Links

ENTREVISTA



POGO TEATRO


O Pogo Teatro formou-se em 1993, fruto da colaboração e das experiências de criadores ligados a várias áreas artísticas. Nas suas palavras, o Pogo é uma “espécie de laboratório onde se questionou a linguagem do próprio teatro enquanto universo autónomo”.
LER MAIS

O ESTADO DA ARTE



MARTA RODRIGUES


OS DESAFIOS DO EFÉMERO: CONSERVAR A PERFORMANCE ART - PARTE 1
Temos que questionar que mudanças deveriam ser feitas para envolver a performance nos alicerces dos museus de arte. Sendo as instituições artísticas os lugares ideais para conservar, coleccionar e preservar arte como é que uma forma de arte efémera como a performance pode ser conservada?
LER MAIS

::: NEW PLACES, OLD BONES ::: SÃO TRINDADE
(+)

PERSPETIVA ATUAL

JOANA BRAGA, JOANA PESTANA E INÊS VEIGA


QUINTA DA VITÓRIA: QUANDO A DEMOLIÇÃO FLORESCE
O projecto Colecção Jardins da Vitória: árvores e plantas provenientes do Bairro da Quinta da Vitória, da autoria de Sofia Borges, começou com a ideia de salvaguardar não só as performances quotidianas associadas à terra mas as próprias árvores e plantas presentes no bairro – com as quais os moradores tinham estabelecido forte relação afectiva – como modo de preservar formas de conhecimento e memória culturais daquele lugar.
LER MAIS


OPINIÃO

RENATO RODRIGUES DA SILVA


O CONCRETISMO E O NEOCONCRETISMO NO BRASIL: ELEMENTOS PARA REFLEXÃO CRÍTICA
Nós fomos capazes de criar formas poéticas revolucionárias no Brasil, mas não de entendê-las, precisando do auxílio de hipóteses alienígenas. Essa contradição, contudo, torna-se compreensível quando é relacionada à evolução da crítica de Gullar, que então recusava tanto o “formalismo” como o “irracionalismo” dos movimentos de vanguarda, na tentativa de recuperar a autonomia relativa da arte.
LER MAIS

ARQUITETURA E DESIGN

KATIE TREGGIDEN


“EXTRA ORDINARY” - JOVENS DESIGNERS EXPLORAM MATERIAIS, PRODUTOS E PROCESSOS
“Extra Ordinary”, foca um movimento crescente entre os novos designers, a procura de abordagens alternativas para os materiais e processos. 9 designers mostram aqui as suas propostas de novos usos para materiais desperdiçados e novas formas de usar os processos industriais.
LER MAIS

MÚSICA

RICARDO ESCARDUÇA


ANNABEL (LEE) – NA PRESENÇA SUPERIOR DA PROFUNDIDADE E DA EXCELÊNCIA
O álbum nasce da colaboração de Annabel, a quem devemos o fascinante desempenho vocal, e de Richard E, responsável pela brilhante composição, produção e arranjo musical, à qual ambos se dedicaram intensamente por se encontrarem incompletos, deslocados e desconfortáveis nas suas peles artísticas antes dos seus percursos se atravessarem e ligarem.
LER MAIS

BLOGSITE EM RESIDÊNCIA

ANTONY GORMLEY: THE BODY IN & AS SPACE




MARIKO MORI SOBRE "A ANUNCIAÇÃO" DE BOTTICELLI









PREVIEW

XVIII Bienal Internacional de Arte de Cerveira - 18 Jul > 19 Set


“Olhar o passado para construir o futuro” é o tema da XVIII Bienal Internacional de Arte de Cerveira, que irá decorrer de 18 julho a 19 setembro de 2015 e apresentará 300 artistas de 33 países e cerca de 500 obras de arte.
LER MAIS

EXPOSIÇÕES ATUAIS

YTO BARRADA

YTO BARRADA: SALON MAROCAIN


Casa de Serralves, Porto

Evocando através da arte temas como o colonialismo e as raízes etnográficas, em paralelo com o Modernismo europeu do séc. XX e com a crise económica contemporânea, Yto Barrada questiona a sua própria identidade, ao mesmo tempo que procura as suas origens marroquinas.
LER MAIS CONSTANÇA BABO

COLECTIVA

CONSTRUYENDO MUNDOS: FOTOGRAFIA Y ARQUITECTURA EN LA ERA MODERNA


Fundación ICO , Madrid
Os espaços e a mão do homem, através principalmente da evolução arquitectónica no século XX e XXI, são um reflexo do devir da ideologia e da ideia de progresso e desenvolvimento.
LER MAIS ALBERTO MORENO

BARBARA FONTE COM JOSÉ BARRIAS

INSIDE OUTSIDE


Plataforma Revólver, Lisboa
Encontram-se vestígios de ossos, penas, linhas que lembram ampulhetas e resquícios de cabelo, entre outros motivos que aludem para o conceito de \"vanitas\". Sente-se uma ideia de desconstrução do corpo que remete para a efemeridade da vida.
LER MAIS TERESA PESSOA

COLECTIVA

AÚN NO. SOBRE LA REINVENCIÓN DEL DOCUMENTAL Y LA CRÍTICA DE LA MODERNIDAD


Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía, Madrid
A exposição Aún no transmite a importância e capacidade que têm a fotografia e o cinema documental para reescrever a História ou, melhor, clarificá-la, face à confusão das imagens e da comunicação dos mass media num preciso momento histórico.
LER MAIS ALBERTO MORENO

SIMON MARTIN

UR FEELING


Camden Arts Centre, Londres
A obra de Simon Martin revela um intenso fascínio pelo magnetismo dos objectos e da sua relação com a cultura. Este fascínio tem tido diversas manifestações, às quais correspondem diferentes abordagens, sensibilidades, provocações.
LER MAIS JOSÉ RAPOSO

MICHAL ROVNER

PANORAMA


Pace Gallery, Londres
Uma das discussões mais intensas e frutuosas em torno das práticas artísticas contemporâneas, é aquela que coloca a disciplina da pintura em diálogo com o paradigma digital. Num momento em que a noção de imaterialidade digital começa a ser encarada com alguma suspeita, o campo da arte contemporânea torna-se num centro privilegiado para a reflexão e contemplação destas questões.
LER MAIS JOSÉ RAPOSO

JAVIER FERNANDEZ

STAY A WHILE


Appleton Square , Lisboa
O trabalho de Javier Fernandez resulta de um “exercício concreto do espírito e da mão” que renuncia a qualquer tipo de ruído simbólico ou ideológico, numa procura pela pureza. O artista personifica aqui o asceta que troca o mundo pela ínfima parte que dele pretende extrair: a cor.
LER MAIS Maria Beatriz Marquilhas