação mais projectual, tridimensional, com recursos a meios tecnológicos e outros tipos de suportes, abrindo assim a possibilidade de novas leituras e discussões. A isto, acresce, um ciclo de conversas que versam questões várias relacionadas com o desenho, tendo cada uma um grupo de convidados específicos.