Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Visita Privada Ateliês e Artistas


Lançamento do livro
MAAT, Lisboa

Conversa


António Júlio Duarte
Instituto Português de Fotografia, Porto

Rétrospective


Jérôme Bel
Culturgest, Lisboa

Festival Internacional de Artes Digitais e Novos Media


festival Reboot
Palácio Baldaya, Lisboa

Like Someone in Love


Abbas Kiarostami
Casa do Professor, Braga

Filme


IRACEMA - Uma Transa Amazônica
Appleton Square , Lisboa

CICLO MEMÓRIAS COLONIAIS


ARTES NA EUROPA NO TEMPO DA PÓS-MEMÓRIA
Culturgest, Lisboa

Finissage das exposições de verão


do Museu Calouste Gulbenkian
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

Lançamento do livro


Dar a Ver o Que nos Cega – Escritos sobre Cinema
Livraria Linha de Sombra, Lisboa

Arquivos cinematográficos - filmes e debates interrogam heranças coloniais e o seu futuro


Ciclo
Culturgest, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


ANTÓNIO DA CRUZ RODRIGUES

Desobjection




STOLEN BOOKS
Avenida Estados Unidos da América 105 garagem


28 JUN - 28 JUN 2019


Lançamento: 28 de Junho, às 18h30, na Stolen books.

O artista António da Cruz Rodrigues apresenta o livro "DESOBJECTION" que reúne as diferentes fotografias que compõem este seu projecto e que incorpora uma "book installation", realizada em co-autoria, com o artista Luis Alegre. O livro é editado pela Stolen Books.

O lançamento ocorrerá durante a conferência "Ensaios sobre a Desobjectivação", a qual pretende promover o diálogo livre sobre temas conexos desenvolvidos pelos conferencistas convidados: Filipe Luz, João Espírito Santo, José Manuel Pedreirinho, Luís Alegre, Margarida Sá Costa, Paulo Ferrão.

“Não quero estar distante das imagens que crio, quero estar dentro dos espaços que fotografo. Não quero olhar para uma imagem como se tratasse de um mapa que me cria a ilusão de domínio de um território por onde nunca caminhei, objetivando-o no sentido de lhe atribuir um significado explícito. Não quero apropriar-me de um “sítio” fotográfico, objetivando-o, criando a ilusão de dominar uma realidade. As minhas fotografias estão num percurso de des-objetivação do “sítio” fotográfico. Procuro ir para além dos significados partilhados, sem preconceitos.”, palavras de António da Cruz Rodrigues.