Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Virgens Suicidas


John Romão
Culturgest, Lisboa

F...


Cátia Pinheiro, Patrícia da Silva, Paula Sá Nogueira
Teatro Municipal do Porto, Porto

Unearthing


RitaGT
Yorkshire Sculpture Park,

The residual pieces


Solveig Phyllis Rocher
Rivoli Teatro Municipal, Porto

Projeto Prétu: A Luta Continua


Chullage
Hangar - Centro de Investigação Artistica, Lisboa

Há algo de irreversível no ar: notas para descolonizar o inconsciente


Suely Rolnik
Teatro do Bairro Alto - TBA, Lisboa

De que é feita uma coleção? Corpo e Matéria


Ciclo de conversas
Centro de Arte Contemporânea de Coimbra, Coimbra

Welcome to Paradise!


Luís Ribeiro e Raquel Guerra
Espaço MIRA, Porto

Cock, Cock… Who’s There?


Samira Elagoz
Lux Frágil, Lisboa

Atlântico


Tiago Cadete
Teatro Nacional D.Maria II, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


SOLVEIG PHYLLIS ROCHER

The residual pieces




RIVOLI TEATRO MUNICIPAL
Praça D. João I
PORTO

20 JAN - 24 JAN 2021


INSTALAÇÃO ⁄ PERFORMANCE: 20 a 24 de Janeiro, em contínuo
TRANSMISSÃO ONLINE: www.teatromunicipaldoporto.pt


The residual pieces
de Solveig Phyllis Rocher

Inserida na programação do 89º Aniversário do Teatro Rivoli


Durante um ano, entre janeiro de 2020 e janeiro de 2021, Solveig Phyllis Rocher foi artista-arquivista do Teatro Municipal do Porto. De papel e lápis na mão, testemunhou quase todas as performances que passaram pelo Teatro. Solveig imagina o processo de criação deste arquivo como um processo geológico: as performances originais escoam através de camadas de traduções em diferentes materiais (performance, desenho, corpo, papel, linha desenhada, linha cosida), aos poucos perdendo informação e reduzindo-se, até sobrarem apenas estes resíduos, que a artista agora apresenta, para que este ano não seja esquecido.


SOLVEIG PHYLLIS ROCHER é artista. Formou-se em desenho e performance. O seu trabalho coloca ambas as áreas, de certa forma, em confronto contínuo. O seu foco é o arquivo – o arquivo europeu de documentos de papel e os sistemas não europeus de arquivo, que muitas vezes envolvem práticas corporais.