Links

ENTREVISTA



GIULIANA BRUNO


Italiana radicada nos EUA, foi colaboradora da revista October e desde a década de 1990 vem investigando as relações entre a arquitectura, as artes visuais e o cinema, tendo sido autora de livros seminais no panorama dos Estudos Visuais.
LER MAIS

O ESTADO DA ARTE



MIKE WATSON


IDEIAS CAPITAIS? OLHANDO EM FRENTE PARA A BIENAL DE VENEZA
A apresentação de Okwui Enwezor da sua visão curatorial para a 56ª Bienal de Veneza parece à primeira vista representar uma reflexão séria sobre os actuais tempos instáveis. Intitulada Todos os Futuros do Mundo, a Bienal vai tentar lidar com as “rupturas que rodeiam e abundam em cada esquina da paisagem global de hoje”, como disse Enwezor.
LER MAIS

::: NEW PLACES, OLD BONES ::: SÃO TRINDADE
(+)

PERSPETIVA ATUAL

JOSÉ RAPOSO


TRINTA ANOS DE TATE
A mais recente edição do Prémio Turner, que distingue uma exposição apresentada durante o ano transacto de um artista com menos de 50 anos, britânico, ou que trabalhe primordialmente no Reino Unido, assinala também a longevidade do galardão: são já 30 anos de existência, três décadas dedicadas à promoção e discussão pública de arte contemporânea.
LER MAIS


OPINIÃO

MARIA LIND


UM PARQUE DE DIVERSÕES EM PARIS RELEMBRA UM CONTO DE FADAS CLÁSSICO
Visitar a recentemente inaugurada Fundação Louis Vuitton provocou muitos pensamentos sobre expansionismo, comercialismo e má arte, e alguns sentimentos, principalmente negativos. Assemelha-se a uma casa dos espelhos num parque de diversões: a arte está presente como um outro tipo de atracção, como algo para impressionar e divertir.
LER MAIS

ARQUITETURA E DESIGN

MÁRIO MOURA


ESPECTADOR
Desde há algum tempo que colecciono publicações subversivas. Tento perceber o seu impacto físico sobre quem as consumia, o modo como o formato, o papel ou a paginação afectavam o seu conteúdo, que muitas vezes acabava por continuar a circular completamente descolado do seu aspecto original e perdendo quase tudo por isso.
LER MAIS

MÚSICA

RICARDO ESCARDUÇA


SILK RHODES - Viagem no Tempo
Em Silk Rhodes há um pouco de tudo. A sua sonoridade impregnada de soul leva-nos numa viagem ao passado e às origens dessa atmosfera musical e traz-nos de regresso ao presente para espreitarmos a sua original e musicalmente significativa reinvenção da sonoridade dos anos 60 e início de 70 plena de contemporaneidade.
LER MAIS

BLOGSITE EM RESIDÊNCIA

THE INVISIBLE PHOTOGRAPH: PART I (UNDERGROUND)




TRACEY EMIN: WHY I NEVER BECAME A DANCER (1995)







:: SOTAQUES - Ciclo de Conferências na Fundação Carmona e Costa

:: Candidaturas Abertas: Bolsas em Artes e Estudos Curatoriais da Fundación Botín

:: Quem são as mulheres artistas mais cotadas em leilão?



PREVIEW

Como se pronuncia design em português? - Exposição MUDE


Olhar para o design de equipamento desenhado e produzido por autores nacionais durante os últimos 60 anos, com maior incidência para o período compreendido entre 1980 e 2014. O objetivo principal é procurar compreender como é que as circunstâncias geográficas de Portugal, a herança histórica, a cultura, as tradições e a consciência coletiva influenciam ou se refletem na obra de cada autor, avaliando da existência de características comuns que possam configurar uma identidade do design português.
LER MAIS

EXPOSIÇÕES ATUAIS

COLECTIVA

Esta terra é a tua terra. Os anos 90 em Portugal, na Colecção dos Encontros de Fotografia


CAV - Centro de Artes Visuais, Coimbra

As imagens presentes nesta exposição surgiram de encomendas a 15 fotógrafos nacionais e estrangeiros, que se debruçaram sobre contextos territoriais específicos, tentando aferir uma ideia de realidade agarrada naquele momento. Um retrato do país, a meio caminho entre a revolução e o agora.
LER MAIS Liz Vahia

Mónica Miranda

Arquipélago


Carlos Carvalho Arte Contemporânea, Lisboa
O “palco” da galeria da Rua Joly Braga Santos acolhe uma série de fotografias e um vídeo nos quais Mónica de Miranda analisa o sentido ficcional e mitológico subjacente às conceções de ilha e de jardim botânico. Espaços que têm motivado a (re)construção e (re)imaginação do eu e do outro, do(s) centro(s) e da(s) periferia(s), bem como de diferentes culturas e lugares.
LER MAIS Ana Sécio

LIZZIE FITCH / RYAN TRECARTIN

Priority Innfield


Zabludowicz Collection, Londres
Ao longo de duas salas de grandes dimensões encontram-se teatros escuplturais desenvolvidos por Fitch onde são projectados os movies de Trecartin. É através de um jogo de correspondências e equivalências entre os filmes e os teatros esculpturais que a coerência interna do universo paralelo de Priority Innfield ganha consistência formal.
LER MAIS José Raposo

RUI CALÇADA BASTOS

À luz sincera do dia


MACE - Museu de Arte Contemporânea de Elvas, Elvas
Rui Calçada Bastos regressa a algumas das suas investigações recorrentes: a itinerância pela(s) cidade(s), o espaço urbano como possível lugar do sublime, onde o artista exerce uma certa interrupção poética da realidade, sem que haja uma anulação do movimento, antes uma insistência nesse mesmo movimento que o transforma em coreografia.
LER MAIS Liz Vahia

ILLÍDIO CANDJA

ARCHIVE


Galerie Lumières d'Afrique, Bruxelas
Muitos artistas precisam de anos para cuidadosamente criarem a sua identidade de pintores; mas Illídio Candja, limitou-se a seguir a sua inspiração de pintor, indiferente a associações e referências a outros artistas contemporâneos, sem nunca esquecer a sua origem africana.
LER MAIS Victor Pinto da Fonseca

NUNO VICENTE

Esculturas de terra, água, fogo, ar (parte VII)


Espaço 58, Lisboa
Construtor de imagens poéticas, Nuno Vicente é um artista que mais do que trabalhar a Natureza, a pensa e vive. O seu trabalho assinala a efemeridade da existência ao mesmo tempo que a defende eterna, num diálogo permanente entre a matéria e a imaterialidade que dela se extrai, entre o que é visível e o que se intui.
LER MAIS Lara Portela

SANDRA VÁSQUEZ DE LA HORRA

Todas íbamos a ser reinas


Galeria João Esteves de Oliveira, Lisboa
O titulo da exposição parte de um desenho que a artista fez apropriando-se das palavras da poetisa Gabriela Mistral (Chile, 1889- 1957). Poesia e vida estão patentes nesta mostra, onde a dimensão mitológica da cultura Chiloé se desvela em várias camadas na leitura do observador.
LER MAIS Maribel Mendes Sobreira