Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Aprender a Desaprender


Paulo Moreira e Dafne Editora
INSTITUTO, Porto

ABRIL VERMELHO


COLECTIVA
CAV - Centro de Artes Visuais, Coimbra

QUINTAIS


Ondjaki e Marissa Moorman
Batalha Centro de Cinema, Porto

II Congresso de História Pública em Portugal


Vários
Museu do Aljube, Lisboa

Deus Só


Sara Ribeiro
Rua das Gaivotas 6 , Lisboa

Lisbon Art Weekend


Vários
Vários locais/Lisboa, Lisboa

The Passenger


Sou Vai Keng e Martin Zeller
IMAGO, Lisboa

Enquanto o espaço for


José Pedro Croft, Pedro Cabrita Reis, Pedro Calapez, Rui Sanches
Galeria Fernando Santos (Porto), Porto

1975-1983


Júlia Ventura e Pedro Lapa
Culturgest, Lisboa

Rh – REVOLUÇÃO HUMANA


Vários
Teatro Meridional, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


JOSé BRAGANçA DE MIRANDA

CONSTELAÇÕES




LIVRARIA LINHA DE SOMBRA
R. Barata Salgueiro 39, 1250-042 Lisboa


15 NOV - 15 NOV 2023


APRESENTAÇÃO DO LIVRO: Dia 15 de Novembro às 19h00 na Livraria Linha de Sombra na Cinemateca Portuguesa, Lisboa

Com António Guerreira, João Sousa Cardoso, Luís Cláudio Ribeiro e José Bragança de Miranda



:::


«Estes ensaios foram escritos sob a imagem da constelação. Controlada pelo con¬ceito, com as novas máquinas como a da fotografia, a imagem libertou-se, sepa¬rou-se dos objectos que a aprisionavam, eles próprios prisioneiros da lógica da rendibilidade. Uma nova plasticidade é produzida pelas imagens, que na sua leveza e movimento arrastam, com leveza e sem violência, o real. O pensamento do século XX propôs uma outra configuração do pensar pela imagem, desenvolvendo métodos como os de mosaico, de caleidoscópio, de paradigma, de mapa, de atlas, de arquivo, de arquipélago, e até de floresta ou de montanha, como nos ensinou Aldo Leopoldo. Esta nova semântica da imagem, depois de milénios de destitui¬ção pelo platonismo, significa estar à escuta da máxima de Giordano Bruno de que «pensar é especular com imagens».
Em suma, a constelação em acto neste livro é magnetizada por uma certa ideia da técnica enquanto acontecimento decisivo, e cada ensaio aqui reunido corresponde a uma refracção dessa ideia num problema por ela suscitado, passando pela arte, o corpo, a fotografia e a técnica propriamente dita. Tem como único objectivo que um certo pensar se materialize, que este livro o transporte consigo e, seguindo o seu curso, encontre os seus próximos ou não.»

José Bragança de Miranda