Links

ENTREVISTA



SANDRO RESENDE


Sandro Resende é formado pela Escola Superior de Artes e Design. Há cerca de 17 anos vem desenvolvendo trabalhos, tanto como professor quanto como diretor artistico, junto aos utentes do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa (CHPL). No intuito de sair dos muros do Hospital Psiquiátrico, fundou a P28, associação que trabalha na intenção de expor obras de arte em espaços não esperados.
LER MAIS

O ESTADO DA ARTE



CATARINA FIGUEIREDO CARDOSO


COLECCIONADORES AMADORES E PROFISSIONAIS COLECCIONADORES (II)
O presente artigo trata de coleccionadores de arte contemporânea que são profissionais da arte no sentido de fazerem deste modo de vida. Tal como no artigo anterior, apenas abordarei casos de colecções expostas ao público de forma duradoura, e sobre as quais existe informação pública e acessível .
LER MAIS

::: NEW PLACES, OLD BONES ::: SÃO TRINDADE
(+)

PERSPETIVA ATUAL

NAMALIMBA COELHO


A MINHA CARTA (ADIADA) PARA MALICK SIDIBÉ
Tinha muita esperança e vontade de conhecer o mestre, no seu espaço sagrado, rendida a todos aqueles cenários, que davam vida a cada uma das sessões que realizou ao longo das cinco décadas em que retratou a cultura popular local do Mali.
LER MAIS


OPINIÃO

LUÍS RAPOSO


AINDA OS PREÇOS DE ENTRADA EM MUSEUS E MONUMENTOS DE SINTRA E BELÉM-AJUDA: OS DADOS E UMA PROPOSTA PARA O FUTURO
Existe um real e inquestionável problema de “bilhética”, se assim quisermos chamar, ou de limitação de acesso dos cidadãos portugueses aos seus monumentos e museus, em locais como os que são geridos pela PSML. Problema ao qual acresce a total ausência de gratuitidades universais, mesmo que somente uma vez por mês.
LER MAIS

ARQUITETURA E DESIGN

TIMOTHY M. ROHAN


O EFEITO BREUER – PARTE 2
No seu relato da história do museu, Goodrich desculpou-se pela tendência do Whitney em favorecer o quotidiano em detrimento do novo e inovador, atribuindo-a ao espírito dos primeiros dias da instituição, e prometeu que o novo edifício mudaria isso. A revista estava ciente do que estava a acontecer, incluindo obras de Johns, Rauschenberg e Oldenburg, mas ainda favorecia os artistas que trabalham no espírito do Expressionismo Abstrato.
LER MAIS

MÚSICA

RICARDO ESCARDUÇA


JOHN CALE – O REECONTRO COM O PASSADO EM MAIS UMA FACE DO POLIMORFISMO
Aos quase 74 anos de idade, activo como sempre e longe de acomodado, em permanente diálogo consigo e com o mundo, o permanentemente jovem, irrequieto, desafiante, insatisfeito, imprevisível – e quantos mais adjectivos para descrever a sua postura pessoal e artística – John Cale: um ícone.
LER MAIS

BLOGSITE EM RESIDÊNCIA

ART BASEL SALON | TALK: Hans Ulrich Obrist, Tino Sehgal and Prof. Dr. Hans Christoph Binswanger




ALEXANDER KLUGE: O CAPITAL







:: Sheikha Hoor Al Qasimi e a Sharjah Foudation

:: Marissa Nadler – Novo Álbum “Strangers”, Singles “Janie in Love” e “All the Colors of the Dark”

:: Suuns – Novo álbum “Hold / Still”



PREVIEW

Não te faltará a distância. Uma exposição em quatro passos - Rui Chafes | 5 Mai > 1 Jul, Igreja de São Cristóvão


O terceiro passo da exposição Não te faltará a distância, na Igreja de São Cristóvão, apresenta obras do escultor Rui Chafes concebidas para o local.
LER MAIS

EXPOSIÇÕES ATUAIS

COLECTIVA

INQUÉRITOS AO TERRITÓRIO: PAISAGEM E POVOAMENTO


Museu Nacional de Etnologia, Lisboa

A visita à exposição “Inquéritos ao território: paisagem e povoamento” nos lembra que interrogar o território, traçá-lo, mapeá-lo é tarefa incessante. A proposta da mostra é colocar em diálogo os discursos científicos (geográficos, topográficos, etnográficos…) que durante o século XIX, e grande parte do século XX, procuraram grafar Portugal com os métodos da arte, olhar e pensar o mesmo território.
LER MAIS SUIANNI MACEDO

CATHERINE CHRISTER HENNIX

CATHERINE CHRISTER HENNIX


Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto
Hennix, para além de compositora e artista visual sueco-americana, é também filósofa, cientista e matemática, mantendo assim uma proximidade com várias áreas e disciplinas, o que lhe permite uma relação íntima de entendimento do mundo.
LER MAIS CONSTANÇA BABO

ANTÓNIO BOLOTA / RETO PULFER / MICHAEL BIBERSTEIN

CUME / ESTADOS DE REMEMORAÇÃO / REALIDADE SUSPENSA


Fundação Eugénio de Almeida, Évora
Estas exposições estão integradas na programação que a Fundação dedica à comemoração do 30º aniversário da classificação de Évora como Património Mundial pela UNESCO. Assim, a memória, a articulação entre o passado e o presente, a evocação, a experiência do lugar, a paisagem, a persistência e o temporário, são alguns dos temas que perpassam pelas três propostas expositivas.
LER MAIS LIZ VAHIA

COLECTIVA

HISTORY OF NOTHING


White Cube - Bermondsey, Londres
A exposição comissariada por Hannah Gruy reúne um conjunto de peças recentes de artistas cuja ressonância conceptual nos conduz para uma reflexão sobre o designado sonho americano, tendo como ponto de partida um filme de Eduardo Paolozzi, uma das peças centrais de uma rede discursiva que procura lançar alguma luz sobre a situação contemporânea de um sistema mediático encerrado sobre si mesmo, num momento em que a exaustão das possibilidades de representação corresponde a uma atrofia da autonomia política, individual e comunitária.
LER MAIS JOSÉ RAPOSO

EDUARDO MATOS

EXPLICAÇÃO DO METAL – CAP. B E C, OS INTRUSOS; SEM ELECTRICIDADE


Galeria Pedro Oliveira, Porto
Partindo, aqui, de uma observação política e estética sobre determinadas formas organizativas singulares no espaço comunitário, esta exposição interpela as transformações e des-funcionalizações citadinas, convocando os movimentos assimetricamente marginais que aí têm lugar através de acções fomentadoras de uma potência própria, ou, mesmo, de uma direcção utópica.
LER MAIS SARA CASTELO BRANCO

WOLFGANG TILLMANS

WOLFGANG TILLMANS: NO LIMIAR DA VISIBILIDADE


Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto
A fotografia é, para Tillmans, o meio através do qual é possível uma maior aproximação ao real e se podem registar desenhos, neste caso, da luz. A técnica fotográfica é-lhe, portanto, mais favorável do que a pintura e, por isso, a escolheu para desenvolver a sua criação.
LER MAIS CONSTANÇA BABO

COLECTIVA

IDENTIDADES – VARIÁVEIS CONVERGENTES


Casa Museu Abel Salazar, Porto
As obras de André Alves, Rodrigo Oliveira, Vítor Israel, Miguel Leal, Ana Vieira, Raquel Melgue e Isaque Pinheiro dialogam com o espólio de Abel Salazar – também ele sujeito às opções dos artistas e da curadora, procurando funcionar como uma peça global.
LER MAIS JOÃO SOUSA PINTO