Links

PERSPETIVA ATUAL


ARTE LISBOA 07


Steve Gibson, “Tormented Souls”, Galeria Mito, Barcelona, Espanha


Ana Vidigal, “Void”, Project Rooms, Galeria 111


Brígida Mendes, "Sem Título", Project Rooms, Galeria Módulo


Nuno Maya, "Fotografias em Movimento", Project Rooms, Paulo Amaro

Outros artigos:

2017-09-05


PAULA PINTO


2017-07-26


NATÁLIA VILARINHO


2017-07-17


ANA RITO


2017-07-11


PEDRO POUSADA


2017-06-30


PEDRO POUSADA


2017-05-31


CONSTANÇA BABO


2017-04-26


MARC LENOT


2017-03-28


ALEXANDRA BALONA


2017-02-10


CONSTANÇA BABO


2017-01-06


CONSTANÇA BABO


2016-12-13


CONSTANÇA BABO


2016-11-08


ADRIANO MIXINGE


2016-10-20


ALBERTO MORENO


2016-10-07


ALBERTO MORENO


2016-08-29


NATÁLIA VILARINHO


2016-06-28


VICTOR PINTO DA FONSECA


2016-05-25


DIOGO DA CRUZ


2016-04-16


NAMALIMBA COELHO


2016-03-17


FILIPE AFONSO


2016-02-15


ANA BARROSO


2016-01-08


TAL R EM CONVERSA COM FABRICE HERGOTT


2015-11-28


MARTA RODRIGUES


2015-10-17


ANA BARROSO


2015-09-17


ALBERTO MORENO


2015-07-21


JOANA BRAGA, JOANA PESTANA E INÊS VEIGA


2015-06-20


PATRÍCIA PRIOR


2015-05-19


JOÃO CARLOS DE ALMEIDA E SILVA


2015-04-13


Natália Vilarinho


2015-03-17


Liz Vahia


2015-02-09


Lara Torres


2015-01-07


JOSÉ RAPOSO


2014-12-09


Sara Castelo Branco


2014-11-11


Natália Vilarinho


2014-10-07


Clara Gomes


2014-08-21


Paula Pinto


2014-07-15


Juliana de Moraes Monteiro


2014-06-13


Catarina Cabral


2014-05-14


Alexandra Balona


2014-04-17


Ana Barroso


2014-03-18


Filipa Coimbra


2014-01-30


JOSÉ MANUEL BÁRTOLO


2013-12-09


SOFIA NUNES


2013-10-18


ISADORA H. PITELLA


2013-09-24


SANDRA VIEIRA JÜRGENS


2013-08-12


ISADORA H. PITELLA


2013-06-27


SOFIA NUNES


2013-06-04


MARIA JOÃO GUERREIRO


2013-05-13


ROSANA SANCIN


2013-04-02


MILENA FÉRNANDEZ


2013-03-12


FERNANDO BRUNO


2013-02-09


ARTECAPITAL


2013-01-02


ZARA SOARES


2012-12-10


ISABEL NOGUEIRA


2012-11-05


ANA SENA


2012-10-08


ZARA SOARES


2012-09-21


ZARA SOARES


2012-09-10


JOÃO LAIA


2012-08-31


ARTECAPITAL


2012-08-24


ARTECAPITAL


2012-08-06


JOÃO LAIA


2012-07-16


ROSANA SANCIN


2012-06-25


VIRGINIA TORRENTE


2012-06-14


A ART BASEL


2012-06-05


dOCUMENTA (13)


2012-04-26


PATRÍCIA ROSAS


2012-03-18


SABRINA MOURA


2012-02-02


ROSANA SANCIN


2012-01-02


PATRÍCIA TRINDADE


2011-11-02


PATRÍCIA ROSAS


2011-10-18


MARIA BEATRIZ MARQUILHAS


2011-09-23


MARIA BEATRIZ MARQUILHAS


2011-07-28


PATRÍCIA ROSAS


2011-06-21


SÍLVIA GUERRA


2011-05-02


CARLOS ALCOBIA


2011-04-13


SÓNIA BORGES


2011-03-21


ARTECAPITAL


2011-03-16


ARTECAPITAL


2011-02-18


MANUEL BORJA-VILLEL


2011-02-01


ARTECAPITAL


2011-01-12


ATLAS - COMO LEVAR O MUNDO ÀS COSTAS?


