Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Em Cc. - suspensão e gravidade


Exposição dos alunos finalistas da Pós-Graduação em Fotografia
FBAUL - Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, Lisboa

(Ainda) O Desconforto Moderno


MIGUEL PALMA
Museu Coleção Berardo, Lisboa

CUADERNO DE EJERCICIO


Luis Camnitzer
Hangar - Centro de Investigação Artistica, Lisboa

Os dias das pequenas coisas


Sarah Affonso
MNAC - Museu do Chiado , Lisboa

Playmode


Coletiva
MAAT, Lisboa

um roteiro de arte contemporânea para a cidade do Funchal


Ilhéstico
Funchal, Funchal

OLAFUR ELIASSON


O v/nosso futuro é agora
Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

A Sonic Youth


Coletiva
Galeria Municipal de Almada, Almada

Hikari (luz, light) ペドロ・メデイロス


Pedro Medeiros
Arquivo Municipal de Lisboa/Núcleo Fotográfico, Lisboa

GRID #6


Christophe Daviet-Thery
Kunsthalle Lissabon, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


COLETIVA

Convidados de Verão: Joalharia Contemporânea em Portugal




FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN
Av. de Berna, 45 A
1067-001 LISBOA

18 JUL - 16 SET 2019


Inauguração: 18 de julho, às 18:30, na Coleção Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian

A edição de 2019 da iniciativa Convidados de Verão tem como tema a joalharia contemporânea em Portugal. A partir da pesquisa da curadora Cristina Filipe, também ela artista e investigadora,são estabelecidas relações entre joias contemporâneas e obras do Museu Gulbenkian.

A mostra segue a linha cronológica da exposição permanente da Coleção Moderna, apresentando joias realizadas entre 1958 e 2018 por artistas representados na Coleção como Jorge Vieira, José Aurélio, Maria José Oliveira, Vítor Pomar ou Pedro Cabrita Reis. São também criadas ligações cronológicas, simbólicas, formais e conceptuais entre peças da Coleção Moderna e obras de joalharia.

Estão ainda presentes artistas como Alberto Gordillo, Kukas, Tereza Seabra ou Alexandra de Serpa Pimentel, entre outros, que iniciaram uma mudança na joalharia em Portugal desde a década de 1960. Esta transformação, paralela à que se verificou nas artes plásticas, demarcou a joalharia do campo das artes decorativas e aplicadas no qual esteve integrada ao longo da história da arte.

Esta iniciativa estende-se à Coleção do Fundador, onde trabalhos de artistas joalheiros contemporâneos dialogam com as obras de René Lalique. A par, surge a primeira publicação sobre joalharia contemporânea em Portugal, da autoria da curadora distinguida com o Susan Beech Mid-Career Artist Grant do Art Jewelry Forum.

Este é o terceiro momento da iniciativa Convidados de Verão, que tem como objetivo propor novas leituras das exposições permanentes do Museu Gulbenkian. Na edição de 2016, vários artistas contemporâneos dialogaram com a Coleção do Fundador. Em 2018, o cineasta Joaquim Sapinho apresentou um percurso na Coleção Moderna com obras e objetos pessoais de Calouste Gulbenkian.

Curadoria: Cristina Filipe