Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

18 Maio 2022


COLECTIVA
3 + 1 Arte Contemporânea, Lisboa

gravitas


Colectiva
Fundação Leal Rios, Lisboa

Fénix


COLECTIVA
Galeria Graça Brandão (Lisboa), Lisboa

Abstracto, Branco, Tóxico e Volátil


Julião Sarmento
Museu Coleção Berardo, Lisboa

Cambio de Piel


Sandra Vásquez de la Horra
Galeria da Casa A. Molder, Lisboa

David Douard: O’Ti’Lulabies


David Douard
Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

Back of My Hand


Colectiva
Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

Sobre o céu não sabemos nada


COLECTIVA
Observatório Astronómico Prof. Manuel de Barros, Vila Nova de Gaia

Voz multiplicada


Vários
Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Guimarães

Poly-Free


João Pimenta Gomes
MAAT, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


JULIÃO SARMENTO

Abstracto, Branco, Tóxico e Volátil




MUSEU COLEÇÃO BERARDO
Praça do Império
1499-003 LISBOA

11 MAI - 01 JAN 2023


INAUGURAÇÃO 11 de Maio, entre as 17h00 e as 21h00 no Museu Coleção Berardo

Exposição individual

Curadoria: Catherine David



:::


Julião Sarmento (1948–2021) foi um dos artistas portugueses com uma carreira internacional mais solidamente firmada, tendo construído um percurso artístico de enorme coerência, riqueza e intensidade.

Em permanente renovação, em estreita ligação com as práticas artísticas da sua época e muito influenciado pela cultura anglo-saxónica e pelos temas e imagens da literatura e do cinema, utilizou uma grande diversidade de meios e técnicas para implantar um vocabulário conciso de imagens ambíguas. A sua obra tem uma dimensão performativa e teatral, acumulativa pela permanente convocação de temas e de representações intemporais — como a mulher, a sexualidade, a transgressão, a memória, a dualidade, a casa, a palavra — que funcionam como eixos estruturantes da sua obra.

A exposição Abstracto, Branco, Tóxico e Volátil reúne uma seleção de obras muito significativa que resultou de uma estreita colaboração do artista com a curadora.