Links

ENTREVISTA



IRINA POPOVA


Irina Popova esteve na 5ª Feira do Livro de Fotografia de Lisboa para falar dos seus projectos e conduzir um workshop. Dias mais tarde fez uma performance onde estendeu ao público a oportunidade de com ela editar um livro de fotografia. Em conversa com a Artecapital, a autora de “Another Family” confessou estar cansada que continuem a questioná-la sobretudo sobre esse projecto quando há tanto por perguntar.
LER MAIS

O ESTADO DA ARTE



MARGARIDA MAFRA


FUNDAÇÃO LOUIS VUITTON
A Fundação Louis Vuitton foi inaugurada no passado dia 20 de Outubro, no Bois de Boulogne, extremo oeste de Paris. Nos dias que se seguiram, as filas acumularam-se e toda a imprensa francesa cobria o evento. O projecto foi encomendado pelo milionário Bernard Arnault, dono do grupo LVMH – Moet Hennessey Louis-Vuitton, grupo empresarial da indústria de bens de luxo. Esta associação entre o produto de luxo, a mercadoria, e o mundo da arte tem vindo a levantar várias vozes em protesto.
LER MAIS

::: NEW PLACES, OLD BONES ::: SÃO TRINDADE
(+)

PERSPETIVA ATUAL

SARA CASTELO BRANCO


TERRA-HOMEM-CÉU / CÉU-HOMEM-TERRA
“SUFOCO”, de Silvestre Pestana, acolhe o trabalho mais recente deste artista, que, ao longo dos últimos 40 anos, concebeu uma obra experimental e prospectiva, aportada nas estâncias da performance, da poesia experimental, do vídeo, da fotografia, da escultura e da intervenção no espaço público.
LER MAIS


OPINIÃO

MARTIM ENES DIAS


O PRINCÍPIO DO FUNDAMENTO: A BIENAL DE VENEZA EM 2014
Não será certamente fácil organizar uma exposição de Arquitectura interessante (ou relevante, ou sexy). Pelo contrário. E a Bienal de Veneza tem sido, ao longo das últimas quatro décadas, o lugar de ensaio desse desafio. Em Monditalia, porém, tornou-se palpável um certo enfado em relação ao lado técnico da profissão, como se ele já não interessasse ou já não chegasse.
LER MAIS

ARQUITETURA E DESIGN

PATRÍCIA SANTOS PEDROSA


ARQUITECTAS: ENSAIO PARA UM MANUAL REVOLUCIONÁRIO
A diversidade de aproximações possíveis ao binómio mulheres/arquitectura torna as decisões sobre a reflexão do mesmo mais entusiasmante e, de igual modo, carregadas de uma maior responsabilidade. O objectivo deste ensaio é fazer um percurso e perceber os possíveis modos de agir sobre esta condição no sentido de se concretizar a óbvia revolução necessária.
LER MAIS

MÚSICA

RICARDO ESCARDUÇA


ARCA – O SURREALISMO FUTURISTA
Alejandro Ghersi, mais conhecido por Arca, jovem produtor e DJ de naturalidade venezuelana e actualmente residente em Londres, traz-nos no seu primeiro LP. Um desafiante convite para uma visita a um universo surreal, a uma realidade num plano paralelo feito de uma musicalidade que não pretende ser de fácil consumo e de limites bem demarcados.
LER MAIS

BLOGSITE EM RESIDÊNCIA

JAKE AND DINOS CHAPMAN - WHAT DO ARTISTS DO ALL DAY ?




OKWUI ENWEZOR & MATTHEW BARNEY







:: Joana Vasconcelos apresenta obra para o 450º aniversário do Rio de Janeiro

:: Alice Geirinhas inaugura espaço de exposições do Bar REAL

:: Irina Popova em Lisboa para apresentar “Another Family"



PREVIEW

Ro.ger, de Carlota Lagido - Teatro da Politécnica


O festival Temps d'Images continua no Teatro da Politécnica a partir de quinta-feira, 18 de Dezembro, com a apresentação de RO.GER de Carlota Lagido, Leonor Keil e Pedro Cal.
LER MAIS

EXPOSIÇÕES ATUAIS

MÓNICA MIRANDA

Arquipélago


Carlos Carvalho Arte Contemporânea, Lisboa

O “palco” da galeria da Rua Joly Braga Santos acolhe uma série de fotografias e um vídeo nos quais Mónica de Miranda analisa o sentido ficcional e mitológico subjacente às conceções de ilha e de jardim botânico. Espaços que têm motivado a (re)construção e (re)imaginação do eu e do outro, do(s) centro(s) e da(s) periferia(s), bem como de diferentes culturas e lugares.
LER MAIS Ana Sécio

LIZZIE FITCH / RYAN TRECARTIN

Priority Innfield


Zabludowicz Collection, Londres
Ao longo de duas salas de grandes dimensões encontram-se teatros escuplturais desenvolvidos por Fitch onde são projectados os movies de Trecartin. É através de um jogo de correspondências e equivalências entre os filmes e os teatros esculpturais que a coerência interna do universo paralelo de Priority Innfield ganha consistência formal.
LER MAIS José Raposo

RUI CALÇADA BASTOS

À luz sincera do dia


MACE - Museu de Arte Contemporânea de Elvas, Elvas
Rui Calçada Bastos regressa a algumas das suas investigações recorrentes: a itinerância pela(s) cidade(s), o espaço urbano como possível lugar do sublime, onde o artista exerce uma certa interrupção poética da realidade, sem que haja uma anulação do movimento, antes uma insistência nesse mesmo movimento que o transforma em coreografia.
LER MAIS Liz Vahia

ILLÍDIO CANDJA

ARCHIVE


Galerie Lumières d'Afrique, Bruxelas
Muitos artistas precisam de anos para cuidadosamente criarem a sua identidade de pintores; mas Illídio Candja, limitou-se a seguir a sua inspiração de pintor, indiferente a associações e referências a outros artistas contemporâneos, sem nunca esquecer a sua origem africana.
LER MAIS Victor Pinto da Fonseca

NUNO VICENTE

Esculturas de terra, água, fogo, ar (parte VII)


Espaço 58, Lisboa
Construtor de imagens poéticas, Nuno Vicente é um artista que mais do que trabalhar a Natureza, a pensa e vive. O seu trabalho assinala a efemeridade da existência ao mesmo tempo que a defende eterna, num diálogo permanente entre a matéria e a imaterialidade que dela se extrai, entre o que é visível e o que se intui.
LER MAIS Lara Portela

SANDRA VÁSQUEZ DE LA HORA

Todas íbamos a ser reinas


Galeria João Esteves de Oliveira, Lisboa
O titulo da exposição parte de um desenho que a artista fez apropriando-se das palavras da poetisa Gabriela Mistral (Chile, 1889- 1957). Poesia e vida estão patentes nesta mostra, onde a dimensão mitológica da cultura Chiloé se desvela em várias camadas na leitura do observador.
LER MAIS Maribel Mendes Sobreira

PAUL MCCARTHY

CHOCOLATE FACTORY


Monnaie de Paris, Paris
O projecto Factory transforma o espaço expositivo numa fábrica de chocolate, no sentido mais literal destas palavras. O artista californiano é já sobejamente conhecido pela apropriação irónica de ícones populares da sociedade de consumo e na exposição parisiense explora-se e multiplica-se o potencial simbólico do “Pai Natal”.
LER MAIS Margarida Mafra