Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


A NATIONAL GALLERIES OF SCOTLAND RENUNCIOU AO FINANCIAMENTO DA PETROLÍFERA BP

2019-11-13




A National Galleries of Scotland anunciou na segunda-feira que planeja encerrar o seu relacionamento com a gigante petrolífera British Petroleum, citando a atual "emergência climática".

No mundo da arte, ativistas climáticos e ambientais realizaram numerosos protestos em instituições ligadas a empresas como a BP nos últimos anos. Entre as instituições visadas pelos ativistas estavam a Tate, a National Portrait Gallery, o Museu Britânico, a Royal Opera House e a Royal Shakespeare Company - todas com contratos de patrocínio com a multinacional de petróleo e gás. A Tate e o festival de Edimburgo terminaram a sua parceria com a BP em 2016, e no início deste ano a Royal Shakespeare Company também cortou laços.

O Museu Britânico, a Royal Opera House e a National Portrait Gallery (NPG) em Londres continuaram a aceitar financiamento da BP e, como resultado, continuam a enfrentar reações adversas. Em fevereiro, centenas de pessoas participaram numa ação no Museu Britânico num dos maiores protestos contra o patrocínio do petróleo ao setor cultural e, em julho, um administrador da instituição, Ahdaf Soueif, renunciou ao seu controverso acordo de financiamento. Além disso, o diretor da National Portrait Gallery, Nicholas Cullinan, recebeu uma carta escrita por vários artistas que afirmaram que a associação do prémio com a marca de petróleo está a prejudicar a sua reputação e instou-o a procurar financiamento alternativo.

Organizada pela NPG, a exposição BP Portrait Award deste ano abrirá na Galeria Nacional de Retratos da Escócia, em Edimburgo, em 7 de dezembro e será a última exposição apoiada pela BP acolhida pela instituição. Num comunicado, a National Galleries of Scotland disse: “reconhecemos que temos a responsabilidade de fazer tudo o que pudermos para lidar com a emergência climática. Para muitas pessoas, a associação deste prémio com a BP é vista como contrário a esse objetivo. Portanto, após a devida consideração, os curadores da National Galleries of Scotland decidiram que esta será a última vez que as galerias apresentarão esta exposição na sua forma atual.”

A declaração continuou: “A exposição tem sido extremamente popular entre novos visitantes e existentes ao longo dos anos. Somos gratos à National Portrait Gallery em Londres e à BP pela oportunidade que a competição e a exposição proporcionaram para inspirar jovens talentos e promover artistas de retratos de todo o mundo.”



Fonte: Artforum