2010-12-21


BRUNO LEITÃO


2010-11-29


SÍLVIA GUERRA


2010-10-26


SÍLVIA GUERRA


2010-09-30


ANDRÉ NOGUEIRA


2010-09-22


EL CULTURAL


2010-07-28


ROSANA SANCIN


2010-06-20


ART 41 BASEL


2010-05-11


ROSANA SANCIN


2010-04-15


FABIO CYPRIANO - Folha de S.Paulo


2010-03-19


ALEXANDRA BELEZA MOREIRA


2010-03-01


ANTÓNIO PINTO RIBEIRO


2010-02-17


ANTÓNIO PINTO RIBEIRO


2010-01-26


SUSANA MOUZINHO


2009-12-16


ROSANA SANCIN


2009-11-10


PEDRO NEVES MARQUES


2009-10-20


SÍLVIA GUERRA


2009-10-05


PEDRO NEVES MARQUES


2009-09-21


MARTA MESTRE


2009-09-13


LUÍSA SANTOS


2009-08-22


TERESA CASTRO


2009-07-24


PEDRO DOS REIS


2009-06-15


SÍLVIA GUERRA


2009-06-11


SANDRA LOURENÇO


2009-06-10


SÍLVIA GUERRA


2009-05-28


LUÍSA SANTOS


2009-05-04


SÍLVIA GUERRA


2009-04-13


JOSÉ MANUEL BÁRTOLO


2009-03-23


PEDRO DOS REIS


2009-03-03


EMANUEL CAMEIRA


2009-02-13


SÍLVIA GUERRA


2009-01-26


ANA CARDOSO


2009-01-13


ISABEL NOGUEIRA


2008-12-16


MARTA LANÇA


2008-11-25


SÍLVIA GUERRA


2008-11-08


PEDRO DOS REIS


2008-11-01


ANA CARDOSO


2008-10-27


SÍLVIA GUERRA


2008-10-18


SÍLVIA GUERRA


2008-09-30


ARTECAPITAL


2008-09-15


ARTECAPITAL


2008-08-31


ARTECAPITAL


2008-08-11


INÊS MOREIRA


2008-07-25


ANA CARDOSO


2008-07-07


SANDRA LOURENÇO


2008-06-25


IVO MESQUITA


2008-06-09


SÍLVIA GUERRA


2008-06-05


SÍLVIA GUERRA


2008-05-14


FILIPA RAMOS


2008-05-04


PEDRO DOS REIS


2008-04-09


ANA CARDOSO


2008-04-03


ANA CARDOSO


2008-03-12


NUNO LOURENÇO


2008-02-25


ANA CARDOSO


2008-02-12


MIGUEL CAISSOTTI


2008-02-04


DANIELA LABRA


2008-01-07


SÍLVIA GUERRA


2007-12-17


ANA CARDOSO


2007-12-02


NUNO LOURENÇO


2007-11-18


ANA CARDOSO


2007-11-17


SÍLVIA GUERRA


2007-11-14


LÍGIA AFONSO


2007-11-08


SÍLVIA GUERRA


2007-11-02


AIDA CASTRO


2007-10-25


SÍLVIA GUERRA


2007-10-20


SÍLVIA GUERRA


2007-10-01


TERESA CASTRO


2007-09-20


LÍGIA AFONSO


2007-08-30


JOANA BÉRTHOLO


2007-08-21


LÍGIA AFONSO


2007-08-06


CRISTINA CAMPOS


2007-07-15


JOANA LUCAS


2007-07-02


ANTÓNIO PRETO


2007-06-21


ANA CARDOSO


2007-06-12


TERESA CASTRO


2007-06-06


ALICE GEIRINHAS / ISABEL RIBEIRO


2007-05-22


ANA CARDOSO


2007-05-12


AIDA CASTRO


2007-04-24


SÍLVIA GUERRA


2007-04-13


ANA CARDOSO


2007-03-26


INÊS MOREIRA


2007-03-07


ANA CARDOSO


2007-03-01


FILIPA RAMOS


2007-02-21


SANDRA VIEIRA JURGENS


2007-01-28


TERESA CASTRO


2007-01-16


SÍLVIA GUERRA


2006-12-15


CRISTINA CAMPOS


2006-12-07


ANA CARDOSO


2006-12-04


SÍLVIA GUERRA


2006-11-28


SÍLVIA GUERRA


2006-11-13


ARTECAPITAL


2006-11-07


ANA CARDOSO


2006-10-30


SÍLVIA GUERRA


2006-10-29


SÍLVIA GUERRA


2006-10-27


SÍLVIA GUERRA


2006-10-11


ANA CARDOSO


2006-09-25


TERESA CASTRO


2006-09-03


ANTÓNIO PRETO


2006-08-17


JOSÉ BÁRTOLO


2006-07-24


ANTÓNIO PRETO


2006-07-06


MIGUEL CAISSOTTI


2006-06-14


ALICE GEIRINHAS


2006-06-07


JOSÉ ROSEIRA


2006-05-24


INÊS MOREIRA


2006-05-10


AIDA E. DE CASTRO


2006-04-20


JORGE DIAS


2006-04-05


SANDRA VIEIRA JURGENS


share |

ARTE LISBOA - ALGUMAS OBSERVAÇÕES PÓSTUMAS E VOTOS DE FESTAS FELIZES PARA AS INAUGURAÇÕES SIMULTÂNEAS



SÍLVIA GUERRA

2007-11-17




No Inverno mais quente da Europa Ocidental, a Arte Lisboa teve este ano duas participações de galerias do país irmão que, por certo, não nos trouxeram o que de melhor tem hoje a arte contemporânea do Brasil para nos oferecer, como as obras de Ernesto Neto ou de Cao Guimarães. Todavia pautaram as lacunas internacionais da Arte Lisboa. Ainda assim não poderemos dizer que algumas das presenças espanholas como a galeria Mito, com as esculturas de Steve Gibson, tenham contribuído para os momentos altos deste certame. No entanto, foram 60 as galerias presentes na feira e foi com esta representação colectiva do mercado da arte que o público se confrontou este ano.

