Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Ventriloquismo


VERA MOTA
Galeria Bruno Múrias, Lisboa

The Next Shift


Anna Hulačová
Galeria Pedro Cera, Lisboa

Sob o peso frágil da pálida abóbada


COLECTIVA
Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas, Ribeira Grande - Açores

OBJETO INFINITO OU UM BEM MAIOR. Primeiro conjunto de dúvidas.


Alexandre A. R. Costa
ARTLAB24 Contemporary Art, Espinho

Ciclo de Exposições e Conversas


Ana Vidigal, Luís Paulo Costa e Exposição Documental
Vários locais / Águeda, Águeda

Que horas são que horas, uma galeria de histórias


COLECTIVA
Galeria Municipal do Porto, Porto

ABOUT TODAY


João Louro
Zet Gallery, Braga

Cortelho


Daniel Moreira e Rita Castro Neves
Sput&Nik the window, Porto

Um esqueleto entra no bar...


Paulo Lisboa
Fundação Leal Rios, Lisboa

Surender, Surender


NIKOLAI NEKH
Balcony, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


JOÃO LOURO

ABOUT TODAY




ZET GALLERY
Rua do Raio, 175 4710-923
4710-923

18 DEZ - 27 MAR 2021


Inauguração: sexta-feira, 18 de Dezembro, às 19h

[Horário do fim-de-semana de 19 e 20 de dezembro: entre as 9h30 e as 12h30, com a presença do artista]



ABOUT TODAY
João Louro


Até 27 de março de 2021, a zet gallery apresenta ABOUT TODAY, uma exposição individual com curadoria de Helena Mendes Pereira. Através de uma seleção de cerca de dezena e meia de trabalhos, produzidos entre 1995 e 2019, a maioria dos quais de exibição inédita, a exposição evidencia “o caráter premonitório e reflexivo da obra de João Louro e o olhar inquieto e atento do artista sobre o mundo, que há muito nos habituou às suas perguntas”, revela a curadora.

João Louro é, na opinião de Helena Mendes Pereira, “um dos mais destacados artistas da sua geração e a sua obra convoca influências neoconceptuais e do minimalismo, associadas a um certo expressionismo na cor e a um quadro de referências da literatura, do cinema e da História, em que reforça a importância da palavra, já que, para o artista, ‘a palavra é invenção. Ela é o verdadeiro laboratório. É experiência’”. A exposição, que agora se inaugura, “expressa-se a partir de diferentes meios, ainda que não se possa negar que a bidimensionalidade e pictoralidade próprias da pintura sejam o fio condutor das propostas”, conclui.

Assim, “Arte”, a série de trabalhos que integram “História do Crime”, The Plagues”, “L’Avenir Dure Longtemps”, “Love”, “Cover #18 (Dylan Thomas)”, “Et Dieu Créa la Femme”, “From Left to Right #7”, “Clockwise from Abose #2”, “Blind Image #221”, “Le Mort Homme #1” e “Man Is a Being Made of Scars” integram o mapa expográfico que, ao longo de quase sete anos de história, têm preenchido e dinamizado a galeria de arte contemporânea, fundada por José Teixeira, CEO do dstgroup.