Links

ENTREVISTA



JOSÉ BARRIAS


“O corpo da minha obra reflecte realmente a minha dupla condição de vida, a qual oscila entre uma quietude duradoura e um desassossego permanente”, diz-nos José Barrias, artista português que reside há 47 anos em Milão.
LER MAIS

O ESTADO DA ARTE



GEORGINA FERNANDES


O DESAFINADO RONDÒ ENWEZORIANO. “ALL THE WORLD´S FUTURES” - 56ª EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL DE ARTE DE VENEZA
Orientada pelo curador Nigeriano Okwui Enwezor que, 120 anos depois da primeira edição em 1895, pretende enfatizar o mote desta 56ª Bienal, “Todos os Futuros do Mundo”, injetando uma carga sócio-política bem acentuada e servindo-se do potencial da arte como canal de comunicação para mostrar como as problemáticas éticas e sociais condicionam o modo de olhar o Mundo.
LER MAIS

::: NEW PLACES, OLD BONES ::: SÃO TRINDADE
(+)

PERSPETIVA ATUAL

PATRÍCIA PRIOR


ARTE DIGITAL E MUSEUS: UMA NOVA ERA
Uma das primeiras exposições que marca o início da era digital foi a mostra intitulada Computer-Generated Pictures, que se realizou em abril de 1965, na Galeria Howard Wise, em Nova Iorque. Howard Wise foi um percursor da arte digital nos anos de 1970 e 1980 e uma importante figura no desenvolvimento da vídeo arte.
LER MAIS


OPINIÃO

LUÍS RAPOSO


PATRIMÓNIO CULTURAL E OS MUSEUS: VISÃO ESTRATÉGICA | PARTE 2: O PRESENTE/FUTURO
Admitindo que o argumentário mais tradicional, centrado na defesa de valores de memória e afirmação cidadã, possa ser pouco impressivo no Mundo em que vivemos, dominado por “interesses de mercado”, comecemos por assinalar três características singulares dos sectores do património cultural e dos museus, especialmente em tempos de crise e no contexto específico português.
LER MAIS

ARQUITETURA E DESIGN

LIZ STINSON


PODE A TIPOGRAFIA AJUDAR-NOS A CRIAR EMPATIA COM OS OUTROS?
Até agora não houve nenhuma evidência científica a sugerir porque é que um tipo de letra faz as pessoas se sentirem de uma certa maneira. Uma compreensão objetiva de como a tipografia é processada pelo cérebro poderia ajudar a conhecer todo o tipo de coisas, incluindo uma melhor compreensão da dislexia.
LER MAIS

MÚSICA

RICARDO ESCARDUÇA


ZIMOWA – A SURPREENDENTE ORIGEM DO FUTURO
O compositor, produtor e instrumentista Michael Mentel já conhecia e admirava o trabalho da vocalista Aneta Maciaszczyk e foi num encontro casual que um amigo comum os apresentou. Muito rapidamente identificam a comunhão das sonoridades e no início de 2013 estão já em estúdio para gravar a primeira demo da faixa “Cover The Fall”, que veio a constituir a génese de Zimowa.
LER MAIS

BLOGSITE EM RESIDÊNCIA

ANTONY GORMLEY: THE BODY IN & AS SPACE




MARIKO MORI SOBRE "A ANUNCIAÇÃO" DE BOTTICELLI







:: Lançamento da Revista RETINA | 25 Jun, Arquivo 237

:: Paula Almozara na Galeria das Salgadeiras



PREVIEW

Festival Silêncio, 2>5 de Julho, Cais do Sodré


Durante quatro dias, o Festival Silêncio oferece à cidade de Lisboa uma programação pensada em conjunto com uma diversidade de artistas, produtores, entidades de criação, estruturas de divulgação e instituições de carácter social e cultural locais, nacionais e internacionais.
LER MAIS

EXPOSIÇÕES ATUAIS

COLECTIVA

AÚN NO. SOBRE LA REINVENCIÓN DEL DOCUMENTAL Y LA CRÍTICA DE LA MODERNIDAD


Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía, Madrid

A exposição Aún no transmite a importância e capacidade que têm a fotografia e o cinema documental para reescrever a História ou, melhor, clarificá-la, face à confusão das imagens e da comunicação dos mass media num preciso momento histórico.
LER MAIS ALBERTO MORENO

SIMON MARTIN

UR FEELING


Camden Arts Centre, Londres
A obra de Simon Martin revela um intenso fascínio pelo magnetismo dos objectos e da sua relação com a cultura. Este fascínio tem tido diversas manifestações, às quais correspondem diferentes abordagens, sensibilidades, provocações.
LER MAIS JOSÉ RAPOSO

MICHAL ROVNER

PANORAMA


Pace Gallery, Londres
Uma das discussões mais intensas e frutuosas em torno das práticas artísticas contemporâneas, é aquela que coloca a disciplina da pintura em diálogo com o paradigma digital. Num momento em que a noção de imaterialidade digital começa a ser encarada com alguma suspeita, o campo da arte contemporânea torna-se num centro privilegiado para a reflexão e contemplação destas questões.
LER MAIS JOSÉ RAPOSO

JAVIER FERNANDEZ

STAY A WHILE


Appleton Square , Lisboa
O trabalho de Javier Fernandez resulta de um “exercício concreto do espírito e da mão” que renuncia a qualquer tipo de ruído simbólico ou ideológico, numa procura pela pureza. O artista personifica aqui o asceta que troca o mundo pela ínfima parte que dele pretende extrair: a cor.
LER MAIS Maria Beatriz Marquilhas

COLECTIVA

HOMELESS MONALISA


Colégio das Artes da Universidade de Coimbra, Coimbra
“A Mona Lisa não é mais do que uma fotografia tipo passe com paisagem ao fundo”. Esta afirmação, aparentemente redutora, sobre aquela que é talvez a obra de arte mais conhecida, não é o mote da exposição “Homeless Monalisa” nem pretende ser uma caracterização em poucas palavras da mesma. No entanto, o conceito central que perpassa os trabalhos expostos está incluído nesta sentença.
LER MAIS Liz Vahia

CIA. EXCESSOS

(TRA)VESTIR UM FA(C)TO


Espaço MIRA, Porto
Estrondos de tapas ardidos, sons de beijos incendiados, de gozos excitados. Ruídos de carros, burburinho de gente, agitação urbana, confusão, muita confusão. Esta é primeira sensação de quem adentra na cacofonia sonora de (Tra)vestir um Fa(c)to.
LER MAIS THAIS NEPOMUCENO

VASCO ARAÚJO

DEMASIADO POUCO, DEMASIADO TARDE


Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Guimarães
Considerando que a missão das instituições museológicas no século XXI passa por documentar, analisar e reflectir sobre os objectos artísticos da sociedade em que se inserem, o feliz encontro, promovido pelo curador da exposição e director do CIAJG Nuno Faria, entre o artista Vasco Araújo e a colecção de arte africana do artista José de Guimarães é um modo pertinente de indagar e discutir a própria colecção do museu e questionar o papel e a autoridade dos museus etnográficos na pós-colonização.
LER MAIS Hugo Dinis