Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

5.ª edição de Human Entities


Alexandre Estrela
Palácio Sinel de Cordes, Lisboa

A.A.A.


Manoel Barbosa, com Isabel Costa, António Dantas e Pedro Pestana
Mudas - Museu de Arte Contemporânea da Madeira, Funchal

ANDY


Gus Van Sant
Teatro Nacional D.Maria II, Lisboa

'BLACKMAIL' DE ALFRED HITCHCOCK


GABRIEL THIBAUDEAU
Cinemateca, Lisboa

The New Art Fest


Painel de discussão “NFTs TAKE OFF”
PLATAFORMAS ONLINE,

A Família Humana


Jorge Calado
Museu do Neo-Realismo, Vila Franca de Xira

A Música e o Mundo - Encontros Sonoros Atlânticos


Programação: Vasco Mendonça
Vários locais,

Voicing Care


Curadoria de Jen Clarke e Natsumi Sakamoto
PLATAFORMAS ONLINE,

Corpos Medievais


Pedro Neves Marques, Luís Silva
Galerias Municipais de Lisboa - Torreão Nascente da Cordoaria Nacional, Lisboa

Ernesto de Sousa e a criação de um pensamento curatorial


Delfim Sardo
MNAC - Museu do Chiado , Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


PEDRO BARATEIRO E FRANCISCO ROLO

My body, this paper, this fire




RIALTO6
Rua Conde Redondo 6, 1 andar
1150-105 LISBOA

30 JUL - 30 JUL 2021


Finissage da exposição Eixo-próprio com a performance My body, this paper, this fire, com Pedro Barateiro e Francisco Rolo. 30.07.2021, 19h, no Rialto6



My body, this paper, this fire é uma performance que tem como ponto de partida um evento específico da história recente de Portugal, a manifestação de estudantes de 24 de Novembro de 1994, em frente à Assembleia da República. A manifestação foi das mais violentas depois da queda do regime fascista, e juntou cerca de 1.000 estudantes que se opunham à subida do valor das propinas no ensino público. Devido à brutalidade policial, uma semana depois, 20.000 alunos manifestaram-se em todo o país.