Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


MUSEU DE ARTE DE SÃO PAULO ADQUIRE 296 OBRAS DE ARTE DE MULHERES ARTISTAS EM 2018

2020-01-22




No ano passado, o Museu de Arte de São Paulo (MASP) dedicou todo o seu programa de exposições, publicações, oficinas, palestras e outros eventos a mulheres artistas. Enquanto organizou e encenou mostras individuais de Akosua Adoma Owusu, Catarina Simão, Jenn Nkiru, Laure Prouvost e Tarsila do Amaral, entre outras, além das exposições temáticas “Histórias das Mulheres: Artistas Antes de 1900” e “Histórias Feministas: Artistas Depois 2000 ”, também se encontrava a adquirir obras de criativos que se identificam como mulheres.

No final de um longo ano de celebração de mulheres criadoras culturais, o MASP adicionou 296 obras de 21 artistas contemporâneas, um coletivo e muitas mulheres desconhecidas do século XIX, à sua coleção. Entre as obras adquiridas estão peças de Aline Motta, Ana Mazzei e Regina Parra, Carolina Caycedo, Kaj Osteroth e Lydia Hamann, Leonor Antunes, Luiza Baldan, Marcela Cantuária, Ruth Buchanan, Sallisa Rosa, Serigrafistas Queer, Terça-feira Smillie, Valeska Soares e Virgínia de Medeiros, além de mulheres do Egipto, Grã-Bretanha, Marrocos, Império Otomano, Filipinas, Estados Unidos e Uzbequistão. Além disso, o empréstimo de longo prazo da icónica pintura de Tarsila do Amaral Composition, Lonely Figure, 1930, também se juntou à coleção do MASP.

"Este é um passo histórico para a instituição em direção a uma representação mais equilibrada da história da arte na sua coleção, conhecida pela grande presença de artistas brancos, masculinos e europeus", disse Isabella Rjeille, que foi curadora de "Histórias feministas: artistas depois de 2000" e liderou muitas das aquisições. Para Adriano Pedrosa, diretor artístico do MASP, as aquisições ajudarão a instituição a cumprir a sua missão de se tornar um museu muito mais "diversificado, inclusivo e plural".



Fonte: Artforum