Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

LIGA #5


Bárbara Bulhão e Fábio Colaço
ZARATAN - Arte Contemporânea , Lisboa

Movendo um artefacto imóvel


Jessica Sarah Rinland
Universidade Católica do Porto, Porto

Lisbon by Design


Vários
Palacete Gomes Freire, Lisboa

Corpo Manifestação


Vânia Rovisco
Rampa, Porto

Visita guiada à exposição SEMPRE


Ana Jotta e Jürgen Bock
Lumiar Cité - Maumaus, Lisboa

Open House Lisboa


Aurora
,

Ciclo de conferências


Frente à obra: Arte e Filosofia
Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa

Ciclo de debates


Raphael Fonseca e Gabriela Mureb, Yonamine, José de Guimarães e Mariana Pinto dos Santos, Carlos Bernardo, Nuno Grande e Eduardo Brito
Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Guimarães

Envelope Surpresa


Albuquerque Mendes
Rampa, Porto

Do analógico ao digital, sem preconceitos, sem hierarquias, contra a ignorância estrutural


Rosangela Rennó
Universidade Católica do Porto, Porto

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


EKOW ESHUN

Acts of Rememory




FUNDAÇÃO DE SERRALVES
Rua D. João de Castro, 210
4150-417 PORTO

27 JAN - 27 JAN 2022


27 de janeiro, 19h, Galerias do Museu da Fundação de Serralves


“ACTS OF REMEMORY”, uma conversa com Ekow Eshun, autor e curador britânico, apresentada por Philippe Vergne, Diretor do Museu de Serralves e curador da exposição “Mark Bradford: Ágora”.



Até 19 de junho, o trabalho do consagrado artista americano Mark Bradford (Los Angeles, 1961) estará patente em Serralves, na sua primeira apresentação em Portugal. Centrada na produção artística de Bradford dos últimos três anos, para quem a mitologia da Antiguidade tem sido desde sempre uma fonte de inspiração, a exposição “Mark Bradford: Ágora” inclui uma nova série de pinturas, tapeçarias e trabalhos sobre papel baseados em A caça do Unicórnio, um conjunto de tapeçarias produzido nos Países Baixos por volta de 1500, e Cérbero, o cão de três cabeças que guarda a entrada para o Inferno e o mundo subterrâneo. Ao abordar estes temas, o artista sugere um paralelismo entre questões da atualidade e a Idade Média, o período em que a arte caiu refém da peste, o mais medieval de todos os perigos. “Ágora” pretende ser um espaço de reflexão e discussão da atualidade, partindo do trabalho de Bradford e recorrendo aos tempos medievais como metáfora para as tensões sociais e os conflitos contemporâneos.

Esta conversa partirá do núcleo de obras patentes na exposição, complementando e aprofundando o ensaio de Ekow Eshun “Acts of Rememory”, redigido especificamente para o catálogo da exposição, onde são abordados temas como a noção de identidade, a violência policial e urbana, a história racial da América, a diáspora negra, etc.



A conversa será em inglês.


:::


Ekow Eshun é diretor do Fourth Plinth Commissioning Group — responsável pelo mais prestigiado programa de arte pública do Reino Unido — e foi anteriormente diretor do ICA, Londres. É autor de Africa State of Mind, nomeado para o Lucie Photo Book Prize, e de Black Gold of the Sun, nomeado para o Prémio Orwell. Eshun tem contribuído para numerosas monografias e publicações sobre artistas, incluindo Ofili, Kehinde Wiley, John Akomfrah, Wangechi Mutu e Mark Bradford, assim como para os seguintes livros: Masculinities: Liberation Through Photography; Between Worlds: Voyagers to Britain 1700-1850, Seen: Black Style UK. Os seu textos têm também surgido em meios de comunicação como The New York Times, The Financial Times, The Guardian, The Observer, The Independent, Granta, Esquire, GQ Style, Aperture, Wired and L’uomo Vogue.