Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA

Outras recomendações:

Visita Privada Ateliês e Artistas


Lançamento do livro
MAAT, Lisboa

Conversa


António Júlio Duarte
Instituto Português de Fotografia, Porto

Rétrospective


Jérôme Bel
Culturgest, Lisboa

Festival Internacional de Artes Digitais e Novos Media


festival Reboot
Palácio Baldaya, Lisboa

Like Someone in Love


Abbas Kiarostami
Casa do Professor, Braga

Filme


IRACEMA - Uma Transa Amazônica
Appleton Square , Lisboa

CICLO MEMÓRIAS COLONIAIS


ARTES NA EUROPA NO TEMPO DA PÓS-MEMÓRIA
Culturgest, Lisboa

Finissage das exposições de verão


do Museu Calouste Gulbenkian
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

Lançamento do livro


Dar a Ver o Que nos Cega – Escritos sobre Cinema
Livraria Linha de Sombra, Lisboa

Arquivos cinematográficos - filmes e debates interrogam heranças coloniais e o seu futuro


Ciclo
Culturgest, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


CONVERSA

Corpo, Arte e Escola




MUSEU DE SERRALVES - MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA
Rua D. João de Castro, 210
4150-417 PORTO

17 SET - 17 SET 2019


Conversa: 17 de Setembro, às 18h, na Biblioteca de Serralves

Acesso gratuito
Lotação: 30 pessoas

Com a ColetivA Ocupação (Brasil), José Carlos Paiva (FBAUP), Isabel Menezes (FPCEUP), Denise Pollini (Serviço Educativo Fundação de Serralves) e Hugo Cruz (MEXE).

Em 2015 São Paulo foi palco de um forte movimento estudantil denominado "Secundaristas” em reação, entre outras causas, ao fecho de diversas escolas. Nesse momento os estudantes propuseram a reformulação do funcionamento dos espaços escolares através de ações concretas.

A ColetivA Ocupação surge deste movimento, destes corpos insurgentes e construtivos, sintetizando uma proposta da emergência de outros possíveis.

Esta conversa cruza as vozes dos estudantes que viveram estas ocupações e que apresentam no MEXE o espetáculo "Quando Quebra Queima”, com os olhares da academia e das políticas educativas portuguesas.