Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Em Busca do Tempo Perdido I – Do Lado de Swann


Marcel Proust
Biblioteca Municipal de Almada, Almada

A Noite das Ideias 2022


Vários
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

Acts of Rememory


Ekow Eshun
Fundação de Serralves, Porto

Écran Cego


Carlos Nogueira
Livraria Linha de Sombra, Lisboa

WOW


Performance por Sónia Baptista
Culturgest, Lisboa

Rui Macedo, Lagunas, Fissuras e outros Fingimentos


João Pinharanda, Rui Macedo
Travessa da Ermida, Lisboa

CICLO DE CINEMA


Bernardo Sassetti
Cinemateca, Lisboa

Nunca Mais Um Outro Agora


Bruna de Carvalho
Biblioteca Municipal de Marvila, Lisboa

Jornal S/ Título nº2


Lançamento Publicação
Útero, Lisboa

Autópsia


Olga Roriz
Teatro Nacional de São João, Porto

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


PERFORMANCE POR TELMA JOÃO SANTOS

BETWEEN FEAR AND DESIRE/ It Could Be a Brand




RUA DA GAIVOTAS 6
Rua das Gaivotas, 6
1200-202 LISBOA

15 DEZ - 17 DEZ 2021


BETWEEN FEAR AND DESIRE/ It Could Be a Brand
Performance por Telma João Santos

15 e 17 Dezembro 2021 | Quarta e Sexta 19h00


Duração: 60 min | Entrada livre



Terei toda a aparência de quem falhou, e só eu saberei se foi a falha necessária.

Clarice Lispector


Emoções como o medo e o desejo são muitas vezes usadas como parte de processos de branding : a não-normatividade de alguém, quando partilhada de forma empática e empreendedora, despoleta medo e desejo. A não-normatividade de alguém é o medo e o desejo de outro alguém. Medo e desejo de lhe acontecer igual, a empatia de se rever. Queremos acontecer, mas não queremos que nos aconteça. Interessa-nos nesta peça explorar a tensão entre ser particular e ser simultaneamente uma brand desse particular. Interessam-nos lugares onde o corpo se torna particular na diferença, mas quando colocado enquanto brand dessa mesma diferença, participa na hegemonia de um conjunto que dispensa interlocutores, participando também no seu próprio desaparecimento.

:::

Telma João Santos Doutorada em Matemática (2011) e Artes Performaticas (2016), Telma João Santos é artista e investigadora independente. Ensinou 20 anos na Universidade de Évora, faz performances desde 2008, que apresenta em vários locais: ZDB (Lx), Desterro (Lx), Silos (Caldas da Rainha), Teatro Ibérico (Lx), TMJB (Almada), SHE (Évora), MAPS (Setúbal), entre outros. Tem documentado e investiga trabalhos de outros artistas, escreve em revistas como Performance Research, Leonardo, Liminalities, CITARJ, entre outras.