Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Homenagem à Amazónia e aos Povos Indígenas


CineClima
ESTUFA - Plataforma Cultural, Torres Vedras

Elas aqui


Ana Balona de Oliveira
Biblioteca Municipal de Gaia, Vila Nova de Gaia

Corpo, Arte e Escola


Conversa
Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

Acesso de Vertigem #2 | Performance-conversa com António Poppe


António Poppe
Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural, Porto

Visita de encerramento à exposição Histórias de Rostos: Variações Belting


Marta Mestre e João Figueira
Museu Coleção Berardo, Lisboa

Sirvo para que as coisas se vejam


Sophia de Mello Breyner Andresen
Cinemateca, Lisboa

Lançamento da Programação e da Revista set-dez 2019 d´A Oficina



Centro Cultural Vila Flor, Guimarães

O MUSEU COMO PERFORMANCE



Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

Lançamento livro + Filme performance


Vasco Araújo
MAAT, Lisboa

Parting with the Bonus of Youth - Maumaus as object


Simon Thompson, Jürgen Bock, Tobi Maier
Galeria Av. Índia, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


ANTÓNIO POPPE

Acesso de Vertigem #2 | Performance-conversa com António Poppe




MAUS HÁBITOS - ESPAÇO DE INTERVENÇÃO CULTURAL
Rua Passos Manuel, 178, 4º
4200-382 PORTO

13 SET - 13 SET 2019


Performance-conversa: dia 13, às 19h, nos Maus Hábitos


António Poppe é o artista convidado desta edição para participar da residência artística na qual irá desenvolver o seu trabalho. Durante o processo de criação, no dia 14 de setembro, haverá uma performance-conversa a ser realizada, em que será possível conhecer o seu corpo de trabalho. Este será um momento importante de exploração, reflexão e conhecimento do seu percurso, possibilitando uma perspectiva mais ampla em diálogo com o público. Poppe cria entre a palavra, o desenho, a colagem e a meditação. A poesia sempre manifesta pelo pensamento aberto ao que vem, à performatividade, na sua lavrameditação. Concretiza-se também através do canto, da declamação num cruzamento instintivo de outras culturas e civilizações, que nos transportam a outros tempos e lugares.

António Poppe (1968, Lisboa).
Artista visual, poeta, performer, vive e trabalha em Lisboa. Estudou no Ar.Co (Centro de Arte e Comunicação Visual), no Royal College of Arts em Londres e na School of the Art Institute of Chicago como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento onde realizou um Mestrado em Arte Performativa e Cinema. Tem trabalho híbrido de poesia e artes visuais editado pela Assírio & Alvim ("Torre de Juan Abad", 2001), Documenta ("Livro da Luz", 2012) e Douda Correria ("medicin." em 2015 e "come coral" em 2017). Já atuou e/ou expôs em espaços como o Museu de Serralves, Galeria ZDB, Galeria 111, Culturgest, Fundação Carmona e Costa, entre outros. Em 2015 participou em "Oracular Spectacular - Desenho e Animismo", no Centro de Artes José de Guimarães (CIAJG); em 2017 expôs "Watercourse" na Galeria 111, com Joana Fervença, e participou em "Encontros para Além da História", sob o tema "As Magias" (CIAJG). No ano seguinte colaborou com Mumtazz na 6ª edição dos "Encontros para Além da História", desta feita sob o tema "O Nascimento da Arte" (d'après Georges Bataille), também no CIAJG; colaborou com "musa paradisiaca" em "Collaboration", curadoria de Filipa Oliveira no Quetzal Art Centre em Jachthuis Schijf, Holanda; e desenvolveu uma residência artística e seminário na Porta 33, na ilha da Madeira, enquadrado no ciclo "Mais importante do que desenhar é afiar o lápis", com curadoria de Nuno Faria. Em 2019, participou numa exposição na galeria ZDB, em Lisboa.