Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Finissage: Eu nunca emergi | emergir para afundar


Volkan Diyaroglu
Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural, Porto

Circular Festival de Artes Performativas


14ª edição
Vários locais/Vila do Conde, Vila do Conde

Open House Lisboa 2018



Vários locais/Lisboa, Lisboa

Festival Exquisito



Vários locais/Lisboa, Lisboa

3ª Mostra das Residências artísticas No Entulho


Igor de Jesus e João Pedro Trindade
ARTWORKS, Póvoa de Varzim

O valor e a utilidade da arte


Jesús Carrillo
Museu do Neo-Realismo, Vila Franca de Xira

ARTE E EDUCAÇÃO EMPOWERING YOUNG PEOPLE


com Mark Miller e Adama Sanneh
Hangar - Centro de Investigação Artistica, Lisboa


Museu como Performance
Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

Programa 3


Problematizar a realidade – encontros entre arte, cinema e filosofia
Goethe-Institut Portugal, Lisboa

QWERTY_mostra de arte digital


COLECTIVA
Espaço MIRA, Porto

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


IGOR DE JESUS E JOÃO PEDRO TRINDADE

3ª Mostra das Residências artísticas No Entulho




ARTWORKS
Rua Manuel Dias 440
PÓVOA DE VARZIM

14 SET - 14 SET 2018


MOSTRA DA RESIDÊNCIA ARTÍSTICA: 14 de setembro, 18h30


A ARTWORKS apresenta na próxima sexta-feira, dia 14 de setembro, às 18h30, nas suas instalações, (Rua Manuel Dias 440, Póvoa do Varzim) a 3.ª Mostra do projeto de residências artísticas No Entulho.

Na exposição vão ser apresentados os projetos desenvolvidos em residência da autoria de Igor de Jesus e João Pedro Trindade, artistas plásticos que durante os meses de junho a setembro, criaram e desenvolveram os seus projetos nas instalações da ARTWORKS, num ambiente rural-industrial, longe dos centros artísticos.

As residências No Entulho é um projeto promovido pela ARTWORKS e que desafiam os artistas a intervir, criar ou modificar matérias-primas que estão disponíveis no seu espaço, o chamado entulho, conjugando, assim, as artes plásticas com uma política de reutilização e transformação do material excedente em matéria de valor.

Ferro, aço, vidro ou alumínio são os materiais disponíveis e aos quais se junta também, o espaço de atelier e meios vocacionados para a produção, seja em pequena, média ou grande escala. Os artistas convidados contaram com o apoio de serralheiros, eletricistas, pessoal técnico especializado em vidro e caixilharias, arquitetos, engenheiros e curadores garantem o apoio desde a fase de conceção, passando pela fase de execução/produção e terminando na exposição.

No próximo dia 14 de setembro, os artistas apresentam, individualmente, o seu trabalho. Neste dia serão ainda exibidos pequenos documentários sobre cada uma das residências.



Programa 3.ª Mostra – Residências Artísticas “No Entulho”

18:30: Abertura
Visita à mostra + visita espaço ARTWORKS

19:30: Apresentações Igor Jesus e João Pedro Trindade


:::

SOBRE OS ARTISTAS:

IGOR JESUS
Igor Jesus nasceu em 1989 e vive e trabalha em Lisboa. É licenciado em Escultura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Venceu, em 2013, o 1º Lugar no concurso do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) pela realização de uma curta-metragem.
Recentemente realizou as exposições individuais “A última carta ao Pai Natal” (2015) na Galeria Filomena Soares e “Debaixo do Sol” (2015) na Appleton Square, Lisboa. Em 2014 apresentou a exposição “Old School #32”, em Lisboa e em 2013 “Peso morto, Espaço Zero” em Tomar.
Participou em diversas exposições colectivas em 2015, nomeadamente: Um Horizonte de Proximidades, Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, Ribeira Grande, São Miguel, Açores; ArteMar, Princípio Tautológico, Hangar – Centro de Investigação Artística, Lisboa; Obras da Coleção António Cachola, Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, Bragança; The lynx knows no boundaries, Fondation d’Entrepise Ricard, Paris.

Conta, ainda, com participações nas mostras: Logradouro, Espaço Avenida 211, Lisboa (2012); Cimento, Sala do Veado, Museu Nacional de História Natural, Lisboa (2012); Ninguém diz nada, Quinta da Alagoa, Carcavelos (2013); Summer Calling, Sala do Veado, Museu Nacional de História Natural, Lisboa (2013); Bells are still ringing, Galeria Graça Brandão, Lisboa (2014); A viagem da sala 53, Galeria Baginski, Lisboa (2014).

- Nomeado para o prémio novos artistas da Fundação Edp 2017
http://www.gfilomenasoares.com//pt/artists/view/igor-jesus

JOÃO PEDRO TRINDADE
João Pedro Trindade nasceu em 1990 em Aveiro. Vive e trabalha na cidade do Porto, onde se licenciou em Artes Plásticas e Pintura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
Tem vindo a colaborar em projetos de desenvolvimento e divulgação cultural como a Painel, entre os anos de 2012/2014, integrando atualmente a equipa dos projetos Nartece e Sismógrafo.
Enquanto autor, tem vindo a fazer uso dos meios como a pintura, escultura e instalação na investigação e produção do seu trabalho.
Exerce funções na companhia de Teatro de Marionetas do Porto enquanto assistente de produção oficinal, desde o ano 2016.
http://trindadejoaopedro.tumblr.com/



SOBRE A ARTWORKS

É um organismo dedicado à produção de trabalhos artísticos e ao apoio às artes e à cultura. Situado num ambiente rural-industrial e com uma equipa multidisciplinar, neste espaço que é híbrido, reúnem-se condições para a criação artística desde o processo de conceção de obras, passando pelos desenhos técnicos, produção, montagem até à instalação das mesmas.

De forma paralela são também desenvolvidos trabalhos de curadoria e comissariado, desenhos de exposição e trabalhos gráficos associados aos diferentes projetos artísticos.

Desde 2013, a artworks apoia projetos culturais diversos, como a produção de peças para as Bienais de Arquitectura e Arte de Veneza, ou o mecenato à Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra - anozero, assim como apoio em produções de obras de artistas para diferentes contextos e produções diversas como parcerias com companhias de teatro, festivais de música independente e de cinema, publicações de arte contemporânea, entre outros.

Em 2018 iniciou-se o programa de residências artísticas No Entulho que visa apoiar jovens artistas no desenvolvimento de um projeto e respetiva produção nas instalações da artworks.