Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

The Skull of the Haunted Snail


Andreia Santana
Hangar - Centro de Investigação Artistica, Lisboa

O Que Não Temos Podemos Criar


COLECTIVA
PADA Studios, Barreiro

Air Through Soft Solids (Part II)


Diogo Tudela
Galeria Presença (Porto), Porto

Speculative Intimacy


ALICIA KOPF
Fidelidade Arte, Lisboa

da serra e da terra


COLECTIVA
Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural, Porto

WAVES AND WHIRLPOOLS


LUÍS LÁZARO MATOS
Galeria Municipal do Porto, Porto

Corpo radial


Mariana Caló & Francisco Queimadela
Galeria Boavista, Lisboa

Dear Image, Part II


COLECTIVA
3 + 1 Arte Contemporânea, Lisboa

LISTAS


SARA & ANDRÉ
ZARATAN - Arte Contemporânea , Lisboa

Earthkeeping/Earthshaking - arte, feminismos e ecologia


COLECTIVA
Galeria Quadrum, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


TIAGO BORGES & YONAMINE

Homo Kosmos (cough cough)




GALERIA AV. ÍNDIA
Av. da Índia, 170
LISBOA

14 JUL - 04 OUT 2020


Inauguração: 14 de Julho



Homo Kosmos (cough cough)
de Tiago Borges & Yonamine

Curadoria: Tobi Maier


Para Homo Kosmos (cough cough) Tiago Borges e Yonamine produziram novas obras numa tentativa de criar psicosferas de cura, abrindo caminhos para um outro cosmos com uma nova história. Os artistas trabalham com a ideia de potência que traduz a possibilidade em realidade. Homo Kosmos (cough cough) aborda a tecnologia enquanto arquétipo espiritual, a velocidade inumana que nos é imposta pelo capitalismo em aceleração. As imagens da exposição, apropriadas da natureza e das ruas do mundo e criadas a partir de uma esfera imaginativa, oscilam entre a defesa e o ataque, a loucura e o medo construtivista do século XXI. Homo Kosmos (cough cough) convida figuras como você a ajudar na invenção de uma nova banda sonora para realidades futuras. Uma era «neo-humana», na qual o racismo e a discriminação foram ultrapassados, os ideais humanistas e a solidariedade são algo de tangível, e o céu está ao alcance de todos: Estrela Negra é uma estrela na astrocena do imaginário africano.