Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Ventriloquismo


VERA MOTA
Galeria Bruno Múrias, Lisboa

The Next Shift


Anna Hulačová
Galeria Pedro Cera, Lisboa

Sob o peso frágil da pálida abóbada


COLECTIVA
Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas, Ribeira Grande - Açores

OBJETO INFINITO OU UM BEM MAIOR. Primeiro conjunto de dúvidas.


Alexandre A. R. Costa
ARTLAB24 Contemporary Art, Espinho

Ciclo de Exposições e Conversas


Ana Vidigal, Luís Paulo Costa e Exposição Documental
Vários locais / Águeda, Águeda

Que horas são que horas, uma galeria de histórias


COLECTIVA
Galeria Municipal do Porto, Porto

ABOUT TODAY


João Louro
Zet Gallery, Braga

Cortelho


Daniel Moreira e Rita Castro Neves
Sput&Nik the window, Porto

Um esqueleto entra no bar...


Paulo Lisboa
Fundação Leal Rios, Lisboa

Surender, Surender


NIKOLAI NEKH
Balcony, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


DANIEL MOREIRA E RITA CASTRO NEVES

Cortelho




SPUT&NIK THE WINDOW
Rua do Bonjardim, 1340
4000-123 PORTO

18 DEZ - 30 JAN 2021


Inauguração: sexta, 18 de dezembro às 16h30


Cortelho
Daniel Moreira e Rita Castro Neves


Exposição da dupla de artistas Daniel Moreira e Rita Castro Neves sobre o tema e o motivo do cortelho – pequena construção em pedra de granito, abrigo em forma de iglu, característico da paisagem rural do noroeste português.

É a partir da nossa proximidade – emotiva, física e familiar - com o território rural transfronteiriço do Gerês, que desenvolvemos a exposição Cortelho. Apoiados na relação antiga entre humano e animal, olhamos para as suas influências na nossa cultura e no território português a partir do estudo do cortelho nortenho - um abrigo feito pela sobreposição manual de pedras de granito, que o tempo vai votando à obsolescência. Chocalhos e apitos, líquenes, musgos e pedras reativam-se na instalação, por entre escultura, fotografia, desenho, vídeo, serigrafia, e outras matérias mais.
No tempo presente de profunda desconexão com a natureza e de instalada crise ambiental, dentro do cortelho - um lugar de vazio e simplicidade, a escuridão húmida envolve-nos e penetra-nos, e, do seu centro, sentimos um pulsar antigo e o abismo do tempo, através da confusão de histórias de seres e pedras. 



[Horário por marcação (919 010 716) de quinta a sábado]


:::


Daniel Moreira e Rita Castro Neves
Artistas que vivem e trabalham no Porto, com percursos expositivos separados, trabalham desde 2015 em colaboração. Daniel Moreira é arquitecto, iniciando em 2000 um percurso multidisciplinar entre a arquitectura e as artes plásticas. Rita Castro Neves, após terminar o Curso Avançado de Fotografia do Ar.Co e o Master in Fine Art da Slade School of Fine Art de Londres, inicia atividade artística regular, de docência (atualmente na Faculdade de Belas Arte do Porto) e de curadoria (Anuário 18. Uma visão retrospetiva da arte do Porto; Trama Festival de Artes Performativas; Dia E Vento; brrr Festival de Live Art).
Desde que em 2015 foram desafiados pelo espaço artístico finlandês Oksasenkatu 11 a realizar um projeto colaborativo, que têm exposto regularmente em Portugal e no estrangeiro. As residências artísticas (São Paulo, Maputo, Alvito, Serra da Estrela...) e viagens de estudo (Japão com Bolsa da Fundação Oriente) têm sido importantes para o desenvolvimento do seu corpo de trabalho.