Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

A FORÇA DA FORMA


Mário Moura
Biblioteca Pública Municipal do Porto, Porto

METROPOLIS — FILIPE RAPOSO MEETS FRITZ LANG


Filipe Raposo
Teatro São Luiz, Lisboa

Asterismo. Sequência para piano, guitarra e projetor


Paulo Lisboa (com Marco Franco e Francisco Cordovil)
Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

Sexualidade e Identidade de Género na Museologia e Arte


CONVERSA
Museu da Farmácia, Lisboa

Poder, beleza e alienação


Arthur Jafa
Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

2º Fórum Liberdade e Pensamento Crítico


2º Fórum Liberdade e Pensamento Crítico
Escola Secundária de Camões, Lisboa

Documentação e práticas artísticas


Conversa
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

Como lidar com o passado: 30 anos da queda do Muro de Berlim, 45 anos da Revolução de Abril


Debate
Goethe-Institut Portugal, Lisboa

Ana Rito e Hugo Barata


Visita-conferência - Constelações: Uma coreografia de gestos mínimos
Museu Coleção Berardo, Lisboa

LANÇAMENTO DO LIVRO



Stolen Books, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


ARTHUR JAFA

Poder, beleza e alienação




MUSEU DE SERRALVES - MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA
Rua D. João de Castro, 210
4150-417 PORTO

08 NOV - 08 NOV 2019


Conferência: 8 de Novembro, às 21h, no Auditório de Serralves

Na conferência "Poder, beleza e alienação", com moderação de Philippe Vergne (Diretor do Museu de Serralves), Arthur Jafa abordará os seus processos criativos e o facto de a produção cultural negra ser ainda hoje feita em "queda livre" a partir de um lugar espiritual e emocional carregado de dor e ausência de meios.

Com uma carreira de mais de três décadas que se move entre o museu e o cinema, Arthur Jafa é uma das figuras centrais da cultura contemporânea americana, tendo já colaborado com Spike Lee, Beyoncé ou Jay-Z. Na sua obra existe uma pergunta recorrente: como podem os meios visuais transmitir fielmente "o poder, a beleza e a alienação” intrínsecos de certas formas de música negra norte-americana? Premiado este ano com o Leão de Ouro para melhor artista na Bienal de Veneza, Jafa desenvolve no seu trabalho um correspondente visual deste género de música a que chama "black visual intonation”.

* Esta conferência terá tradução simultânea.
Entrada gratuita mediante levantamento de bilhete (2 por pessoa).
Bilhetes disponíveis no próprio dia, a partir da hora de abertura da bilheteira.