Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

CUMPLICIDADES - Festival Internacional de Dança Contemporânea de Lisboa


3ª edição
Vários locais/Lisboa, Lisboa

Open House Lisboa 2020


DESCOBRIR A CIDADE AO OUVIDO
Vários locais/Lisboa, Lisboa

“sou esparsa, e a liquidez maciça”: Gestos de Liberdade


Ciclo BUALA no MAAT
MAAT, Lisboa

FANTASMAS DO IMPÉRIO


Ariel de Bigault
Cinemateca, Lisboa

Ciclo de Cinema Lynn Hershman Leeson


Feira do Livro do Porto 2020
Biblioteca Municipal Almeida Garrett, Porto

Workshop com Dora García


BoCA Summer School 2020
MAAT, Lisboa

Lançamento on-line de Mare Aethiopicum


Paulo Quintas
PLATAFORMAS ONLINE,

The Heretics


Joan Braderman
Cinema São Jorge, Lisboa

Sobre a nudez crua da verdade, o manto diáfano da fantasia


Doug Hall, Bill Viola, Akram Zaatari
MAAT, Lisboa

DRIFITING BODIES/ FLUENT SPACES


Encontro / Conferência
Vários locais / Guimarães, Guimarães

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


PAULO ROCHA

MÁSCARA DE AÇO CONTRA ABISMO AZUL




CINEMATECA
Rua Barata Salgueiro, 39 LISBOA
1269-059 LISBOA

15 MAI - 21 MAI 2020


Filme disponível para visionamento online de 15 a 21 de Maio: http://www.cinemateca.pt/Cinemateca/Destaques/Filmes-para-ver-esta-semana-MASCARA-DE-ACO-CONTRA.aspx



MÁSCARA DE AÇO CONTRA ABISMO AZUL
de Paulo Rocha
com Vítor Norte, Fernando Heitor, Inês de Medeiros, Miguel Guilherme, José Viana, Henrique Viana
Portugal, 1988 - 64 min

Quase vinte anos depois de POUSADA DAS CHAGAS, Paulo Rocha regressou a uma surpreendente colagem sobre o modernismo português, centrado em Amadeo de Souza-Cardoso. Entre a reconstituição dos anos do Orfeu e do manifesto futurista, a montagem de uma exposição na Gulbenkian e um onirismo jugulado, Rocha propôs uma das mais singulares e fascinantes visões desse mundo de cores e metais, tão saudosista quanto anarquizante, tão altaneiro quanto inseguro. Foi mostrado em Pesaro em 1989, no contexto de uma retrospetiva dedicada ao cinema português.