Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

A Noite das Ideias 2022


Vários
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

Acts of Rememory


Ekow Eshun
Fundação de Serralves, Porto

Ernesto de Sousa, Exercícios de Comunicação Poética com Outros Operadores Estéticos


Isabel Alves, Hugo Canoilas
Galerias Municipais - Galeria Avenida da Índia, Lisboa

Écran Cego


Carlos Nogueira
Livraria Linha de Sombra, Lisboa

Em Busca do Tempo Perdido I – Do Lado de Swann


Marcel Proust
Biblioteca Municipal de Almada, Almada

WOW


Performance por Sónia Baptista
Culturgest, Lisboa

Rui Macedo, Lagunas, Fissuras e outros Fingimentos


João Pinharanda, Rui Macedo
Travessa da Ermida, Lisboa

CICLO DE CINEMA


Bernardo Sassetti
Cinemateca, Lisboa

Nunca Mais Um Outro Agora


Bruna de Carvalho
Biblioteca Municipal de Marvila, Lisboa

Jornal S/ Título nº2


Lançamento Publicação
Útero, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


BRUNA DE CARVALHO

Nunca Mais Um Outro Agora




BIBLIOTECA MUNICIPAL DE MARVILA
R. António Gedeão
1950-374 LISBOA

15 JAN - 15 JAN 2022


NUNCA MAIS UM OUTRO AGORA
Performance por Bruna de Carvalho

15 de Janeiro 2022, Sábado, 19h
Auditório da Biblioteca Municipal de Marvila


Duração: Aprox. 45 min.


Nunca Mais Um Outro Agora é uma performance interdisciplinar, desenvolvida por Bruna Carvalho, a partir de uma investigação sobre o Tempo. Foi concebida para quatro intérpretes, um músico instrumentista de concertina e um desenhador de luz. Estreada a 6 de novembro de 2021, no Musibéria, em Serpa, é agora apresentada, no dia 15 de janeiro de 2022, às 19h, no auditório da Biblioteca de Marvila, em Lisboa.


:::


Em Nunca Mais Um Outro Agora reflete-se sobre o Tempo, tanto numa perceção pragmática, no ritmo e na métrica dos movimentos visuais e sonoros, como numa dimensão mais transcendente e abstrata: a de uma linha temporal sem fracturas entre passado, presente e futuro, onde tudo flui e se entrelaça.

Parte desta investigação passa pelo desenvolvimento de exercícios de controlo e de quebra de Tempo, como que numa brincadeira de infância do deus Cronos. Através do estudo e da prática destes exercícios, criam-se mecanismos que se aplicam nas disciplinas de trabalho, procurando novas formas de interpretar o movimento, o som e a imagem a partir do conceito de Tempo.

Interessa trazer à coreografia uma partitura de combinações e sequências múltiplas, contruir sets a partir da assertividade do ritmo, para depois criar fracturas e desvios que ecoam a dispersão e o caos, evocando a abstração e as possibilidades de interpretação do Tempo.

Na composição musical, com o instrumento concertina, aprofunda-se a sua expressão fazendo uso do sopro enquanto modulador de som, conectando as notas na duração das respirações emocionais, ligando-as pelas diferentes dinâmicas entre o dedilhar de botões e as lufadas do fole.

No desenho de luz, procura-se, através da sua plasticidade, assentar um ambiente cenográfico à composição. Através das suas dinâmicas de chiaroescuro e das suas capacidades imagéticas, enfatiza-se o movimento, a presença do som, o espaço e os tempos de duração do olhar.

Nunca Mais Um Outro Agora reúne metáforas, forças e dinâmicas de relação com o momento presente. O momento em que lemos a força e a expressão do Tempo no espelho onde nos vemos.


:::


Bruna Carvalho (1983, Portugal) é criadora e intérprete multidisciplinar. Desenvolve projetos na área da dança, música, performance, escrita, banda desenhada e fotografia. É autora das performances Mais Vale Um A Voar (2016) E.le.men.to, (2017), Gesto Perante os Desacatos do Mundo (2018), Torta Lenta Partida Suspensa (2019), Taranta (2020), Penumbra (2020), programada para o ciclo Gaivotas <-> Belém, no Centro Cultural de Belém nos dias 9 e 10 de março de 2022.