Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Que horas são que horas, uma galeria de histórias


COLECTIVA
Galeria Municipal do Porto, Porto

ABOUT TODAY


João Louro
Zet Gallery, Braga

Cortelho


Daniel Moreira e Rita Castro Neves
Sput&Nik the window, Porto

Um esqueleto entra no bar...


Paulo Lisboa
Fundação Leal Rios, Lisboa

Surender, Surender


NIKOLAI NEKH
Balcony, Lisboa

Cuir PopCreto


Lyz Parayzo
Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural, Porto

Luto


Gustavo Sumpta
Galeria da Casa A. Molder, Lisboa

Falso Sol Falsos Olhos


Elisa Pône
Galeria Quadrum, Lisboa

Welcome to Paradise!


Luís Ribeiro
Espaço MIRA, Porto

¿De qué casa eres? Episodios de un cotidiano. Del bando republicano en la Guerra Civil Española


Ana Pérez-Quiroga
No.No, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


GONÇALO BARREIROS + JOHN WOOD AND PAUL HARRISON

Exposição colectiva




GALERIA VERA CORTÊS (ALVALADE)
Rua João Saraiva 16, 1st
1700-250 LISBOA

09 JUL - 15 JUL 2020


Gonçalo Barreiros + John Wood and Paul Harrison
Inauguração: 9 de Julho das 14h às 20h
[9 – 15 Julho 2020]




Inserido na Exposição colectiva (2 Julho – 23 Setembro 2020)


"Galeria Vera Cortês tem o prazer de apresentar uma exposição colectiva com todos os seus artistas, constituída por 19 apresentações individuais em nove exposições de duas pessoas.

O espaço expositivo da galeria acolherá cada semana uma nova exposição de dois dos seus artistas [1], consubstanciando-se em duas obras de arte, —uma para cada artista—, numa tentativa de criar um diálogo e uma certa correlação crítica entre eles. Posicionadas em lados opostos da sala, as peças estarão frente a frente, e, uma vez terminada a semana, serão retiradas e colocadas no nosso acervo, deixando o espaço livre para o próximo diálogo. No final desta série de exposições, o nosso acervo aparecerá como uma Wunderkammer, um gabinete de maravilhas que oferece um panorama dos artistas representados pela galeria.

Uma nota rápida: esta exposição nasce do momento que vivemos nestes meses, das nossas tentativas, ainda que impostas, de procurar novos modos de comunicação, de estarmos e não estarmos juntos, reflectindo assim a nossa vontade de nos sentirmos uma comunidade e o significado dessa unidade, simultaneamente enfatizando o
objectivo de mostrar o trabalho de todos, anunciando visualmente que estamos aqui. Presentes. Juntos. E em diálogo."


[1] Excepto na semana de 10 a 16 de Setembro, quando o espaço acolherá uma conversa entre as obras de três artistas.