Quem esteve lá?

Vamos começar pelas galerias “clássicas” e já com diversas décadas de história no panorama luso:
A Galeria 111, a nossa mais antiga galeria comercial, como é referido no Cátalogo da Feira (à venda por 20 euros), ainda fundada durante o período “de costas voltadas para a Europa” do regime salazarista (1964). E que apesar das contrariedades com o Governo de então, nunca fechou as suas portas. Este ano apresenta os trabalhos de uma das artistas escolhidas para os Project Rooms de Isabel Carlos: Ana Vidigal. A Alvarez (1954), a nossa outra pioneira representa o coerente desenvolvimento pictural de Jaime Isidoro entre o seu leque de artistas. A Fernando Santos continua com os clássicos da arte contemporânea portuguesa tais como: Alberto Carneiro, Rui Sanches e Pedro Cabrita Reis (o Omnipresente). E analisando a crononologia estabelecida pelo artista Miguel Leal numa das suas obras em que data o nascimento dos artistas representados por esta galeria, verificamos que as gerações presentes nesta casa são anteriores aos anos 70 do século XX, ou seja são valores confirmados pré-revolucionários. A Quadrado Azul apresenta os incómodos retratos físicos de Paulo Nozolino, onde se cruza numa cicatriz a vida e a morte, e as telas João Querioz, sempre mais diluídas no espaço-cor.

O que me inquieta nesta feira é que todas as obras, mesmo as dos artistas mais irreverentes, apresentam-se num formato clássico e se possível emoldurável num pequeno T2 do Campo Grande. Na Arte Lisboa não existe um espaço dedicado exclusivamente às galerias jovens, o que parece envolver todas pela formatação do comprador médio. Ora os preços, no entanto, superam os das obras mais vendidas na FIAC, onde nos espaços nobres da Cour Carré e do Grand Palais se podia aceder à arte contemporânea por menos de 500 euros.

Um outro facto curioso é a aversão inconsistente de alguns agentes culturais portugueses ao “Mercado”. Ora, hoje, é difícil a um artista viver como Van Gogh, pois os actos de loucura “Artaudianos” são esporádicos e sem relevo mediático e a imprensa continua a ser a nossa única fábrica de mitos nacionais.

Excepções sejam feitas a algumas galerias como a Vera Cortês Agência de Arte que me abriu a curiosidade pela exposição e trabalhos de Catarina Dias; a VPFCream Arte que expõe os últimos trabalhos dos artistas por ela representados e ainda mais alguns, como Gustavo Sumpta, mais uma vez performer do absurdo, desta vez em formato vídeo. E a recente 3+1 Arte Contemporânea, um projecto luso-brasileiro neófito ao qual desejo boa sorte para o futuro. De resto tenho que observar que a galeria Filomena Soares que se apresentava na entrada da feira foi um dos melhores stands a nível dos trabalhos expostos e de accrochage. A Lisboa 20 Arte Contemporânea ofereceu-nos uma mala armadilhada, no seu disfarce passe-partout, criada por André Guedes. E com esta mala parto para ver o que oferece o Porto neste fim-de-semana em montagem de inaugurações simultâneas.

Um desejo: espero que os Project Rooms, uma das melhores iniciativas desta 7ª edição da Arte Lisboa, não fiquem localizados no próximo ano no final dos quilómetros de stands, todos alinhados ao lado das revistas e do café que infelizmente recriava um ambiente de decadência lusa.

We’ll meet again at Bologna or in ARCO or in Basel !
Longa vida às feiras!



Sílvia Guerra